Horta OrgânicaPermacultura

Aprenda como proteger sua horta no inverno

Para que nossos hortas sejam sempre um sucesso é preciso ficar atento aos pequenos detalhes que fazem a diferença. Um deles é a época do ano mais apropriada para cada espécie. Algumas espécies de hortaliças, pertencentes à família das cucurbitáceas (pepino, moranga, abóboras, melão e melancia) e solanáceas (tomate, batata, pimentão, pimenta e berinjela) não se desenvolvem bem no inverno e sofrem especialmente com as geadas. Por isso, estas espécies não são recomendadas para o plantio no outono e inverno, nas regiões Sul e Sudeste do Brasil.

As demais espécies, embora mais tolerantes e mais adaptadas para o plantio nestas épocas, não suportam geadas fortes e frequentes, quando cultivadas a céu aberto, sem nenhuma proteção.

|Siga o Jardim do Mundo no Instagram e Acompanhe nossas Aventuras pelo Mundo|

Mas para ajudar aí vão algumas dicas do que  podemos plantar  no inverno considerando cada região do país:

Região Sudeste: cenoura, couve, pimentão, pepino, salsa e beterraba.

Região Nordeste: Berinjela, tomate, coentro, pimentão, repolho, quiabo, abobrinha, abóbora, salsa e morango.

Região Sul: Salsão, alface, beterraba, mostarda, agrião, cebolinha e acelga.

Região Centro-Oeste: Tomate, berinjela, abobrinha, cenoura, espinafre, pepino, pimentão e rabanete.

Região Norte: Espinafre, abóbora, coentro, pepinos, pimentões, tomates e quiabo.

Protegendo a Horta no Inverno

Uma planta que não resiste ao frio pode ficar desprotegida até os termômetros chegaram à marca de 10 graus, mais ou menos.

Se baixar disso é preciso proteger, ainda mais se sua região conviver com formações de geadas. As plantas tropicais podem ser destruídas por geada, que nada mais é do que o congelamento do orvalho sobre a superfície.

Uma dica importante, que pode ajudar muito para saber se vai haver a formação de geadas, é verificar a temperatura do ar no início da noite. Se a temperatura estiver em torno de 13 graus e não estiver chovendo, é bem provável que ocorram geadas na madrugada seguinte. Neste caso, deve-se providenciar a cobertura total das plantas no final do dia, com algum material como o sombrite e até lençóis velhos. A cobertura deve ser retirada no início do dia e, caso ocorra mais geadas, recolocada no início da noite.

|Curta nossa Página no Facebook para mais matérias como essa |

Também para evitar que o frio e o vento prejudiquem ou retardem o crescimento das hortaliças, pode-se fazer túneis com plásticos em cima da área plantada. Essa técnica funciona bem para plantas mais baixas, evitando a erosão do solo pelo vento e protegendo contra o frio.

Irrigação das plantas

Durante o inverno a irrigação das plantas deve ser feita somente quando a terra começar a secar, porque o frio reduz a evaporação da água. Por isso, nada de colocar água em excesso, já que isto favorece o desenvolvimento de fungos. Outra dica importante: quando for necessário irrigar, faça pela manhã, para que as folhas não fiquem molhadas à noite – algumas espécies são mais sensíveis às doenças causadas pelos fungos, que são favorecidos pelo excesso de umidade nas folhas.

Evite a poda

Com o frio, as plantas têm uma grande dificuldade para crescer. Neste período recomenda-se apenas retirar as folhas velhas, que estão para cair, e dificultam ainda mais o crescimento da vegetação. Aquela parte da planta que está morrendo consome os nutrientes do resto da planta. Mas é preciso ficar atento! Os galhos secos só devem ser cortados a partir da primavera.

Adubação

Para fornecer nutrientes necessários à planta, é importante fazer a boa adubação da terra. Para isso, use adubo orgânico de boa procedência e qualidade – você poderá comprá-lo em lojas de jardinagem, supermercados ou agropecuárias. O esterco curtido também apresenta ótimos resultados – você não deve usar esterco fresco, pois ele reage com o solo e aumenta a sua temperatura, o que mata as mudas.

Jardim do Mundo
escrito por:Jardim do Mundo
Normal ou não, um clichê da sociedade contemporânea ou um casal unido por amor, afinidades e desafinidades, que transforma arte e ciências em pequenos projetos domésticos. Criar um jardim onde antes não se imaginava poder, provar de inúmeras receitas que são também oportunidades, utilizar e reutilizar ao máximo, aprender e aplicar princípios que projetam um estilo de vida mais simples e otimista, acreditando que podemos fazer algo de bom ou de belo enquanto fazemos algo para nós e não apenas para nós.

Deixe um comentário