AlimentacãoSaúdeVida Natural

7 mudanças que aconteceram depois que me tornei vegetariana

lunch-1360642_1920

Não sei exatamente o porquê, só sei que quis parar de comer carne, e falo qualquer tipo de carne. E assim comecei a eliminar aos poucos a quantidade que comia até não sentir mais falta e me tornar vegetariana. Desde o início desse processo até agora já se foram 8 meses. Hoje sei os motivos que não me fazem voltar a comer carne, mas isso é uma conversa para outro dia. O que percebi nesse processo é que uma grande mudança, excluir a carne da alimentação, gerou várias mudanças pequenas.
Somos criados numa sociedade em que o principal item do prato é a carne, você percebe isso quando vai numa pizzaria ou numa lancheria e pede alguma comida. Todas ou quase todas são feitas com algum tipo de carne ou derivado delas. E só fui perceber isso quando quis ser vegetariana.
Hoje observo como muita coisa mudou no meu estilo de vida e no meu dia a dia por conta dessa mudança. Destaco as principais:

1. Meu paladar é outro

green-791642_640
Antes de fazer essa mudança na alimentação eu não gostava de vários alimentos, como azeitona, ameixa seca, passas, ervilha, lentilha e por aí vai. E o inesperado aconteceu: hoje eu adoro tudo isso que falava que não gostava?!
Meu paladar foi mudando aos poucos, fui inserindo novos sabores, novos temperos e hoje não consigo comer muita coisa que antes gostava, um exemplo disso é a gemada.

Confira essa receita de cream cheese vegano!

2. Brócolis é vida!

Sim, aquela arvorezinha é minha paixão! Antes de entrar nessa vibe de mudar de alimentação, eu comia brócolis como a maioria o come: cozido com água e sal e ingerido quase que por obrigação. Mas aprendi que brócolis pode ser muito gostoso se refogar ele com outros legumes e alguns temperos. Só não como todo dia porque tudo que é demais acaba enjoando, mas brócolis é, além de gostoso, muito nutritivo.

3. Cozinhar é prazeroso

vegetable-1112008_640
Eu curtia cozinhar, mas fazia mais por obrigação quando comia carne. Agora não, me pego pesquisando receitas vegetarianas e veganas na internet e testando novos pratos. Aprendi a fazer kibe de moranga, hambúrguer de grão de bico ou de proteína de soja, bolinho de batata, farofa de coco e outras receitinhas aí.

Aprenda a fazer leite vegetal clicando aqui!

4. Sofro bullying diariamente

Ainda me lembro uma das primeiras vezes que disse que não comia mais carne e a pessoa começou a falar em defesa própria como se eu o estivesse julgando por comer. É difícil você ir contra o que a maioria das pessoas fazem porque ou você vira zoação na roda de amigos onívoros ou é taxado ativista chato por argumentar o não uso de carne e derivados de animais. Sendo que a única coisa que quero é ser respeitada pela minha escolha.
Ou, pelo menos, sejam imaginativos e criem piadas novas rsrs.

5. O ser humano é muito dependente da carne

Percebo isso quando vou comprar algum lanche em lugares que vendem comida comum e só encontro pastel de carne, frango ou derivado desses. As únicas coisas que não tem carne é quando o pastel ou lanche vem com palmito ou queijo.
Ao menos, agora estão começando produzir lanches com legumes ou brócolis (minha paixão). Só que não são tão saborosos.
Claro que posso ir em lugares que vendem comida para o público vegetariano ou vegano, mas em cidades menores não há ainda essa opção.

Confira esse pão de panela vegano.

6. Meu metabolismo é outro

peaceful-442070_640
Para não parar drasticamente com o consumo de carne fui parando progressivamente. E logo no começo comecei a sentir a diferença. Meu peso caiu. Emagreci uns 3kg, o que pra mim é muita coisa. Minhas roupas andam com sobra de pano agora rsrs.
Sinto fome a cada 3 horas, isso porque os alimentos que como são de rápida digestão, diferente da carne que demora muito para ser digerida. Meu estômago processa com facilidade os alimentos que ingiro e, assim, preciso comer mais vezes ao dia.
Sinto-me mais leve também e em sintonia com o universo. Quando você consome carne, algumas das propriedades que não são eliminadas acabam depositando-se no nosso corpo e bloqueando certas sintonias e ligações com energias mais sutis. E depois que para de comer, seu corpo vai limpando essas substâncias depositadas e liberando esses canais de contato com o Universo.

