Sustentabilidade

Você já ouviu falar sobre Slow Design?

collage 3

Em um mundo onde predomina a fabricação em massa e a valorização dos produtos feitos em grande escala, precisamos falar sobre um conceito que se contrapõe a estes fatores, que valoriza o artesanal, o consumo consciente e sustentável: o Slow Design.

O conceito de Slow Design , é um derivado direto do Slow Food, originário na Itália, tem como porta-voz os objetos, e como objetivo promover o bem-estar dos indivíduos, da sociedade e da natureza, em radical oposição ao estilo de vida baseado nos modelos consumistas.

A contrapartida do Slow Design é fazer isso com objetos de consumo, criando-se objetos que fogem às linhas de produção em massa. A ideia principal é: compre apenas aquilo que lhe sirva, desde que seja bem-feito e durável. Esta ‘maneira de fazer’ ainda, promove a consciência em relação ao consumismo desenfreado, retomando o fator artesanal e, explorando a importância da conexão de todas as coisas com o ambiente.

20150729_133951
Cabideiro artesanal  que propõe uma forte conexão com a natureza

No Slow Design o tempo de produção é maior, mas a redução do impacto na natureza no processo de manufatura é a prioridade. Dessa forma, é possível promover o bem-estar dos indivíduos, da sociedade e da natureza, aplicando-se literalmente a palavra Sustentabilidade a todo o processo.

Mas muitas vezes existe um erro conceitual quando se fala em sustentabilidade, quando relacionado apenas com o meio ambiente e materiais. Na verdade, sustentabilidade esta relacionado ao ser humano e ao futuro do planeta, onde é preciso consumir apenas o suficiente hoje para termos o que usufruir no futuro para a nossa sobrevivência.

Portanto, os objetos devem ser criados apenas para o melhoramento da vida do homem e não para satisfazer seu prazer sem medidas.

Outro conceito distorcido quando ao Slow Design é que não se deve traduzir a palavra ao pé da letra, pois não se trata de um processo lento ou devagar. O que deve-se ter noção é que cada coisa tem seu tempo, e devemos respeitar isso, uma forma é não se render a ansiedade de trocas por novos produtos que são anunciados imoderadamente por grandes marcas.

Peças elaboradas de forma manual, onde cada detalhe é executado de forma única.

O Slow design tem tudo a ver com o retorno ao passado em busca do conforto perdido pelo consumismo exagerado que, nos leva a comprar um produto hoje e logo depois descarta-lo para comprar o modelo novo anunciado pela mídia.

Em geral, as pessoas associam Design ao termo “tendência”, sem saber que a última moda em mobiliário pode estar dentro da sua própria casa, abandonada ou esquecida num quartinho, como uma namoradeira antiga herdada da avó.

Reaproveitamento de galhos secos achados na natureza

Que tal viver uma vida mais slow e optar por produtos produzidos de forma consciente, artesanal e sustentável?

Larissa Maciel

Artesã do ateliê Maria Lamparina

Larissa Maciel
escrito por:Larissa Maciel

Deixe uma resposta

Junte-se a nós! Receba inspirações para uma vida mais leve no seu email.

Siga-nos