Jardim do Mundo
menu
Jardim do Mundo
ReflexõesVida Natural

Saúde: uma responsabilidade pessoal

78t99kbcp_4-matthew-kane

No século IV a.c., um homem chamado Aristóteles certa vez nos disse, após idealizar os princípios do raciocínio lógico, que, um dia, seria possível provar a veracidade de qualquer conceito utilizando apenas do que acabara de propor e dispondo de inferências.

Talvez, naquela época, ele não conseguiu grandes avanços com sua hipótese por falta de aprofundamento teórico sobre alguns dos princípios básicos do cosmos. Coisa que hoje, nesse quesito, temos um pouco mais de esclarecimento.

Em comparação com aquele período, tudo que sabemos hoje, em relação a natureza do universo, é superior em termos de compreensão e complexidade. Portanto, se trouxermos para a pauta alguns dos conceitos mais elaborados e atuais que temos, em junção com aspectos que através da lógica podemos relacionar, talvez seja possível explicar fatos ainda obscuros para nós.

Na natureza, as coisas parecem acontecer seguindo padrões muito bem definidos e com similaridades que podem ser identificadas em outros contextos com referenciais distintos.

Talvez isso ocorra pelo fato de que tudo seja feito de energia, e portanto, todas as coisas, compartilham propriedades em comum, herdando características e comportamentos que são próprios da fonte de tudo. Fazendo, e permitindo, com que seja possível entender e aprender sobre o universo a partir do conhecimento prévio de padrões e ciclos já mapeados por nós.

Na evolução por exemplo, algo que é cientificamente comprovado e aceito, temos a certeza de que cada ser vivo, individualmente, está aprendendo através de suas experiências vivenciais, e também das que observa, ao mesmo tempo que contribui para o desenvolvimento e evolução do meio onde vive.

Dessa forma, esse aprendizado que está sendo conquistado através do autoesforço de cada um, é esculpido na própria consciência. E como todos nós sabemos, nenhum tipo de energia se perde ou simplesmente desaparece. O que pode acontecer são transformações. Nesse caso, é totalmente ilógico supor que a consciência acaba com a morte do corpo físico. Pois tudo na natureza ocorre por um motivo e portanto fazem parte de um ciclo evolutivo continuo que está direcionado ao equilíbrio e harmonia.

[A aromaterapia e seu poder de mudar as emoções]

Ao exemplo do mecanismo universal de transferência de calor, que faz com que os objetos em um determinado meio, após um tempo específico, se equilibrem e apresentem temperaturas equivalentes. Mais interessante ainda, é a estrutura básica de atuação do átomo ser idêntica a do nosso sistema solar, ou até mesmo das galáxias (pequenos objetos orbitando um núcleo mais robusto).

A partir do entendimento de que tudo no universo é feito de energia, podemos dizer que o que diferencia as várias organizações energéticas são: a quantidade, a densidade e a intensidade que essa se apresenta (frequência).

Da mesma forma, nossa consciência assimila informação e aprende coisas novas quando entra em contato com outros padrões energéticos, seja de objetos, situações ou de outras pessoas. Assim como todos os remédios e terapias tem como base fundamental a energia, podemos dizer que tudo no universo também é remédio ou terapia para algum caso, situação específica ou patologia, sendo que para uma melhor efetividade, é necessário a correta prescrição de dosagem e intervalo entre exposições, do mesmo modo que uma mudança na forma de pensar e agir (energia pessoal) pode causar a remissão de um sintoma ou doença (teoria do placebo).

Continuando com o raciocínio, quantas doenças hoje existentes, podem ter como causa a maneira de pensar e agir (padrão energético pessoal) de cada um? (psicossomática).

A capacidade de adaptação do ser humano é uma coisa realmente fantástica e não há como negar que quanto mais jovem o ser, mais adaptável ao meio ele será. Vemos muitos idosos saudáveis, mas também sabemos que são a parcela da população mais predisposta a apresentar algum quadro patológico. Será que podemos inferir, pela lógica, que isso ocorre devido ao fato de serem menos adaptáveis as situações e ao meio?

E quanto às pessoas intolerantes e negativas? Não estariam elas, sendo resistentes as novas situações e por isso dificultando sua própria adaptação?

Quantas vezes já ouvimos falar que emoções e comportamentos destrutivos, tais como os apresentados acima, podem causar ou piorar uma patologia?

Ao exemplo de pessoas que passam por um trauma, se fecham em depressão e tristeza e que vem a falecer logo depois – a chance de ter algum caso assim na família é alto.

A capacidade que cada um tem de criar a própria realidade (tanto discutida no meio científico – física quântica) está mais que óbvia nesse contexto: tenha uma mentalidade negativa, fechada e rígida e criará a própria doença; seja positivo, receptivo e flexível e contribua para a própria saúde.

Podemos analisar esse assunto por outra ótica, e ainda assim chegaremos a mesma conclusão.

[5 escolhas fundamentais para mudar sua vida]

Ao estarmos inseridos neste mundo físico, estamos sujeitos às leis que governam nossa existência, tais como: a lei da gravidade, a lei da conservação da energia, a lei de ação e reação, etc. De acordo com isso, vamos analisar as implicações do terceiro conceito, que nos diz que para cada ação temos uma reação de igual intensidade e sentido oposto.

Em suma, o que seria uma ação? Podemos dizer que uma ação é a manifestação de uma força ou energia (segundo o Dicionário Aurélio), e neste caso fica claro que para cada manifestação energética existe uma resposta de mesma natureza e sentido oposto. Contudo, entendemos que esse conceito é muito familiar a nível físico. Como ao esbarrar em algo ou alguém, logo sentimos, de volta, a reação da nossa colisão.

Mas e a nível mental? Estamos cientes das reações de nossas ações? Se a intensidade é igual e o sentido oposto, ao sentir raiva, ser agressivo ou mal humorado o que estaremos recebendo de volta nesse caso? Podem ter certeza que não é saúde, nem mesmo felicidade.

De certa forma, parece estranho o conceito de ação e reação quando se trata de pensamentos, mas a energia sutil também obedece as leis da natureza. Como uma onda eletromagnética que sofre refração ao transitar de um meio para outro ou quando colide com uma superfície, e acaba sofrendo redução de intensidade ou interferência, os pensamentos também são, a nível cerebral, ondas emitidas pelo cérebro e que, essas, podem ser captadas e medidas, por exemplo, em um eletroencefalograma.

Portanto, para cada ação-pensamento teremos uma reação mental, que se propaga para nosso corpo físico e além dele. Causando repercussões diversas, tais como: emoções, sentimentos (que também são sentidas a nível físico) ou até mesmo doenças.

Como conclusão, que tal uma bela autoreflexão profunda sobre como poderíamos modificar nosso padrão energético (emocional e mental), para melhor? E assim contribuir para um mundo mais positivo, saudável, solidário e confiante.

Você pode ter mais felicidade e tranquilidade! Basta correr atrás disso!

Aqui, no acervo do blog Jardim do Mundo, é possível encontrar diversos artigos maravilhosos sobre viagens, receitas, documentários e filmes com lições de vida, dicas para produzir e cultivar o próprio alimento, material esclarecdor sobre como enxergar e mudar a própria vida de maneira saudável e muito mais! Não perca tempo! Sua vida vale a pena!

Gabriel Braga
escrito por:Gabriel Braga

Mineiro de “Belzonti”, detalhista, metódico, neófilo e bastante criativo. Um ser que, através dos ensinamentos que a vida proporcionou, conseguiu compreender que tudo se baseia na intenção, vontade, observação, paciência, atitude e continuidade. Sempre que a intenção te levar por um caminho de auto esclarecimento, com a vontade de semear o que for positivo, com o resto do mundo, a certeza é de que, com paciência e boa observação, os caminhos da vida serão abertos e facilitados para que a evolução seja mais suave e prazerosa (Lei de Causa e Efeito). Tudo está conectado e a menor parte, que todo mundo acaba desprezando, é extremamente importante para atingirmos níveis de felicidade, cada vez mais, estáveis (Tudo, no universo, tende ao equilíbrio).
Dessa forma, consegui fazer da mudança um estilo de vida, me adaptando rapidamente a novas propostas, sempre mais saudáveis e pacíficas, de viver.
Enfim, alguém que tenta despertar o que há de melhor em cada um.

1 Comentário

  • Gabriel pareces ser tão jovem e escreves sobre fatos tão importantes, gosto demais
    Desta, digamos, filosofia de ser positivo. Sempre me senti energizada e procurei passar isso para meus filhos, netos, amigos etc. temos nossos ciclos assim como a natureza que é nossa melhor inspiração. Fiz uma ótima escolha ao me inscrever no “Jardim do Mundo”. Um abraço.

Deixe uma resposta

Junte-se a nós! Receba inspirações para uma vida mais leve no seu email.

Siga-nos