Jardim do Mundo
menu
Jardim do Mundo
Sustentabilidade

Alternativas para uma cozinha mais verde (parte 3)

table-1561597_1280

Este post será dedicado inteiramente a ajudar vocês a reduzirem o plástico sua cozinha, e, quiçá, da suavida.

Sabia que 85% do plástico em todo o mundo não é reciclado? E que são precisos 100 anos para que seja degradado? O problema é onde se degrada…nos nossos solos e  mares.

Alternativas para uma cozinha mais verde (parte 2)

O plástico pode ser encontrado associado com quase todos os itens tangíveis existentes. Basta pensar em quantas coisas diferentes você usou hoje que eram de plástico ou estavam embalados em plástico… – garantido que não eram menos de cinco objectos. Não é nenhum segredo que todos nós temos um relacionamento sórdido com plástico: é extremamente conveniente, mas é igualmente um desperdício.

Na nossa cozinha, por exemplo, estamos rodeados de plásticos. Começamos pelo frigorífico: recipientes para armazenamento de alimentos (e que muitas das vezes usamos no microondas para aquecer a comida, libertando toxinas como o bisfenol A, presente em grande parte dos plásticos!! ERRADO), saladas ensacadas, invólucros do queijo, dos iogurtes, embalagens de leite ou bebidas vegetais, aqueles pratos e talheres de plástico que usamos por vezes para uma festa, etc. Todas as semanas a nossa cozinha é produtora de desperdício plástico em quantidades absurdas…já notou isso?!

Como alternativas ecologicamente sustentáveis sugiro:be-zero

  • Vidro – frascos para guardar alimentos à temperatura ambiente (leguminosas, sementes, cereais, etc) e recipientes de vidro para conservar os alimentos frescos e restos da refeição dentro do frigorífico ou congelador (esses podem ser usados para aquecer os alimentos numa placa, sem risco de contaminação química!! CERTO).
  • Linho – sacos para guardar frutas e alimentos frescos fora do frigorífico (atenção que fora do frio os alimentos se degradam mais depressa!); o linho deixa respirar e mantém as características dos alimentos inalteráveis.
  • Papel – apesar de devermos ser comedidos no uso do papel, é bem melhor usar esse para guardar alimentos frescos, como cogumelos e queijos. Tem sempre a potencialidade de ser reciclável.
  • Panos de algodão – pode servir para guardar o pão, bem ao jeito de antigamente quando transportávamos o pão num saquinho de algodão, para cobrir a marmelada ou o doce caseiro (não esqueça de aplicar umas gotas de limão ou vinagre de cidra para evitar crescimento de fungos) e até para cobrir a fruteira para evitar contacto de parasitas e insetos.
  • Bambu e madeira de vidoeiro  – são algumas das espécies escolhidas para dar forma a garfos, facas, colheres e pratos descartáveis e 100% recicláveis, para quando quer fazer aquele piquenique ou festa e necessita de uma alternativa mais prática, mas ecologicamente sustentável.

Fonte: OneGreenPlanet e Instituto EcoDesenvolvimento

Ana Santos
escrito por:Ana Santos
Chamo-me Ana Santos, de Portugal. Adoro explorar a natureza em todas as suas formas, sentir a liberdade e o poder de viajar, fotografar, ter acesso à imensidão da arte (música, cinema, dança...) e da simplicidade da amizade. O que me move? a felicidade de poder viver e partilhar estilos de vida saudáveis e sustentáveis. Perguntam-me ainda hoje o que quero ser? e eu sempre digo: ser? nada; quero fazer!

Deixe uma resposta

Junte-se a nós! Receba inspirações para uma vida mais leve no seu email.

Siga-nos