SaúdeVida Natural

Luz do sol pode ajudar a tratar problemas do coração

Nosso sistema cardiovascular pode ser afetado por diferentes doenças e condições que incluem diabetes, hipertensão e aterosclerose. Uma nova pesquisa revelou que o dano cardiovascular pode ser revertido com uma maior exposição à luz solar.  O estudo revelou que a vitamina D3 pode restaurar a saúde do nosso sistema cardiovascular, reduzindo assim o risco de ataque cardíaco. 

A vitamina D3 é produzida naturalmente em nosso corpo quando a nossa pele é exposta à luz do sol. Tradicionalmente, essa vitamina tem sido associada à boa saúde dos nossos ossos. No entanto, estudos dos últimos anos descobriram que ela também está relacionada com a saúde cardíaca. 

Um estudo de 2011 publicado no Kidney International Supplements explorou a ligação entre doença renal crônica (DRC) e deficiência de vitamina D. No estudo, os pesquisadores observaram que a maioria das pessoas que sofriam de DRC também apresentava deficiência de vitamina D. Os pesquisadores também encontraram uma ligação entre anormalidades cardiovasculares e baixos níveis de vitamina D. 

Outro estudo publicado no Journal of the Saudi Heart Association em 2015 encontrou uma correlação entre a deficiência de vitamina D e o aumento da morbidade cardiovascular. O estudo baseou-se em uma análise dos níveis de 25(OH)D (25-hidróxi-vitamina D) em adultos e crianças. As observações ajudaram os pesquisadores a associar hipertensão, doença arterial coronariana e eventos cardíacos relacionados com baixos níveis de 25(OH)D. 

No entanto, nenhum desses estudos estabeleceu exatamente como a deficiência de vitamina D estava relacionada à saúde cardíaca. 

luz do sol

A descoberta da relação entre o sol e o tratamento de doenças cardíacas

Um estudo recente, publicado no International Journal of Nanomedicine em Janeiro de 2018, conduzido sob a orientação do Dr. Tadeusz Malinski, professor renomado da Universidade de Ohio, foi baseado em observações de que pacientes com ataques cardíacos geralmente apresentam deficiências de vitamina D3. Considerando este um dos fatores de risco de doença cardíaca, Malinski e sua equipe decidiram descobrir como a vitamina D3 pode beneficiar o sistema cardiovascular e restaurar sua capacidade de funcionar.

Para fazer isso, Malinski decidiu estudar o efeito da vitamina D3 nas células endoteliais que regulam o fluxo sanguíneo em nosso sistema cardiovascular. A equipe do estudo desenvolveu nanocensores que tinham um diâmetro aproximadamente 1.000 vezes menor do que um cabelo humano. A ideia era enviar esses nanocensores para as células endoteliais e rastrear o efeito que a vitamina D3 tinha nessas células. 

Leia mais: Saúde: Uma responsabilidade pessoal

A pesquisa levou à descoberta de que a vitamina D3 estimula a produção de óxido nítrico (ON) que regula o fluxo sanguíneo e evita a coagulação do sangue conforme flui através dos vasos sanguíneos. Além disso, a vitamina D3 também conseguiu reduzir o nível de estresse causado pela oxidação no sistema cardiovascular. A vitamina pode restaurar consideravelmente um sistema cardiovascular que foi danificado por doenças como diabetes, aterosclerose e hipertensão. 

Conclusão do estudo

Portanto, a vitamina D3 pode ser usada como um tratamento para restaurar os danos causados ​​pelo ataque cardíaco ao endotélio cardíaco e reverter o impacto da isquemia cerebral (AVC) no endotélio capilar. Também poderia ser usado para tratar diabetes, aterosclerose, hipovolemia (diminuição do volume sanguíneo) e vasculopatia. 

Esta descoberta pode mudar radicalmente as opções de tratamento para doenças cardiovasculares. Malinski explica que, embora não haja maneiras conhecidas de restaurar a saúde das células endoteliais, os pacientes podem agora ser tratados com altas doses de vitamina D3. Ele acredita que este seria um tratamento econômico e simples que poderia ajudar a reparar o dano do sistema cardiovascular, pois nenhum novo medicamento precisa ser desenvolvido.

Traduzido e adaptado de: Cardiovascular illness related heart damage can be treated with sunshine

Natalie Andreoli
escrito por:Natalie Andreoli
Sou paulistana e desde 2009 decidi me mudar para a ilha da Magia (Florianópolis, SC), pois sentia falta do contato com a natureza. Sou neta de italianos e aprendi desde pequena a gostar de mexer na terra e cuidar das plantas, quando ajudava meu pai com a hortinha dele. Sou bióloga MSc., educadora ambiental e aromaterapeuta. Adoro aprender e compartilhar assuntos que proporcionem uma vida em melhor harmonia consigo mesmo, com os outros seres e com o planeta.

Deixe um comentário