Construção NaturalSustentabilidade

12 casas ancestrais para compreender a bioconstrução

ancient-house-designs-1050x626

Imagine como sua vida mudaria se você não mais tivesse de pagar um aluguel ou juros sobre uma hipoteca ou qualquer coisa parecida? Aposto que seria um peso significativo retirado de seus ombros. Foi assim para nós, quando decidimos largar o aluguel e investir na vida sobre quatro rodas em uma motorhome.

De fato, hoje, a maioria das pessoas em partes “civilizadas” do mundo não possuem suas casas, mas estão em dívida com bancos ou com o aluguel de um proprietário. Mas nem sempre foi assim, como Henry David Thoreau escreve tão sinceramente em seu livro  Walden :

Na vida selvagem (entre os nativo americano)  cada família possui um abrigo tão bom quanto o melhor possível;mas eu acho que falo dentro de limites quando digo que,  embora as aves do céu tenham seus ninhos, as raposas suas tocas e os selvagens suas cabanas, na sociedade civilizada moderna, não mais da metade das famílias possuem um abrigo. Nas grandes cidades, onde a civilização prevalece, o número de aqueles que possuem um abrigo é uma fração muito pequena do todo.

Clique aqui e veja 5 construções naturais simples de fazer

Isto é o melhor que a humanidade pode fazer?

É possível imaginar um futuro onde os seres humanos, assim como outros animais, possuam seu abrigo garantido, não tendo que pagar um “imposto” para ficar protegido contra os elementos?

Claro que não!

Porem na lista abaixo você encontrará exemplos de casas que “selvagens” em todo o mundo construíram com as próprias mãos, utilizando materiais disponíveis localmente e que a Natureza forneceu gratuitamente.

O que você tira desta lista é com você, mas não temos nenhuma dúvida de que há muito a se aprender com a forma como os nossos antepassados viviam, em harmonia com o meio envolvente e perfeitamente adaptados, não importa o quão duro seja seu habitat.

Bioconstrução em 9 simples passos? Clique aqui

O Tipi

o Tipi

Tipis são casas indígenas americanas como tendas, usadas por tribos das planícies da America do norte. A tenda é feita de uma armação de madeira em forma de cone com uma cobertura de pele de búfalo, e originalmente tinham até 4 metros de altura. Como tendas modernas, estas são cuidadosamente projetadas para montar e desmontar rapidamente. Como as tribo mudam de um lugar para outro, cada família tinha de trazer seu tipi.

Índios migraram para seguir os movimentos dos rebanhos de búfalos, e diz-se que uma aldeia inteira poderiam ter seus tipis embalado e pronto para se mover dentro de uma hora.

O Lavvu

o Lavvu

O Lavvu tem um design semelhante a um tipi nativo americano, mas é menos vertical e mais estável em ventos fortes.É um abrigo temporário utilizado pelo povo Sami que vivem nas planícies sem árvores do norte da Escandinávia, e é feita de postes de madeira cobertos de peles de rena ou, mais recentemente, de tecido.

Um novo design mais moderno da lavvu substituem os postes de madeira por alumínio e tecidos pesados.

O Wigwam

o Wigwam

Wigwams, por vezes, também conhecidos como casas birchbark, são casas americanas nativas utilizadas pelos índios algonquinas  nas regiões florestais.

Estes abrigos são pequenos, geralmente 3m de altura, e são formados com um quadro de postes em arco, que são cobertas com algum tipo de material de cobertura que varia de grama, cascas, palha, tapetes, juncos, couros ou tecidos. O quadro pode ser moldado como uma cúpula, como um cone, ou como um retângulo com um teto arqueado. As superfícies curvas tornam este um abrigo ideal para todos os tipos de condições, e apesar das wigwams não serem portáteis, são pequenas e fáceis de construir.

O Hogan

o Hogan

A Hogan é o principal abrigo tradicional do  povo Navajo. Pode ser redondo, em forma de cone ou quadrado, com madeira ou paredes de pedra e rebocado com terra em quantidades variáveis e um telhado de casca.

Casas de barro: inspiração que vem da natureza

Os hogans são considerados pioneiros em casas energeticamente eficientes: “Usando lama contra toda a estrutura de madeira, a casa foi mantida sob refrigeração por ventilação de ar natural aspergido água sobre o chão interno de terra. Durante o inverno, a lareira manteve o calor no interior durante um longo período de tempo assim como a noite. Este conceito é chamado massa térmica”.

O Burdei

o Burdei

O burdei remonta tanto tempo quanto 6000 anos e é um tipo de abrigo entre uma casa hobbit e uma cabana de madeira, geralmente com um piso que é 1 – 1,5 m abaixo do nível do solo.

Veja por que casas subterrâneas são mais eficientes

Este tipo de abrigo é nativo das montanhas dos Cárpatos e estepes florestais da Europa do Leste, mas tem visto o seu uso na América do Norte, bem como por muitos dos primeiros colonos canadenses ucranianos como sua primeira casa no Canadá, no final do século 19 e por menonitas da Rússia imperial que se instalaram na região do Kansas.

O Clochán

Clochan

A Clochán é uma cabana de pedras secas com um telhado abobadado, comumente associada à costa irlandesa. É um método de construção onde você usa pedras sem argamassa, sendo que essas estruturas obtêm  sua força da compressão entre os blocos de pedra.

Clocháns são mais comumente arredondadas como colméias e as paredes muito espessas, de até 1,5 m. Alguns Clocháns não são completamente construído em pedra, e pode ter tido um telhado de palha e madeira.

A casa de toras

O Log Cabin

Algumas das primeiras estruturas de toras foram construídas no Norte da Europa, muitos milhares de anos atrás, e são mais comumente associado com a Escandinávia e Europa Oriental.

São construídas de troncos fixados horizontalmente, com entalhes em ambas as extremidades para formar encaixes. A madeira maciça e de espessura fornecem melhor isolamento sob uma estrutura de madeira coberta de peles, placas, ou telhas.

Com ferramentas adequadas, uma cabana poderia ser erguida a partir do zero em dias, por uma família, e pode durar centenas de anos. Na verdade, antigas fazendas da Suécia possuem estruturas construídas em 1700 e que ainda estão em boas condições.

Veja a mais estranha e sensacional casa do mundo

A longa casa

A Norse Longhouse

Reconstruída pela Vikingmuseum em Borg, Noruega, estas casas foram construídas por toda a Europa, Ásia e nas Américas, mas pode ser mais comumente associado com os  Iroquois  tribos da América do Norte, bem como com a  Norse (mais conhecido como os Vikings) na Escandinávia.

Elas são construídas de forma semelhante ao wigwams, com quadros de postes e cobertura em cascas. A principal diferença é que estas longas casas são muito, muito maior.

Os menores poderiam abrigar uma família e as maiores todo um clã.

A casa de Bamboo

Projetos-de-Casas-de-Bambu-7

Não é só um projeto da casa, mas sim um excelente material de construção. O bambu tem uma elevada relação resistência-peso e é muito útil para estruturas. Ela cresce rápido, é leve e é uma fonte sustentável de material de construção.

Quer construir uma casa em bambus? Clique aqui!

Na sua forma natural, o bambu é tradicionalmente associado com as culturas do sul da Ásia, Leste da Ásia e do Pacífico Sul e, em certa medida, na América Central e do Sul.

O Pueblo

pueblos

Pueblos são prédios de Adobe, formando um complexo de casas utilizadas pelos índios Pueblo do Mexico. Elas são casas modulares de vários andares feitos basicamente de adobe (barro e palha cozido em tijolos duros) ou de grandes pedras cimentadas junto com adobe.

Uma habitação como esta pode abrigar um clã inteiro, com cada unidade de adobe formando uma casa, muito parecido com um apartamento moderno. Estas casas podem durar dezenas de gerações ou mais, em um clima quente e seco.

O Igloo

24545

Iglus são casas de neve usadas pelo Inuit (esquimós) do norte do Canadá. Iglus são abrigos em forma de cúpula construídos a partir da neve, com grandes blocos de gelo definidos num padrão espiral e embalados com a neve para formar a cúpula.

Você ficaria surpreso como pode aquecer o interior de um iglu! No lado de fora, as temperaturas podem ser tão baixa quanto – 45 ° C, mas no interior da temperatura pode variar entre – 7 ° C  a 16 ° C quando aquecido por si só com o calor do corpo.

O Yurt

o Yurt

O yurt é um abrigo portátil usado por nômades das estepes da Ásia Central desde, pelo menos,  três mil  anos. Você leu corretamente. São 3000 anos. Uau.

Yurts tradicionais consistem em uma estrutura circular de madeira carregando uma cobertura de feltro, e sua construção completa leva menos de 2 horas.

O que podemos aprender?

Você não pode querer mudar para um tipi imediatamente, porem ainda há muito a aprender com os nossos antepassados.

Estes antigos modelos podem ser melhores do que as casas modernas em muitos aspectos, pois foram adaptadas especificamente para seus ambientes. As casas no deserto do Arizona parecem muito diferente das casas na tundra do Alasca, e os povos nômades tinha necessidades diferentes do que  agrícolas.

O ponto chave é que nossos ancestrais eram muito conectados com seus ambientes e co-existiam com a Natureza. Essas pessoas eram  nativas, enquanto o homem moderno é mais como uma espécie invasora que não sabe o seu lugar na natureza.

Mas, talvez mais do que tudo, estas casas mostram que os construtores sabiam quando era o suficiente. Eles foram claros sobre o propósito de construir uma casa, ou seja, manter-se protegido contra os elementos e ter um lugar seguro para dormir, em vez de estar constantemente gastando sua energia vital na tentativa de construir casas maiores e mais extravagantes.

Print Friendly
Jardim do Mundo
escrito por:Jardim do Mundo
Normal ou não, um clichê da sociedade contemporânea ou um casal unido por amor, afinidades e desafinidades, que transforma arte e ciências em pequenos projetos domésticos. Criar um jardim onde antes não se imaginava poder, provar de inúmeras receitas que são também oportunidades, utilizar e reutilizar ao máximo, aprender e aplicar princípios que projetam um estilo de vida mais simples e otimista, acreditando que podemos fazer algo de bom ou de belo enquanto fazemos algo para nós e não apenas para nós.

Deixe uma resposta

Junte-se a nós! Receba inspirações para uma vida mais leve no seu email.

Siga-nos

%d blogueiros gostam disto: