Jardim do Mundo
menu
Jardim do Mundo
Construção NaturalHorta OrgânicaPermaculturaSustentabilidade

Educação para a sustentabilidade: uma experiência  permacultural em São Paulo

1

Imagine um lugar, a menos de 60km de São Paulo, rodeado pela Mata Atlântica, onde rios e nascentes fornecem água potável, tucanos se empoleiram no caquizeiro ao lado da janela onde você toma seu café da manhã e, ocasionalmente, até um veado cruza a sua frente ao caminhar pelas estradas da região. Agora imagine que para além de todo esse privilégio natural, este espaço trabalhe difundindo e aplicando os conceitos da Permacultura e da Agroecologia como formas de promover a Educação para a Sustentabilidade. Tal lugar existe e leva o nome de Instituto Humanaterra.

DSC_1966

Fruto de um belo trabalho promovido pelo casal de educadores, Amanda Frug e Bruno Helvécio, o projeto teve início em 2006 através do Coletivo Humanaterra, que promovia atividades lúdicas com crianças da cidade de Embú-SP. Em 2010, o trabalho da dupla foi reconhecido e premiado, por levar as escolas municipais da região um projeto de Horta Escolar, que capacitou tanto alunos quanto professores no manejo e cultivos alimentos orgânicos. Em 2013, o projeto foi oficializado com a criação da instituição sem fins lucrativos Humanaterra, e os trabalhos voltados para Educação Ambiental passaram a se concretizar no Sítio Humanaterra, em São Lourenço da Serra-SP.

Atualmente o sítio implementa um modelo de ocupação ecológica e de mínimo impacto, colocando em prática uma série de soluções sustentáveis como captação de água de chuva, sistemas de filtragem ecológica, bioconstrução, agrofloresta, hortas orgânicas, dentre outras atividades que surgem ao longo dos cursos e mutirões promovidos no sítio, valorizando a troca de experiências entre as pessoas que circulam e vivenciam o local. O espaço busca implementar modelos de planejamento permaculturais, associados a uma metodologia educacional que promove a transformação das relações através de vivências lúdicas, artísticas e cooperativas.

DSC_1751

Além do calendário de atividades promovidas ao longo do ano, há a possibilidade de se fazer um programa de imersão de 2 semanas ou mais, sob agendamento prévio com a equipe. Este período poderá lhe trazer uma gratificante experiência, onde a troca de conhecimento e espírito de cooperação regem as atividades do sítio, que vão desde o cuidado diário com as plantas, até manutenção do espaço físico. É uma ótima oportunidade para entrar em contato com soluções ecológicas práticas e formas alternativas de gerir nossa vida e relações, uma vez que a manutenção do espaço dependerá da união dos esforços entre as pessoas que habitam o local durante o período. Você também terá a disposição uma bela biblioteca, além de poder ensinar, aprender e experimentar novos pratos durante as refeições compartilhadas.

DSC_1962Os dois guardiões do sítio, contam também com a ajuda do simpático caseiro Celso Cardoso, que habita o local durante toda a semana e guia os visitantes ao longo da imersão, compartilhando suas experiências, músicas, filmes e conhecimentos; e também com a Cristal e o León, os cães que protegem o local, e acompanham nas atividades dia e noite.

O Instituto Humanaterra , é um espaço que foi criado para incentivar uma mudança de realidade e se fortalece a cada novo visitante que por ali passa, deixando um tanto, levando outro tanto, para manter esse sonho compartilhado vivo. Se quiser conhecer mais sobre os trabalhos ou combinar um período de imersão, é só acessar o site http://www.humanaterra.org.

No vídeo abaixo você pode conferir o trabalho educacional realizado pela equipe.

Mateus Costa
escrito por:Mateus Costa
Sou um mineiro, com pai fluminense, que mora em São Paulo e que não pertence a lugar algum, ou a todos eles. Na busca de me definir, preferi ser do mundo, pois é dele que me vem toda a inspiração para viver. Nele encontrei a literatura, a arte, a filosofia e a ciência que me fizeram ultrapassar as limitações de espaço e tempo. Se me perguntam o que faço ou do que gosto, digo que sou um observador e que aprecio o silêncio que envolve toda a simplicidade do mundo. Recentemente me (re)apaixonei pela natureza, confesso que não consigo mais esquecê-la.

3 Comentários

Deixe uma resposta

Junte-se a nós! Receba inspirações para uma vida mais leve no seu email.

Siga-nos