7. Meu tempo livre foi reduzido the-eleventh-hour-758723_640

Isso porque preciso fazer minha própria comida e isso exige que reserve um tempo para cozinhar. Desde pensar o que vai comer, para ter uma variedade boa de nutrientes, ir comprar os produtos e, por fim, cozinhar.
Mas como criei paixão por cozinhar não acho isso um sacrifício tão grande. É ótimo aliás, pois sei exatamente o que estou comendo. Cozinhar começou a ser uma terapia, é o único momento que não penso em mais nada. Estou ali com legumes, grãos, vegetais e temperos, realizando uma verdadeira alquimia e que o produto final é uma verdadeira surpresa que, às vezes, sai fora de controle rsrs.

Print Friendly
Charlene Peruchi
escrito por:Charlene Peruchi
Uma metamorfose ambulante que acredita num mundo melhor e em um ser humano vivendo em harmonia com a Natureza. Amante da fotografia, do artesanato e de músicas incomuns, diz que não viveria por muito tempo sem a arte na sua vida. Atualmente, está aprendendo a ser vegetariana e estudando sobre sustentabilidade. Diz que quer viver fazendo o que gosta e que ajudar o próximo é uma atitude nobre. Um ser complexo que gosta da vida simples.

15 Comentários

  • Muito bom! Eu empecé a ser vegetariano en meu primer viaje a brasil, muiito dificil allar comida vegana, vegetariana na rua. E tudo pasteis y salgados con carne… mismo assim, o clima do brasil favorece uma grande calidade y variedade de frutas, que en minha cidade (cordoba argentina) no tein. Y leyendo descubri tamben a alimentación macrobiotica. Que e otima y equilibrada.

  • Preciso de uma orientação, tornei-me vegetariana há uns dois anos, estou muito feliz com a minha decisão, no entanto sinto uma fraqueza muito grande, perdi o meu pique. Qual a orientação para combater o cansaço?

    • Olá Conceição! Você já fez algum exame para ver os teus níveis de vitaminas e nutrientes como ferro, magnésio, e outros? Porque é sempre bom saber se estão todos equilibrados ou se há deficiência de algum.

    • A forma para combater o cansaço é trabalhar menos, dormir mais… se divetir, e levar a vida com menos seriedade, vivemos para pagar contas, tire ferias, va viajar, curtir a vida, comer e beber muito, e me mande um email pra me falar se voce se cansa disso. Ok? tenha uma boa tarde, tire folga amanha e sexta, torne seu fds com 05 dias, quin, sex, sab, domin, e segunda, volte trabalhar na terça. e folgue quinta, e assim por diante…

  • Eu tenho 14 anos, virei vegetariano a 2 meses, e a uma semana resolvi adotar o veganismo, tinha uns seis meses que eu comecei sentir essa vontade, aqui em casa e meio dificil, minha familia inteira e onivora, mas agora eu me sinto bem comigo mesmo, me sinto mais leve, inspirado, aprendi a observar a natureza, sinto vontade de meditar, fiquei mais calmo, menos ansioso. E entre outros beneficios eu perdi 13Kg, desde quando eu comecei a reduzir a carne, ate agora.

    • parabéns pedro!! po que massa tão novo já ter essa consciência, muito legal… eu tbm sempre admirei a natureza, mas foi mais recente que decidi me tornar vegetariana, estou no processo ainda, mas sinto que vou me sentir cada dia melhor.. namastê

  • Oii bom dia!! fico muito interessada nesse assunto e gostaria que se possível me explicasse melhor qual seriam esses canais que são liberados com a ausência da carne e as energias sutis que a carne bloqueia. Gratidão adoro o site de vcss!!! <3

  • Olá Charlene, parabéns pela mudança! Não é fácil optar por novos hábitos, acredito que vivi e tive sensações semelhantes às que você experimentou. As roupas principalmente. Tenho comprado brócolis orgânico na feirinha perto da minha casa, vivo em Recife. Eu refogo alho no azeite de oliva e quando doura eu coloco o brócolis e vou mexendo até o verde destacar, depois é só comer, minha companheira também é vegetariana e adora! Obrigado por compartilhar sua experiência, desejo-lhe tudo de bom e que as novas descobertas possam mudar sua vida pra melhor! Abraço!

    • Olá Matheus! Bom saber de relatos assim de outras pessoas e que há identificação com o texto. Eu tô no começo ainda e a feira virou meu point favorito 😀 .. Faço algo parecido com o brócolis, fica muito bom! Te desejo tudo de bom também e se quiser alguns sites de receitas vegetarianas e veganas posso indicar. Abraço e obrigada pelo comentário!

Deixe uma resposta

Junte-se a nós! Receba inspirações para uma vida mais leve no seu email.

Siga-nos

%d blogueiros gostam disto: