Jardim do Mundo
menu
Jardim do Mundo
Horta OrgânicaSustentabilidadeVida Natural

Casal viaja pelo interior do Brasil conectando o pequeno produtor com o consumidor urbano

sao-luiz-do-puruna-pr

Quem é que não gosta de comida com gostinho de carinho, como aquelas comidas que a nossa avó costuma fazer? As pessoas tem deixado de lado aquela ideia de comida industrial e procurado comidas feitas com amor, que dê para sentir o gostinho de casa. Não só por causa do sabor, mas por causa da qualidade.

Para nossa felicidade, no  início de 2017, o jornalista curitibano Jeferson Jess e sua esposa, a psicóloga 
Andréa Sígolo, tiveram a maravilhosa ideia de arrumar uma Kombi e viajar pelo interior do Brasil. O objetivo: encontrar produtores locais, histórias de vida e sabores
 regionais para conectá-los com novos consumidores através de um clube de assinaturas.
 Não é lindo?!

“Nossa curadoria foi pautada pela sustentabilidade, buscando produtos com matéria-prima
l local, não industrializada, que respeitasse o meio ambiente, a cultura e as tradições de cada 
lugar em que o produtor estava inserido”, explica Jeferson.


Ao retornarem para Curitiba, a experiência do casal resultou no lançamento da Caixa Colonial,
 um clube de produtos regionais e artesanais por assinatura, onde cada mês eles escolhem uma
 região e enviam kits com produtos daquela localidade, gerando renda e visibilidade para os 
pequenos produtores.

Em busca dos pequenos produtores


Através do clube, o assinante pode receber embutidos, queijos, compotas, doces, bebidas, 
tudo artesanal, cada mês de uma região diferente. Dentro do kit, também há um encarte que
 conta a história dos produtores e dicas de turismo local.

Nós já experimentamos a edição de outubro e novembro, e podemos dizer, receber os produtos coloniais de ótima qualidade, enroladinhos em um pano xadrez, com encarte contendo a foto de cada produtor nos deixou emocionados. O sentimento é de uma viagem as nossas lembranças de infância e por alguns momentos, enquanto saboreamos os produtos nos sentimos fora cidade, em uma fazendinha.

A esquerda: produtos de Gramado, RS e a direita produtos de São Roque, SP.

COMO SURGIU A IDEIA


Em 2016, após trabalhar muitos anos em empresas de comunicação de Curitiba, Jeferson 
largou o emprego para ser sócio de uma plataforma que oferecesse, inicialmente, experiências
de day use (de um dia) em ambientes rurais como sítios, chácaras e hotéis fazendas, próximos 
dos grandes centros.

Pequenos produtores e seus produtos coloniais

Durante a operação, ele percebeu que muitas localidades tinham grande potencial para day 
use, mas a essência de quem vivia nessas comunidades não era receber pessoas e lidar com o
 turismo e, sim, cuidar da roça e fazer o melhor queijo, salame, doces, biscoitos, receitas e
 tradições que o morador do campo cultivava de geração em geração.

Foi quando teve a ideia de trazer os valores do campo para a casa das pessoas através da
 culinária regional e passou a se dedicar apenas ao projeto da Caixa Colonial.

EDIÇÕES E VALORES DA CAIXA


O primeiro destino escolhido da Caixa Colonial foi a região de Morretes, no litoral do Paraná,
 com produtos típicos como a cachaça, mel, bala de banana, pepino agridoce e farinha de 
mandioca. O projeto já está na sua oitava edição, com mais de 250 assinantes. A caixa de dezembro será sobre a região de Mandirituba no Paraná.

Caixa Colonial

A assinatura é feita pelo site e custa R$ 99 reais no plano mensal, com frete reduzido para Sul e
 Sudeste (menos ES). No plano semestral o assinante tem 6% de desconto e no anual 10%,
podendo parcelar em até 4x sem juros.

Para saber mais sobre o projeto, acesse: www.caixacolonial.club 

SERVIÇO

Caixa Colonial


Site: www.caixacolonial.club


Facebook: www.facebook.com/caixacolonial


Instagram: www.instagram.com/caixacolonial/


Contato: Jeferson Jess


Telefone: (41) 99905-2061

Jardim do Mundo
escrito por:Jardim do Mundo

Normal ou não, um clichê da sociedade contemporânea ou um casal unido por amor, afinidades e desafinidades, que transforma arte e ciências em pequenos projetos domésticos. Criar um jardim onde antes não se imaginava poder, provar de inúmeras receitas que são também oportunidades, utilizar e reutilizar ao máximo, aprender e aplicar princípios que projetam um estilo de vida mais simples e otimista, acreditando que podemos fazer algo de bom ou de belo enquanto fazemos algo para nós e não apenas para nós.

Deixe uma resposta

Junte-se a nós! Receba inspirações para uma vida mais leve no seu email.

Siga-nos