Sustentabilidade

Entenda por que os recipientes de plástico biodegradável não são a solução

recipientes de plástico biodegradável

Por conta da preocupação com o meio ambiente, cresceu a produção de recipientes feitos de plástico biodegradável. A indústria os vendem como sendo mais sustentáveis por se decompor mais rápido. Porém, esses recipientes de plástico biodegradável podem até parecer mais sustentáveis, mas não é essa a conclusão que estudos atuais estão tendo como resultado.

Com todo o movimento de diminuição do plástico que vem ocorrendo nos últimos anos, a indústria precisa criar um material que seja sustentável, mas que também seja barato.

Assim, eles criaram o plástico biodegradável. A promessa é de reduzir o desperdício, substituindo os recipientes por plásticos biodegradáveis ​​ou compostáveis, mudando de produtos plásticos para papel e adotando métodos “avançados” de reciclagem química.

Embora essas promessas possam parecer boas, um novo relatório do Greenpeace explica que não são, pelo contrário, continuam poluindo o meio ambiente.

O que diz o relatório do Greenpeace sobre os plásticos biodegradáveis?

Segundo o relatório “Descartando o futuro: como as empresas ainda cometem erros nas “soluções” de poluição por plástico”, pesquisas recentes mostraram que os plásticos biodegradáveis e compostáveis não são muito melhores que os convencionais. Isso porque, eles não se degradam o suficiente e continuam causando danos ao meio ambiente.

Por sua vez, ao mudar as embalagens de plástico para papel, pode até ser melhor em alguns aspectos, mas isso gera mais desmatamento. Sendo assim, sobra a reciclagem. Porém, esta também não é tão eficiente, pois os sistemas de reciclagem não conseguem dar conta do grande volume de resíduos.

Por exemplo, a Alemanha que conta com uma das maiores taxas de reciclagem do mundo, com base na coleta, recicla apenas 38% dos resíduos. Cerca de 60% do plástico que vai para o lixo é queimado.

Sendo assim, o que precisamos é pensar na forma com que os produtos são embalados. Pois não é tão viável substituir todos os recipientes de plástico por papel. É preciso que empresas e consumidores repense a forma com que vendem e compram os produtos, respectivamente.

Dessa forma, a seguir seguem 5 soluções do que podemos fazer como consumidores para diminuir a utilização de plástico e de outros materiais quando compramos nossos produtos.

O que fazer para sermos mais sustentáveis?

1. Compras a granel

Uma das formas de reduzirmos ao máximo o plástico das embalagens é comprar em estabelecimentos que vendem a granel. Assim, você leva seus potes de vidro de casa ou saquinhos de tecido, para trazer os produtos. Dessa forma, nenhuma embalagem é utilizada e nem vai parar no lixo.

Infelizmente, no Brasil, esse tipo de loja ainda não é tão comum. Apenas nas capitais ou cidades maiores é que encontramos lojas a granel. Há algumas lojas de produtos naturais que até vendem os produtos por quilo, porém, é necessário perguntar a elas se é possível levar seus próprios potes ou saquinhos de casa para acomodar os produtos comprados.

compras a granel

2. Tecido engomado

O plástico filme, que é utilizado apenas uma vez e jogado fora, pode ser substituído por pedaços de tecido engomado com cera de abelha. Assim, é possível cobrir tigelas, frutas e até embalar um pedaço de bolo para levar para o passeio. Isso evita até que se utilize potes de plástico.

3. Potes de vidro

Os potes de vidro são mais resistente a longo tempo e não se estragam como os de plástico. Além disso, eles não soltam nenhuma substância quando é armazenado algum produto quente em seu interior.

Porém, é importante saber que não estamos dizendo para jogar todos seus potes de plástico no lixo e, hoje mesmo, comprar os potes de vidro. Estamos dizendo para que quando for comprar um novo pote, prefira os de vidro.

Assim, de forma mais sustentável você vai trocando os potes de plástico pelos de vidro e, sua casa vai ficando livre de embalagens que só poluem o meio ambiente.

4. Sacolas de pano

Sempre que vamos ao mercado ou alguma loja e compramos algum produto, é comum sairmos do estabelecimento com uma ou mais sacolas de plástico. Às vezes, é normal o empacotador colocar apenas um produto em uma sacola, por ele ser de limpeza ou, por conta das regras do estabelecimento, não poder ser colocado junto com outros produtos.

Assim, vamos para casa cheios de sacolas de plástico. Então, comece a colocar em sua rotina o uso da sacola de pano. Ela pode ser lavada e reutilizada várias vezes. Isso evita que sacolas sejam descartadas sempre que formos comprar algo.

Aliás, em alguns países da Europa, por exemplo, as sacolas de plástico não são gratuitas no mercado. Então, se você não levar sua mochila ou uma ecobag, precisará pagar por cada sacola de plástico que for utilizar.

ecobag

5. Reutilizar embalagens

Por último, se não conseguir evitar sacolas de plástico ou de papel, tente reutilizá-las. Assim, as embalagens de plástico que forem resistentes, como saquinhos de feijão, de farinha e de arroz, podem ser utilizadas como saquinho de lixo, para guardar outros alimentos ou para outros fins. O importante é ter consciência da quantidade de lixo que você produz e do quanto se pode aproveitar deles.

Então, fuja dos recipientes de plástico biodegradável e tenha mais consciência das suas atitudes. Além disso, coloque em prática as dicas que passamos aqui e contribua para um mundo melhor.

Charlene Peruchi
escrito por:Charlene Peruchi
Uma sonhadora, que acredita num mundo melhor e nos seres humanos vivendo em harmonia com a Natureza. Amante da fotografia, do artesanato e de músicas incomuns, diz que não viveria por muito tempo sem a arte na sua vida. Em resumo, é um ser complexo que gosta da vida simples.

Deixe um comentário