Jardim do Mundo
menu
Jardim do Mundo
ecovillage

Ecovilas são, geralmente, comunidades baseadas principalmente na sustentabilidade ambiental e, de acordo com o ecologista e agrônomo australiano David Holmgren, caracterizado pela adesão voluntária dos participantes  a áreas residenciais destinadas a minimizar o impacto ambiental, a utilização de energias renováveis e de alimentos, com base em permacultura ou outras formas de agricultura biológica e desenvolvimento humano.

Conheça Twin Oaks: Uma comunidade que compartilha tudo

O sistema está se multiplicando em todo o mundo: a Itália, em particular, está recolhendo muitas assinaturas, de modo a criar uma verdadeira rede de eco-aldeias italiana, uma associação de comunidades, ecovilas com o objetivo de aumentar a conscientização da experiência comunitária, onde você pode experimentar a utopia de uma sociedade baseada na solidariedade, cooperação e ecologia. Esse grupo de pessoas é composto por diversidade de experiência, orientação filosófica e organizacional, mas ainda inspirada em uma vida sustentável do ponto de vista ecológico, espiritual, sócio-cultural e econômico. A diversidade entre os membros é, em si, um traço característico que abarca muitos estilos de vida, mas todos unidos pela crença de que a sustentabilidade é a capacidade de um grupo de satisfazer as suas próprias necessidades sem reduzir, mas melhorar perspectivas ambientais presentes e futuras.

Conheça nosso forum de articulação de comunidades alternativas clicando aqui

Ecovilas são laboratórios de experimentação social e ecológica e não um modelo pronto para uso e que pode ser replicado sem esforço. Ainda há muito a ser melhorado, embora milhares de pessoas em todo o mundo compartilhem essa filosofia, seja recriando espaços ou reocupando-os.

Hoje vamos trazer alguns exemplos de ecovilas localizadas na Itália; comunidades que deram certo ou que estão nesse caminho: O “Povo dos Elfos“, que está baseado nas montanhas de Sambuca Pistoiese: 250 pessoas que recuperaram ruínas de uma aldeia e transformaram em uma cidade. É composto por quatro pequenas aldeias e 14 outros pequenos assentamentos que só podem ser alcançados a pé. As casas não têm eletricidade, a madeira é o único método para se aquecer e cozinhar e não há TV, mas possuí uma escola em auto-gestão.

A meio caminho entre a Suíça, na Lombardia do Lago Maggiore, a ecovila Monte Venere: famílias vivem lá graças a um acordo com a Prefeitura que cedeu as casas de graça em troca de restauração da comunidade. Para chegar lá, você tem que subir por um extenso caminho de pedra.

Quais são os bairros mais sustentáveis e conscientes do mundo: confira clicando aqui!

O último e não menos importante modelo é uma eco-aldeia no Piemonte, em Turim-Aosta: em um raio de aprox. 15 km vivem 600 pessoas que construíram Damanhur , uma sociedade multilingue, aberta ao comércio com o mundo e diferentes culturas.  A filosofia comum é auto-sustentável, essa nova ordem global de autarquia para sobreviver vivendo sem resíduos, da agricultura e da criação de ovinos com baixo impacto ambiental. O que se ganha cada mês os participantes colocam juntos em um fundo comum para apoiar taxas da comunidade.

Existem numerosos modelos e dentre eles, nenhum é supostamente o “certo”. O que é certo é a crença de que o modelo atual de desenvolvimento urbano e comunitário é excludente e egocêntrico e que é possível fazer algo que converse com as necessidades do indivíduo e da comunidade valorizando os dois.

1497822_685938481440893_1307944596_o

Jardim do Mundo
escrito por:Jardim do Mundo
Normal ou não, um clichê da sociedade contemporânea ou um casal unido por amor, afinidades e desafinidades, que transforma arte e ciências em pequenos projetos domésticos. Criar um jardim onde antes não se imaginava poder, provar de inúmeras receitas que são também oportunidades, utilizar e reutilizar ao máximo, aprender e aplicar princípios que projetam um estilo de vida mais simples e otimista, acreditando que podemos fazer algo de bom ou de belo enquanto fazemos algo para nós e não apenas para nós.

1 Comentário

Deixe uma resposta

Junte-se a nós! Receba inspirações para uma vida mais leve no seu email.

Siga-nos