Reflexões

Reflexões

Autorresponsabilidade: Enquanto culparmos os outros não seremos felizes!

O Caboclo e o autoconhecimento de George Avis
visualizações
1688

Você sabe o que é autorresponsabilidade? 

Em algum momento de nossas vidas nos deparamos com situações que não nos agrada.

  • Pode ser o emprego que não está mais nos desafiando, nem nos remunerando a contento.
  • Pode ser o nosso corpo, que não está na forma como desejamos.
  • O acúmulo de dívidas que esteja nos incomodando.
  • A família que não nos apoia.
  • Problemas amorosos.

Essas são apenas algumas entre tantas outras coisas, tidas como comuns a vida de cada um de nós.

ReflexõesVida Natural

5 formas de experimentar a energia da facilidade e melhorar o cotidiano

energia da facilidade
visualizações
1673

Facilidade é algo que buscamos quando almejamos realizar algo ou conviver. Ninguém em sã consciência sai de casa pensando: “Que dia excelente para encontrar obstáculos e criar atrito pessoal com determinada pessoa!”.

O termo fácil traz consigo conotações variadas: é visto como algo fluido, leve e que não demanda gasto de energia. Para alguns, o termo é colocado naquilo que se refere a algo sem valor, comum, que não demanda nenhum tipo de empenho e que merece até certa dose de desprezo e antipatia.

Mas observando e experimentando de uma maneira mais positiva e holística, vamos logo sentir que o “fácil” é aquilo que favorece harmonia e a empatia. Que abre espaço para cooperação, convivência e união.

PermaculturaReflexõesVida Natural

Documentário mostra escola inspiração e referência em transformação do ser

visualizações
2818

Em um lindo bosque na cidade de Guaporé, a 192 quilômetros de Porto Alegre fica a “escola” alternativa que está mudando o paradigma da educação no Brasil. Construída por voluntários, com técnicas de bioconstrução, a Cidade Escola Ayni tem um conceito: “Deixem as crianças em paz. Quem precisa de escola são os adultos”. Criada em outubro de 2015, a Ayni amplia o conceito de educação integral e propõe tirar os seres humanos da “normose’, ou seja, da matrix de uma sociedade inserida na competitividade, comparação, ilusão e ansiedade.

Faça Você MesmoReflexões

Festa Junina. Experiência lúdica, cooperativa e transformadora

festa juninaFonte: Mais Goiás
visualizações
1720

Raramente alguém relata não gostar dos festejos juninos. Ocorre, que aquele estilo de festa junina mais tradicional, com barraquinhas, comidas típicas, correio elegante e bom humor, acabou se diluindo ou se limitando a poucos locais.

Raramente ou nunca, paramos para pensar sobre a energia que paira na atmosfera durante o mês de junho e julho. Se trata de dois meses em que as festas juninas acontecem e proporcionam a confraternização da família e amigos.

Reflexões

Consultoria de estilo: uma ferramenta de autoconhecimento

consultoria de estilo
visualizações
930

“Ao entender a roupa como ferramenta de comunicar para o mundo quem a gente é, buscar referências dentro do nosso próprio universo e olhar para o ato de vestir de todos os dias como possibilidade de diversão e autoamor, saímos das tendências e entramos no campo do autoconhecimento. E quanto mais se conhece, mais se cuida, se preserva, respeita seus limites, se vê suficiente, necessária e capaz.”

Reflexões

Comece hoje a mudança que você deseja

Garota Caminhando
visualizações
2935

Há sempre uma razão para esperar até amanhã.

Não espere até amanhã, comece hoje.

Existe alguma mudança que você deseja fazer em sua vida?

Você quer perder peso? Parar de fumar? Organizar sua casa, jogando fora o que não usa mais? Começar um novo hobby? Mudar de carreira? Reconciliar um relacionamento?

Há sempre uma razão para esperar até amanhã – e é por isso que você deve fazer a mudança hoje.

Reflexões

Seja um artesão da sua vida e crie sua carreira

artesão da sua vida
visualizações
1851

“Não siga sua paixão, seja um artesão da sua vida”. Essa é uma lição que eu já intuía, mas que veio à racionalidade com o livro “Tão bom que eles não podem te ignorar”, de Cal Newport.

Em seu livro, Cal apresenta seu ponto de vista de que é falsa a ideia hoje vendida de que todos deveriam procurar uma paixão e torná-la seu emprego. Ao contrário, ele afirma, a paixão seria adquirida depois de anos de trabalho, uma vez conquistados: controle sobre sua rotina, oportunidades de ser criativo no dia a dia e a oportunidade de impactar o mundo com seu trabalho. Mas essa dinâmica só pode ser conquistada com reconhecimento, o que só existe depois de anos de bom trabalho.

ReflexõesVida Natural

O que é Ikigai? O segredo japonês para um vida longa, feliz e saudável!

Ikigai
visualizações
3097

Combinando as palavras japonesas “iki”, que significa vida, e “gai”, que remete a valor ou resultado, Ikigai é essencialmente um antigo conceito que pode te ajudar a encontrar a sua própria “razão de ser” ou o motivo pelo qual você acorda todos os dias. Esse estilo de vida promete não apenas felicidade e realização, mas também está relacionado à vitalidade.

ReflexõesVida Natural

A sabedoria que trazemos e que sustenta uma existência plena e única!

existência plena
visualizações
2504

Ninguém está a passeio por aqui. Estamos numa jornada que contém propostas interessantes de ocupação. Algumas mais elevadas, outras nem tanto e muitas delas, obrigatórias e desgastantes.

Correr virou sinônimo de agilidade, de dinamismo, de potencialização de talento. Ocupar-se sempre e constantemente é quase que regra ditada para a famosa meta do ser “bem-sucedido”.

Ocorre, que nas aventuras necessárias e também nas desnecessárias da vida, colocamos uma quantidade de energia imensa em prol do aprender e do fazer. Quase sempre mais do fazer para aprender.

Reflexões

Mudar o mundo mudando nossas relações

relações
visualizações
1712

São Paulo, 2018, aula de forró. Participantes jovens, homens e mulheres, de diferentes orientações sexuais. A professora avisa que ali, dama e cavalheiro são posições na dança e nada tem a ver com gênero. E que, assim como na yoga, como dançamos reflete como agimos.

Ela brinca sobre comportamentos no forró e na aula: há aqueles que colocam os corpos excessivamente próximos de uma maneira sexualizante e aqueles que, demonstrando quase um medo do outro, se mantém excessivamente distantes, dificultando a condução. Poucos sabem a medida ideal entre entregar seu corpo ao outro com confiança e controlá-lo com atenção e leveza. Quatro aulas depois, oito horas de experiências no próprio corpo e no corpo alheio, uma turma sente que até está dançando mais forró, mas que principalmente aprendeu sobre confiança e entrega, sobre se relacionar com o outro.