permacultura

Construção NaturalSustentabilidade

Essa casa-hobbit foi projetada para total imersão na natureza

fixedw_large_4x
visualizações
3395

Hoje, vamos visitar Underhill, uma incrível casa-hobbit que toma um discreto espaço nas longínquas paisagens da encosta de uma fazenda de Waikato (Nova Zelândia). Essa eco-caverna, projetada para ser autossuficiente, foi habilmente construída mais para se assemelhar a uma caverna do que uma casa-hobbit, como pode-se observar nos detalhes do teto abobadado. 

Faça Você MesmoHorta OrgânicaPermaculturaSustentabilidade

10 maneiras de utilizar cinzas na casa e no Jardim

ashes_stock_6_by_birdsistersstock
visualizações
29282

Cenas de chamas consumindo o que, normalmente, seria uma floresta serena são sempre perturbadoras de se assistir. Por serem os incêndios uma força tão destrutiva para o meio ambiente, liberando milhões de toneladas de dióxido de carbono na atmosfera e com o potencial para danificar propriedades e destruir vidas humanas, muitas vezes o  fogo, na natureza, é considerado uma coisa ruim em todos os sentidos.

Mas incêndios naturais, como todas as coisas na natureza, também têm um propósito ecológico e fazem parte de um esquema maior que servir a um propósito humano.

Construção NaturalPermaculturaSustentabilidade

Veja como construir um Telhado Verde

c
visualizações
23323

Que a vegetação é fundamental para reduzir a temperatura nas cidades, disso ninguém duvida. Dois pesquisadores da Universidade Cardiff, no País de Gales, resolveram calcular como cidades diferentes seriam beneficiadas. Phillip Jones, diretor da Escola Welsh de Arquitetura, e a arquiteta Eleftheria Alexandri simularam no computador os efeitos em 9 metrópoles caso elas cobrissem o teto de todos os seus edifícios com vegetação. Eles perceberam que, dependendo do lugar, a temperatura local poderia cair de 3,6 a 11,3 graus. Quanto mais quente a cidade, maior o efeito refrescante.

PermaculturaSustentabilidade

O verão permacultural das crianças: quatro maneiras de viver a estação

1
visualizações
3020

O verão estabelece  suas reivindicações para todas as idades – convidando para passeios e explorações na natureza, para ficar fora até tarde, para encontrar amigos e por fim, para a liberdade.

O direito sagrado da infância – vagar na natureza, experimentando certo grau de liberdade da consciência e contínua supervisão adulta, tendo horas e horas de jogos imaginativos sem moldes pré-programados, gastando seu tempo em um mundo de sonhos com insetos e borboletascomo vamos encontrar uma maneira de encorajar isto?

Construção NaturalPermaculturaSustentabilidade

Casa é construída de forma rápida e barata ( fotos)

1
visualizações
8627

Ah! A casa própria. Esse tema já foi explorado antes, aqui mesmo, no Jardim do Mundo. Passando de carroças e motorhomes (nossas favoritas, como bons nômades que somos) até casas de palha e barro, de fundações básicas até grandes sucessos da engenharia sustentável, frutos da mais fina inspiração humana, um misto futebolístico de técnica e beleza, a sintetização da capacidade da natureza, de nos prover tanto em criatividade como em material, a casa própria pode e deve ser pensada para favorecer a habitabilidade sustentável, alcançada com observações acerca da exposição aos ventos e a luz solar até aos materiais a serem utilizados, como tintas ecológicas, materiais de longa duração e, é claro, sem gastos absurdos ou desnecessários.

EntretenimentoFilmes e DocumentáriosPermacultura

Sustentabilidade e auto-suficiência: 3 comunidades alternativas em um só documentário

5
visualizações
5503

Nos primeiros cinco minutos de documentário, chegamos a Cabrum: árvores e vegetação rasteira, construções antigas em pedra, muita água. Um filtro dos sonhos, um gato e alguns brinquedos perdidos nas margens de um caminho mostram-nos que, no meio da natureza, vivem adultos e crianças, que passeiam sem roupa num dia de Verão.

PermaculturaSustentabilidade

E-book ” O diário do permacultor urbano”

1
visualizações
4317

Olá jardineiro! Eu sei, estávamos meio sumidos, mas não estamos parados…

Fomos convidados, tempos atrás, para desenvolver um e-book e testar uma nova plataforma de conteúdos chamada Essia.

Diferente do .pdf, .doc e outros formatos, o Essia permite que o usuário interaja com conteúdos e mídias, da mesma maneira como interagimos com conteúdos na internet.