Construção NaturalSustentabilidade

Como construir casas gastando pouco: que tal bioconstruir com suas próprias mãos?

como construir casas gastando pouco

Como construir casas gastando pouco? A mistura, a gente faz com os pés. Sobre uma lona grossa, acrescentamos terra, areia, palha de capim braquiária serragem e água. Depois, já descalços, pisamos sobre a massa, dançando, cantando, dando risada, sentindo uma troca gostosa de energia com a terra. Até que a massa fica mais homogênea, macia, no ponto de fazer pãezinhos. É hora, então, de usar as mãos. Com um punhado da massa, vamos moldando os pães e empilhando-os para dar forma à parede. 

como construir casas gastando pouco

FÓRMULA PARA FAZER COB

Inicialmente, utilize uma lona grossa para misturar a terra argilosa, areia, e água. Infelizmente não há uma medida exata para essa mistura, pois pode variar do tipo de terra e areia encontrado localmente, porém é algo em torno de 70% de areia para 30% de terra.
Misture a massa até ficar homogênea, em seguida coloque a palha e misture mais um pouco. Quando sentir que a massa está macia, será o ponto de iniciar as paredes, geralmente com espessuras acima de 30 cm, de modo a dar firmeza e resistência as paredes.

O ideal é começar e terminar uma parede em um mesmo dia, pois se houverem emendas é possível que trinquem, porém é possível evitá-las, se a camada anterior se mantiver úmida para que na seguinte se misture mais uniformemente.

Aí é que entram os detalhes mais gostosos… Como a parede tem que ser espessa – pelo menos, uns 30 centímetros – é possível esculpir nichos para expor livros, artesanato, louça da cozinha ou até servir de armário para as roupas. Também dá para esculpir bancos, sofás, lareiras e aberturas para a luz natural em formatos inusitados, como gotas, flores e estrelas.

como construir casas gastando pouco

como construir casas gastando pouco

como construir casas gastando pouco

como construir casas gastando pouco

como construir casas gastando pouco

como construir casas gastando pouco

como construir casas gastando pouco

[Introdução e técnicas de bioconstrução em um vídeo-curso? Clique aqui]

Utilidades do Cob

Não há limites para o que se pode fazer com o Cob. Versátil e ecológico, o material tem ainda outras inúmeras qualidades. Ao contrário das paredes de cimento, concreto ou gesso (urgh!), essas estruturas de terra são vivas. Elas permitem uma melhor troca do ar interno com o externo. E, como esse processo ocorre lentamente, paredes de Cob proporcionam excelente conforto térmico! Mantêm a casa quentinha no inverno e fresquinha no verão. Sem falar que parede de barro filtra o ar que entra na casa, melhorando a qualidade interna do ambiente.

[Para acessar mais artigos sobre construção natural clique aqui]

E mais, o Cob é mais resistente a abalos sísmicos e ao fogo. Pode ser usada por populações mais carentes porque custa pouco (especialmente se os materiais estiverem disponíveis no próprio terreno). Também é bonito e ainda dispensa o uso de fôrmas de madeira, já que os pãezinhos são empilhados sem a necessidade de qualquer amparo artificial. – O que poupa muitas árvores dês serem cortadas da mata para virar fôrma descartável para a construção (in)civil…

Liberdade e simplicidade são palavras-chave desse tipo de construção. E são também valores essenciais para a construção de um mundo em harmonia com as necessidades do planeta e de cada um de nós. ‘Bora experimentar? Dá pra começar construindo uma casinha para as crianças, um banco para o jardim, uma escultura para a entrada da casa… Chame os amigos e… pés e mãos na massa!

como construir casas gastando pouco

como construir casas gastando pouco

como construir casas gastando pouco

como construir casas gastando pouco

como construir casas gastando pouco

como construir casas gastando pouco

como construir casas gastando pouco

[Introdução e técnicas de bioconstrução em um vídeo-curso? Clique aqui]

 Por Giuliana Capello

Jardim do Mundo
escrito por:Jardim do Mundo
Normal ou não, um clichê da sociedade contemporânea ou um casal unido por amor, afinidades e desafinidades, que transforma arte e ciências em pequenos projetos domésticos. Criar um jardim onde antes não se imaginava poder, provar de inúmeras receitas que são também oportunidades, utilizar e reutilizar ao máximo, aprender e aplicar princípios que projetam um estilo de vida mais simples e otimista, acreditando que podemos fazer algo de bom ou de belo enquanto fazemos algo para nós e não apenas para nós.

132 Comentários

  • Será que essa construção ressiste as intempéries do clima do litoral de São Paulo (muita chuva no inverno, forte calor no verão, maresia, etc.)? quais as diferenças em relação a tradicional taipa de pilão?

  • Muito boa a reportagem, parabéns!!! Quero fazer a minha casa dessa forma e já tenho algumas noções básicas. Vocês tem alguma indicação de livros que tenha detalhamentos das estruturas e acabamentos? Abraço, Renato M Barboza

    • Olá Renato,
      Obrigado por acompanhar o blog. Um ótimo livro para complementar a matéria chama-se “O arquiteto de pés descalços” do holandês fundador do projeto brasileiro Tibá, Johan van lengen, que nos trás dicas artesanais de construção com fundamentos da construção civil e arquitetura assim como detalhes de clima e relevo consideraveis na hora de construir.
      Um abraço da equipe Jardim do Mundo.

  • Sei que parece uma pergunta idiota, mas por acaso esse tipo de construção não atrai o mosquito Barbeiro, que causa a doença de Chagas? Geralmente casas feitas de barro, ou argila, podem atrair este tipo de inseto. Adorei a idéia, então por favor não levem a mal este tipo de pergunta.

    • Ficamos com o mesmo questionamento. De acordo com o que pesquisamos (no google, rs) e com algumas matérias que assistimos no youtube o que provoca a proliferação do barbeiro nas casas de taipa não é o barro em si mas as frestas. Isso seria corrigido com um bom reboco, feito com o próprio barro, nas casas de taipa.
      Recomendo o documentário “El barro, las manos, la casa”, achei interessante e tem uma bela trilha sonora… rs

      • Não, não é uma pergunta idiota absolutamente. Como apesar de ser barro a casa está rebocada, sem frestas, creio que não há problemas Marcelo, mas o telhado de palha já seria perigoso no que se refere a servir como abrigo para o barbeiro. É um excelente questionamento já que é uma doença que pode evoluir silenciosamente com diversos agravos limitantes e com péssimo prognóstico.

    • Antigamente o pessoal fazia as casas usando taipa, um tipo de madeira intercalado com o esse barro.
      O barbeiro se alojava nas frestas intercaladas entre o barro e a madeira.

  • me parece uma maravilla por que no, es impresindible y menos contaminante que el cemento u cualquier otro material, utilicemos los recursos naturales, eternamente inspirada vou a copiar modelo,asim como algum dethales na hora de construir.

  • acho lindo o resultado e todo o processo de construção, gostaria de construir assim!!! mas até onde eu sei… em áreas urbanas não existe como regularizar esse tipo de construção aqui no Brasil! Não existem normas técnicas para a construção e um arquiteto ou eng civil não podem se responsabilizar… assim não tem como regularizar a construção… Por Favor…se alguem souber uma forma que possibilite a construção em área urbana …me ajude!!! obrigado!

    • Me falaram que basta criar o projeto, saber se é realmente viável e sustentável, seguro e recorrer na Justiça pelo direito.

  • E pra completar essa maravilhosa arquitetura,depois de “modelada” a bela casa ,vamos pinta-la com as cores e o material tambem da naturezaos pigmentos minerais “in natura”,terras,toás,argilas,tudo ao nosso alcance e politicamente corretoou,ecologicamente correto!Prontifico-me a´passar a fórmula da tinta,desenvolvida com minha experiencia de 30 anos na pesquisa,mãos á obra!!!!!!!!!

  • Fico muito afim de dar um início a um projeto desses, sair reuinindo grupos por puro prazer em concretizar projetos para construir um lar para todos, e para mim, é lindo isso mas me descupem tem que ter um profissional orientando alicerce, calculos etc, e isso é dificil de encontrar, há mais coisas envolvidas do que simplesmente dar uma receita. Estou disponível a trocas, sou professora, não sou autonoma, não faço meus horários, mas me engajaria em algo que deste porte sair construindo pelo menos pelo Rio Grande do Sul. Claudia Moraes Gonçalves- Rio Grande RS

  • Quero muito construir minha casa de barro, como eram feitas no interior do meu estado RN, com esqueleto feito de mourões e varas de arvores nativas, que não precisam ser arrancadas, apenas podadas, e barro vermelho que dará uma coloração muito bonita.
    Agora o problema maior é a autorização do CREA.

  • Muito bom o vídeo. São essas informações que precisamos para amenizar o custo da construção.

    • Oi Aline,
      Obrigado pelo seu contato. Para receber mais novidades e atualizações sobre permacultura e sustentabilidade, basta você adicionar o seu email na caixa de cadastro a direita da pagina do Jardim do Mundo, clicar e Pronto!
      Um abraço

  • …olá!…nossa adorei…gostaria de me aprofundar mais sobre todos os detalhes….da segurança…resistência e acabamentos….se possível e se existe gostaria de receber algum…vídeo, catálogo eu livro…qualquer coisa que explicasse,..pois qualquer erro pode ser muito perigoso…inclusive a fórmula da tinta…no aguardo…abç.

    • Letizia,
      Obrigado pelo contato e carinho. O ideal, para ter total segurança nesse tipo de projeto é pesquisar fontes diversas e se possível realizar um workshop ou curso de permacultura e construção. Esse é um tipo de conhecimento que se constrói com a pesquisa de técnicas e a experiencia.
      Forte abraço

    • Ola Cleonice,
      Obrigado pelo seu contato. Para receber mais novidades e atualizações sobre permacultura e sustentabilidade, basta você adicionar o seu email na caixa de cadastro a direita da pagina do Jardim do Mundo, clicar e Pronto!
      Um abraço

  • Gostei muito da ideia. Percebi que é possível utilizar cores nas paredes, mas fiquei com dúvida sobre se é usado alguma tinta especial. Se for, qual tinta seria?

  • Gostaria de saber a proporção do traço. E também seamassae chapada com as mãos ou com a colher de pedreiro?

  • Excelente essa matéria. Gostaria de receber informação mais detalhada do projeto apresentado. O que se nota é que precisamos nos preparar para os novos tempos que estão chegando.

  • Já fiz obras assim, todas têm uma durabilidades para vários séculos e o conforto térmico é excelente. Sem contar com um custo infinitamente menor.

    • Ola Emanuel,
      Obrigado pelo seu contato. De fato, a bioconstrução nao é tao facil quanto pode parecer, porem esta ai justamente para desmistificar a construção como sendo algo exclusivo a algumas profissões. Uma referencia bibliográfica excelente é o livro Arquiteto dos pés descalços. Você encontra mais detalhes sobre essa obra clicando aqui

  • Marcia Prates Boa tarde,
    Gostaria de obter mais informação sobre as tintas naturais, as receitas de como fazer as tintas. Agradeço desde já!

  • Gostaria de saber se antes da massa tem que fazer estruturas com madeiras e alicerce tbem…grata

  • animais de rabo, quando voce entra no site pelo mobile aparece um pop up de todo tamanho com papo de INSCREVA SEU EMAIL, caralho eu nem vi o conteudo e ja esperam que eu queira inscrever a porra do meu email. se fuder, a a porra do pop up some? NAO, se voce virar o celular de lado pra tela em paisagem some? TB NAO, e o caralho do pop up é tão grande que nem da pra achar o Xzinho pra fechar, belo trabalho de merda.

    • Oi Felipe,
      Obrigado pelo seu contato, confesso que nos fez rir bastante, tão deselegante quanto engraçado. Esse recurso estava erroneamente ativo, por isso pedimos desculpas pelo inconveniente e afirmamos que o mesmo foi removido. Você esta convidado a experimentar a navegação móvel novamente.
      Um abraço.

      • Lamentável texto dessa pessoa que por ironia tem a palavra Deus em seu nome, com palavras tão chulas e sem necessidade nenhuma dessa agressividade. Vocês não merecem um tratamento tão desrespeitoso em função do ótimo trabalho que desenvolvem. As resposta de vocês foram de alto nível, parabéns.

    • Querida Maria,
      Obrigado pelo contato. Você pode subscrever o seu email em nossa newsletter, ela fica na barra lateral direita do site, assim voce vai receber mais informações e noticias.

  • Vi que aqui tem muitas perguntas e nenhuma resposta. Foi só pra dar vontade de fazer que publicaram isso? Na matéria não tem informação suficiente de como se fazer esse tipo de construção. Só diz o material que se usa, mas não dá a proporção, não dá a capacidade de sustentação, não diz se precisa de uma base como as construções tradicionais… fiquei na mesma, ou melhor, só me deu vontade de fazer, mas não tenho ideia de como!

    • Obrigado pela crescente demonstração de interesse de todos e que bom que mais duvidas a respeito da bioconstrução apareceram. A proposito dos pedidos de material mais detalhado, cursos e bibliografias sobre o assunto de pessoas que pretendem construir, peço que tenham atencao ao fato de que a bioconstrução é um conjunto de tecnicas bastante vasto e determinadas tecnicas sao apropriadas para determinados ambientes. Utilizar uma tecnica de construcao simplesmente por ser mais bonita traça o mesmo caminho inocente de se introduzir especies exóticas em um determinado ecossistema. Quando se trata de bioconstruir, cada detalhe pode contar muito e a pesquisa deve ser a principal ferramenta nesta experiencia. Voce pode assistir a esse video curso para ter uma ideia melhor.https://www.jardimdomundo.com/introducao-a-bioconstrucao-em-um-pequeno-video-curso/

  • muinto bonito,muinta gente deveriam ter esta informaçao,
    temos um rancho na beira do rio vamos contruir, uma bem menor ,
    e so terrea,

  • Teria uma cartilha mais detalhada? Com informações sobre a resistência, a proporção da mistura, etc. Pretendo apresentar essa ideia para o engenheiro que vai mexer na construção da minha casa.

  • Respondendo a alguns comentarios:
    Obrigado pela crescente demonstração de interesse de todos e que bom que mais duvidas a respeito da bioconstrução apareceram. A proposito dos pedidos de material mais detalhado, cursos e bibliografias sobre o assunto de pessoas que pretendem construir, peço que tenham atencao ao fato de que a bioconstrução é um conjunto de tecnicas bastante vasto e determinadas tecnicas sao apropriadas para determinados ambientes. Utilizar uma tecnica de construcao simplesmente por ser mais bonita traça o mesmo caminho inocente de se introduzir especies exóticas em um determinado ecossistema. Quando se trata de bioconstruir, cada detalhe pode contar muito e a pesquisa deve ser a principal ferramenta nesta experiencia. Voce pode assistir a esse video curso para ter uma ideia melhor.https://www.jardimdomundo.com/introducao-a-bioconstrucao-em-um-pequeno-video-curso/

  • Gostaria de saber se essa técnica de construção pode ser utilizada em cidades como São Paulo e se sim como analisar se o solo pode ser utilizado na construção.

  • Eu amei! Mas tenho dom zero para modelar coisas… Alguém conhece pessoas contratadas que saibam fazer casas nesse estilo? Eu acompanharia tudo, mas infelizmente se depender só de mim vai ficar um horror. hahahaha

  • Prezados e queridos amigos!
    Quero parabeniza – los pelos projetos e agradecer a equipe por compartilhar conosco as idéias e experiências!
    Gratidão!!!

  • Lindo, tenho muita curiosidade para saber qual tipo de barro….será que pode ser feito com a terra local? Onde moro a terra é arenosa, alguém poderia me ajudar???

  • Gostaria de fazer uma casa assim quem conhece bem a técnica poderia me orientar tenho um sítio quero fazer uma casa de barro

  • É um grande sonho meu ter uma casa assim toda construída por mim mesma e em harmonia total com a natureza. Quero muito ter o privilégio de realizar esse meu sonho. Quero poder comprar uma terrinha, de preferência num lugar campestre e construir uma dessas. Que eu consiga conhecer alguém que goste tanto quanto eu disso e juntos construiremos nossa casinha felizes. Pois tá difícil, viu? Mas não impossível também. rsrs.. Pra DEUS nada é impossível!

    • Prezado Silvério,
      Embora eu tenha o livro apresentado e já ter construído algumas obras com êsse sistema de taipa de pilão aqui em Palmas – Tocantins, eu baixei o manual para poder servir para mais pessoas e quero aqui parabenizar o excelente trabalho de cópia do livro.
      O trabalho foi imenso, tenho certeza, escanear um volume tão grande de páginas, mas o que mais me chamou a atenção foi a maravilhosa intenção de divulgar, contribuir, esparramar mais conhecimentos com o único intuito de ajudar e ser solidário.
      Isso é que foi valioso e bonito.
      Espero que quem tiver a oportunidade de baixar o manual, saibam aproveitar e verificar a preciosidade que têm nas mãos.
      Parabéns ao seu gesto.
      Um grande abraço,
      Amando José

    • Prezado Ricardo,
      Já fiz obras desse tipo e o local da obra seria aonde ?
      Veja esses Links.
      http://www.rammedearthhomes.com/index.htm
      http://www.rammedearthworks.com/

      Inicialmente tipo orientações com Arquiteto Paulo Montoro da ABC Terra e depois fui me inspirando nessas construções dos EUA, algumas luxuosas outras bem simples, mas o princípio e sistema de construção são os mesmos.
      Tem muita literatura estrangeira sobre o assunto. Existem obras desse tipo construídas há mais de 2.000 anos. O palácio de D.João VI em Petrópolis é feito de taipa de pilão e adobe.
      Estive lá e conferi, uma maravilha.
      Um abraço,

      Amando José

  • Olá, gostaria de saber se essa construção não leva nenhum tipo de ferragem estrutural, se realmente usa-se somente os chamados “paezinhos” para levantar uma parede, qual seria uma boa medida de paozinho, e como faz para as paredes ficarem lisas assim? Muito obrigada, amei a matéria!

  • Não há necessidade nenhuma de ferragem estrutural. O maior cuidado é com o contato com o solo, as paredes devem ficar livres do contato, para evitar a umidade que sobe por capilaridade. O ideal é se fazer um alicerce com pedras da mesma região, em uma altura acima do nível do terreno natural, como eram feitas antigamente com pedras tapiocanga ( são ideais). Em cima desse alicerce, se levantam as paredes.
    Não existe maior ou melhor conforto térmico.

    • Muito obrigada pelas explicações! Poderia me responder, caso saiba, mais uma coisa? A mistura só pode ser feita com este tipo de capim? Se sim, aonde será que acho esse tipo de capim para compra no Rio de Janeiro? Muito obrigada!

  • Qualquer capim sêco serve, o mesmo que existe nos pastos de fazendas e chácaras, porque o capim serve apenas para aglutinar melhor o barro, êle vira uma trama tipo de um tecido, faz com que as partículas do barro se entrelacem. Dê preferência aos capim que tenham uns talos mais grossos, parecem com uns bambuzinhos.
    Eu usei um produto químico chamado DS-328 da Dynasolo, que funciona como um aglutinador, então quando o barro é amassado êle não deixa espaço vazios entre suas partículas e aumenta em muito a impermeabilização. É usado na impermeabilização do solo para melhorar sua compactação antes da imprimação quando vai ser feito o asfalto. Também conhecido como Baba de cupim, é um produto criado por brasileiros para tentar ter o mesmo resultado das casas dos cupins que ficam ao relento e não se desmancham com as chuvas. Muito bom.
    Espero ter ajudado.

  • Gostaria de saber se tem algum tipo de coluna ou sustentação entre uma parede e outra. É a base como é feita. Amei a ideia. Brigada.

  • ola, adorei as ideias, tenho uma duvida quanto a utilização do barro em ambientes umidos como o interior de uma mata. é possivel?

    • Oi Luciano,

      Existem tecnicas para proteger a bioconstrução dos efeitos da umidade, como materias misturados ao barro e tecnicas como a pata de elefante, onde as paredes são construidas sobre pedras acima do chao. O negocio é pesquisar sobre estes materiais e misturas e consultar bioconstrutores com experiencia nestes ambientes.

  • Jardim do Mundo amei as dicas principalmente gostaria de ter acesso s como fazer aquela banheira passo a passo. Grata

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: