Construção NaturalPermacultura

Saiba como tratar o bambu para fazer móveis e casas

bambuFonte: Ciclo Vivo

O bambu tem características importantes para a construção, tais como a leveza, a resistência e a flexibilidade. Não é a toa que ele é um material milenar utilizado nas construções orientais.

Hoje em dia, ele se tornou mais comum nas outras partes do mundo por conta da arquitetura e do paisagismo. Porém, ainda são poucas as pessoas que sabem como o utilizar nas construções. Você sabia, por exemplo, que é preciso tratá-lo antes de fazer móveis ou utilizá-lo em casas?

É justamente sobre como tratar o bambu que vamos falar no decorrer deste texto. Quer conhecer as técnicas? Então, acompanhe-nos nessa leitura!

O bambu é um material ecológico?

Esta é uma dúvida comum e a resposta para ela é: sim. O bambu é um material ecológico, por diversos motivos que iremos conferir a seguir:

Crescimento rápido

A planta tende a crescer de 21 centímetros até 1 metro por dia. Isso significa que em 6 meses ele já atingiu sua altura máxima que é de 15 a 30 metros. Sendo assim, em 2 ou 3 anos ele já está maduro e cheio de líquen na sua superfície.

Protege o solo

O bambu é uma gramínea. Dessa forma, seus rizomas crescem e se espalham por debaixo da terra, o que evita a erosão do solo. Isso nos revela que ele é muito importante para proteger áreas que foram desmatadas.

No Brasil, temos mais de uma espécie de bambu, que podem ser divididas em dois grupos: de touceira ou alastrante. Sobre o primeiro, as mudas brotam ao redor do pé, criando assim uma touceira. Já o alastrante, os pés crescem um pouco longe um dos outros.

bambu

Biodegradável e versátil

O bambu, por ser um elemento natural, pode ser descartado na própria natureza, pois ele não causa contaminação ao meio ambiente. Além disso, ele é uma matéria-prima muito versátil, pois pode ser utilizado na confecção de móveis, em casas, na agropecuária, na alimentação e até na fabricação de bicicletas.

Agora que já citamos as utilidades e a importância de se utilizar o bambu, vamos conhecer quais são os tratamentos que ele precisa receber para poder ser usado.

Como tratar bambu

O tratamento no bambu proporciona que ele tenha uma vida útil maior e, assim, resista às intempéries da natureza. Mas antes de falar sobre o tratamento, é preciso saber qual planta utilizar.

Quando você for colher os caules, prefira aqueles que são mais velhos ─ com pelo menos 2 anos ─ , ou seja, que tem mais líquen. Pois os bambus mais novos têm mais amido, fazendo com que ele apodreça mais rápido e seja atingido pela broca.

Além disso, utilize uma serra para cortá-lo, pois assim, ele vai brotar com mais facilidade. Se ficar algum buraco que possa acumular água, faça um dreno para que ela tenha para onde escorrer.

Com o caule cortado é hora de lavá-lo com esponja e sabão e depois deixar secá-lo à sombra por uns 30 dias. Após isso é que se pode começar o tratamento.

Como há dois tipos de bambu, há um processo para cada um. Então, vamos começar pelo tipo alastrante.

Tratamento no bambu alastrante

Você irá precisar de um maçarico com chama bem concentrada. Com o maçarico ligado passe a chama no sentido em que o bambu cresce, seguindo suas fibras. Dessa forma, o amido ─ que serviria de alimento para a broca ─ é destruído pelo calor, o que o deixa bem amarelo. Ao mesmo tempo, um óleo próprio da planta é liberado por ela. Utilize ele para lustrar o caule.

Após passar o maçarico por todo o caule, ele está pronto para ser utilizado.

Tratamento no bambu de touceira

Diferente do bambu alastrante, o de touceira precisa de um tratamento químico. Então, para caules de até 2,5 metros pode ser utilizado um tambor de 200 litros. Nele coloque 100 litros de água e 1 quilo de ácido bórico. Misture bem para dissolver e depois coloque os caules dentro do tambor. Essa mistura química atua para repelir a broca.

Porém, nesse caso, é preciso que o bambu vá para o tambor em até 12 horas após o corte, para que ele bombeie a substância até o topo do caule. Outro detalhe é que, se o caule for utilizado para fazer alguma peça que ficará exposta à umidade alta ou chuva, é necessário acrescentar na mistura 500 ml de sulfato de cobre.

O bambu deve ser colocado dentro do tambor no mesmo sentido que ele estava quando foi cortado. Após 7 dias, vire-o e deixe no tambor por mais uma semana. Sendo assim, é importante que o tambor fique em um local protegido da chuva.

Após a segunda semana dentro do tambor, é preciso tirar os bambus e colocá-los em pé, num local coberto para que sequem por um período entre 1 a 2 meses, até que fique amarelo. Após isso, eles podem ser utilizados para qualquer fim.

Ideias para fazer seus móveis

Falamos até agora sobre como tratar o bambu para fazer móveis com eles. Então, confira algumas imagens de móveis feitos com o bambu para você se inspirar!

bambu
Fonte: Um Como
bambu
Fonte: Decorfácil
bambu
Fonte: Decorfácil
bambu
Fonte: Farm Food Family

No decorrer do texto falamos sobre bicicleta de bambu. Ficou curioso sobre o assunto? Então confira nosso post sobre um ciclista que viajou o mundo com uma bicicleta feita desse material!

Charlene Peruchi
escrito por:Charlene Peruchi
Uma sonhadora, que acredita num mundo melhor e nos seres humanos vivendo em harmonia com a Natureza. Amante da fotografia, do artesanato e de músicas incomuns, diz que não viveria por muito tempo sem a arte na sua vida. Em resumo, é um ser complexo que gosta da vida simples.

4 Comentários

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: