SustentabilidadeViagem

Tiny House: casas que viajam

tiny house

Que tal ter uma pequena casa para viajar a vários destinos? Com uma Tiny House, a sua viagem fica muito mais interessante. Conheça!

Você já imaginou abrir a porta da sua casa em uma bela manhã e poder apreciar uma incrível vista do mar? E se num outro dia, você abrir a porta dessa mesma casa e dar de cara com a maravilhosa vista de uma montanha? Com a Tiny House, você pode acordar em diferentes cenários, sempre que desejar.

Ter uma casa sobre rodas agora é um sonho possível para quem adora explorar destinos diversificados. Saiba mais sobre essa novidade que está conquistando cada vez mais viajantes.

Casa sobre rodas é novo estilo de vida

Você que gosta de viajar, mas não curte abrir mão do conforto do seu lar, agora poderá levar a sua casa para vários destinos. Como? A Tiny House foi criada para que você possa viajar, sem sair de casa.

Essa é uma tendência que está crescendo muito nos Estados Unidos e conquistando os viajantes nômades por aqui também. Embora se trate de casas minúsculas, você poderá acordar e apreciar diferentes paisagens, não é incrível?

E entre os muitos benefícios de ter uma Tiny House, você economiza na hospedagem, podendo aproveitar muito mais as atrações de cada destino. Ah! Também é uma opção para preparar a sua própria refeição, o que também contribui muito com o seu orçamento de viagem e alimentação mais saudável.

Embora essas pequeninas casas sobre rodas tenham em torno de 20m², elas são equipadas com tudo o que um viajante pode precisar para viver, já que funcionam como os conhecidos trailers.

tiny house

Leia mais: Como é construir e viver em uma casa na árvore

Visitando vários destinos sem sair de casa

Tudo começou com um movimento que visava incentivar o minimalismo, o chamado “Tiny House Movement” (Movimentos das Casas Pequenas), focando na adoção do estilo de vida “menos é mais”.

Ao perceber que uma pequena casa comportava tudo o que precisavam, um casal decidiu então, colocar rodas e viajar para vários destinos, sem sair de casa. Hoje, as Tiny Houses conquistaram de vez o coração de várias pessoas que estão aproveitando muito mais, tirando férias diversas vezes por ano.

Embora bem pequenina, uma Tiny House (casa minúscula) supre as necessidades de quem gosta de conhecer vários lugares. Através dela, as pessoas podem viajar entre diferentes estados, conhecendo muitos destinos charmosos do Brasil.

E para quem busca ter mais contato com a natureza, mas não consegue abrir mão de aconchego de uma casa para acampar, com uma Tiny House fica bem mais fácil. Enfim, essa é uma opção confortável para viajantes que querem conhecer o campo, praias, cidades, entre muitos outros lugares.

Outras vantagens que um Tiny House oferece

No geral, essas moradias móveis são fabricadas em contêiner ou madeira, possuem sistema de som interno, iluminação a LED, energia solar ou eólica e muitas outras coisas opcionais. Ou seja, elas podem ser personalizadas para atender o gosto de cada “morador”.

Sem contar que casais com filhos podem também aderir a esse projeto e curtir muito mais os lugares visitados. Já pensou as crianças curtindo muito mais a natureza e as pessoas do que “trancadas” dentro do quarto?

Com uma Tiny House, o viajante aproveita mais a conexão com a natureza, o ambiente, as pessoas à sua volta e terá muito mais experiências positivas. Além disso, as pequenas casas contribuem com a redução do consumo, ajudando os “moradores” a ter melhor reflexão sobre responsabilidade social.

Ou seja, as pessoas acabam tendo maior consciência sobre o conceito de vida mais saudável, sem excessos.

Depois de curtir o destino, é só “guardar” a casa no quintal.

Por: Luana Biral, do site SeguroViagem.org.

Jardim do Mundo
escrito por:Jardim do Mundo
Normal ou não, um clichê da sociedade contemporânea ou um casal unido por amor, afinidades e desafinidades, que transforma arte e ciências em pequenos projetos domésticos. Criar um jardim onde antes não se imaginava poder, provar de inúmeras receitas que são também oportunidades, utilizar e reutilizar ao máximo, aprender e aplicar princípios que projetam um estilo de vida mais simples e otimista, acreditando que podemos fazer algo de bom ou de belo enquanto fazemos algo para nós e não apenas para nós.

1 Comentário

  • Oi Luana, tudo bem? É muito bom ver matérias sobre Tiny Houses em português. Nós somos pesquisadores do tema a mais de 3 anos, passamos um tempo nos EUA estudando e hoje estamos construindo a nossa aqui no Brasil. O objetivo das Tiny Houses não é o de viajar como num Trailer ou Motorhome, elas foram concebidas e são construídas para serem uma moradia de tempo integral, que sim por ser sobre rodas possibilitam certa mobilidade, mas como pesam mais de 4 toneladas elas não oferecem essa mobilidade de mudar de lugar com grande frequência. São construídas em Steel Frame e Wood Frame, e todo seu isolamento térmico, acabamento interno e externo é o mesmo de uma casa tradicional, aos moldes norte americanos. Um dos pioneiros e principal nome do Movimento é Jay Shafer, ele construiu a dele com o objetivo de ter uma casa funcional e apenas com o essencial, e a construiu sobre rodas para ter a possibilidade de mudar de estado ou cidade sem ter que midar de casa. O casal do Giant Journey por exemplo, rodou os EUA e Canadá mas tiveram um investimento alto com o veículo para rebocar a mini casa e com combustível. Por isso é importante destacar que embora construídas sobre rodas, as Tiny Houses não são ideais para viagens frequentes, nesse caso o recomendado são os RVs ((Trailers e Motorhomes). Gratidão! Isabel Albornoz

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: