Sustentabilidade

5 dicas de como achar roupas boas no brechó

roupas boas no brechó

Ir em brechó é uma forma de praticar a sustentabilidade e de economizar nas compras. Isso porque, quando não compramos roupas novas, estamos deixando de contribuir com a poluição ambiental que a indústria da moda produz.

Sabemos que a indústria da moda é a que mais descarta lixo no meio ambiente, seja em forma de resíduo líquido ou sólido. Por isso, ir em brechó é uma forma de impedir que mais lixo seja descartado de forma indevida.

Bom, mas aí esbarramos em outro ponto: é comum pensarmos que não vamos encontrar roupas boas no brechó. Porém, esse pensamento precisa ser desconstruído. Por isso, abaixo você irá conferir 5 dicas de como encontrar peças boas.

1. Veja todas as roupas

Um brechó, geralmente, tem muitas roupas disponíveis e nem sempre elas estão todas em cabides. Sendo assim, se você só der uma olhada rápida nas peças, é provável que deixe passar despercebido várias que são boas e que você levaria para casa. Sendo assim, é importante olhar cada peça de roupa.

roupas no brechó

2. Vá com tempo

Ao seguir a dica anterior, fica implícito que será necessário dedicar um bom tempo para ir ao brechó. Por isso, reserve algumas horas, dependendo do tamanho do lugar, para olhar cada peça com atenção.

Além de ir com tempo, é bom não ter medo de bagunça, principalmente quando você estiver em um bazar. O bazar costuma ser um lugar onde roupas e outros objetos usados são vendidos e o dinheiro é revertido para alguma causa social ou doado para uma instituição.

Nesses lugares as roupas costumam ser mais baratas, principalmente ao comparar ele com brechós de roupas de marca. Assim, você consegue adquirir boas peças por um preço menor.

3. Analise se a peça tem potencial

Muitas vezes olhamos as peças e não achamos elas bacanas, pois não vemos potencial nelas. Por isso, precisamos encarar cada roupa com um olhar de como ela pode ser boa, basta criar um bom look com ela.

Por exemplo, é normal não encontrar todas as peças que gostamos do nosso tamanho. Mas e se elas recebessem um ajuste ou uma modificação? Isso pode ser uma boa para quando gostamos de uma blusa, mas ela tem um tamanho maior que o nosso.

Ou então, por que não transformar a peça em outra. Por exemplo, se você encontra um vestido em que gostou do tecido, mas ele é muito grande ou você não gostou da parte de cima, por que não transformá-lo em uma saia?

4. Pense que a peça pode ser reformada

Outra coisa comum de acontecer é encontrarmos uma peça, mas ela falta um botão, está com um furo ou um pouco descosturada. Nesses casos, é ótimo se você sabe costurar ou se conhece uma costureira de confiança.

Afinal, pequenos furos, botões faltando ou uma bainha podem ser resolvidos. Assim, você não deixa de comprar uma boa peça.

brechó

5. Manchas em roupas saem

Algumas roupas, como as calças, shorts e jaquetas jeans, têm manchas por conta do tempo em que estão paradas sem serem utilizadas. Saiba que essas manchas saem com algumas lavagens. Então, não é preciso deixar de comprar uma peça só porque ela tem uma mancha.

Aliás, dependendo do tamanho da mancha e do lugar em que ela se localiza, é possível até cobri-la ou disfarçá-la com algum truque ─ se não sair na lavagem.

Comprar roupas boas no brechó necessita de tempo, paciência e olhar diferenciado para cada peça. Aliás, além dessas dicas, vá com uma anotação das principais peças que você quer comprar para não se perder nas suas compras. Além disso, sempre pense se aquela peça combina com algumas que você tem em casa ou com as que está levando junto com ela.

No mais, explore os brechós perto da sua casa e contribua para um planeta mais sustentável. Você também tem alguma dica sobre brechó? Então compartilhe ela nos comentários abaixo.

Charlene Peruchi
escrito por:Charlene Peruchi
Uma sonhadora, que acredita num mundo melhor e nos seres humanos vivendo em harmonia com a Natureza. Amante da fotografia, do artesanato e de músicas incomuns, diz que não viveria por muito tempo sem a arte na sua vida. Em resumo, é um ser complexo que gosta da vida simples.

4 Comentários

  • Trabalho com um programa social e criei uma feira solidária de troca de roupas e também doação para beneficiar a comunidade. Usamos também as peças que não saem para criar artesanato.Funciona á sete anos e faz muito sucesso.

  • Me chamo Cláudia Sá e sou a organizadora e idealizadora da Feira Bem Vestida. Um evento que reúne os melhores brechós da nossa região. Nosso objetivo é mostrar o quanto vale a pena comprar em brechós e para divulgar tbm

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: