Faça Você MesmoSustentabilidade

Primavera: Como ser minimalista na hora de escolher as roupas da estação

Você já parou para pensar na quantidade de roupas que você tem? Muitas vezes guardamos peças que não nos trazem alegria, ou que quase nunca usamos, com receio de um dia precisar delas. Você também já parou para pensar que acabamos vestindo praticamente as mesmas roupas, que são aquelas com as quais nos sentimos mais confortáveis ou que gostamos mais?

Quando se inicia uma nova estação do ano é uma ótima oportunidade para revermos as roupas que temos no armário e liberarmos espaço. Com menos roupas temos uma sensação maior de espaço, e até de clareza mental. Nesse post, iremos dar algumas sugestões de como fazer essa reavaliação no guarda-roupa.

Uma técnica criada pela britânica Susie Faux na década de 70 e reintroduzida em 2009 chama-se armário-cápsula (capsule wardrobe). É uma técnica que consiste em escolher uma quantidade limitada de roupas para vestir durante um tempo determinado, e nesse período não se deve comprar nada novo. O desafio é criar visuais apenas combinando as peças escolhidas. Você pode usar essa técnica durante uma estação do ano, por exemplo.

Uma maneira mais restrita de usar essa técnica é através do projeto 333, um desafio de moda minimalista criado pela americana Courtney Carver, que além de escrever livros e cursos para ajudar as pessoas a serem mais com menos, ainda escreve o blog Be More with Less. Esse desafio minimalista convida você a se vestir com 33 itens (ou menos) por 3 meses. Os 33 itens são uma combinação de roupas, acessórios, joias e sapatos. Os itens que não entram na lista são específicos, como: anel de casamento, pijama, roupas íntimas, roupas de banho e de ginástica, pois ela considera que estes itens tem usos específicos. A ideia é separar esses itens no início das estações do ano, esconder todo o resto por 3 meses e ver o que acontece.

A autora do projeto acredita que viver com menos cria tempo e espaço para descobrirmos o que realmente importa. Dessa forma, podemos nos concentrar nas coisas mais importante e criar uma vida com mais poupança e menos dívidas, mais saúde e menos estresse, mais espaço e menos coisas, mais alegria e menos obrigação.

Leia mais:Encarando o desafio de moda minimalista: usar apenas 33 itens por 3 meses

roupas

Benefícios

Quando você separa somente as roupas da estação e deixa as outras peças guardadas em caixas ou em malas, por exemplo, eles parecem novos quando você volta a vê-los no seu armário na próxima estação.

Fazendo uma inspeção periódica de cada item é mais fácil de você encontrar algo que precisa ser consertado, como fazer uma bainha, um botão faltando, um sapato que precisa ser arrumado ou, até mesmo, uma roupa que não te serve mais e pode ser doada. Dessa forma, você fica com um armário minimalista, apenas com roupas que estão em bom estado e podem ser usadas sem precisar de nenhum ajuste. Uma dica quando estiver fazendo essa inspeção periódica é verificar se aquele item te traz alegria, pois muitas vezes guardamos algo pois foi presente de alguém, ou porque pagamos caro. Se quiser saber mais sobre essa técnica, recomendamos ler os livros da Marie Kondo: A mágica da arrumação e Isso me traz alegria?

Quando criamos espaço no nosso guarda-roupa conseguimos ver com mais clareza e até discernir sobre como adicionar novas peças ou acessórios.

Quanto temos menos itens no armário, temos menos escolhas para fazer, escolhas mais fáceis sobre o que usar todos os dias.

minimalismo

Passo a passo de como reduzir a quantidade de roupas

Katherine Sauer escreveu um passo a passo de como fazer uma escolha das roupas da estação no guarda-roupa.

Fase 1: inspecionar e avaliar cada item

Trabalhando item por item, avaliar cuidadosamente a condição e finalidade de cada peça em seu guarda-roupa. Você estará determinando se cada item está pronto para ser usado, se precisa de manutenção, se precisa ser substituído ou se deve ser retirado. Pergunte a si mesmo:

  • Para que serve no seu guarda-roupa?
  • Você gosta de usá-lo?
  • Se encaixa bem? Se não, pode ser alterado (por exemplo, costura deixada para fora, diminuir tamanho)?
  • Precisa ser limpo, consertado ou polido?
  • Precisa ser substituído?
  • Durante esta fase, não se esqueça de inspecionar seu equipamento de treino, pijamas e roupas de baixo, bem como acessórios, calçados e roupas para ocasiões especiais.

Ao responder as perguntas da lista de verificação, você criará pilhas separadas para itens que precisam ir para a lavanderia, costureira, sapateiro (não se esqueça que eles também reparam bolsas!), ou a loja de consertos de relógios/joias. Outra pilha será para itens que você vai se livrar – seja doando, trocando com um amigo ou se estiver em condições precárias, de enviar para o aterro. Você também deve fazer uma lista de itens que deseja substituir.

Fase 2: Classifique seus itens em estações e armazene os itens fora da estação

Quando tudo em seu guarda-roupa se encaixa e está em bom estado de conservação, é hora de classificar as estações.

Alguns itens que você costuma usar durante o ano (isso é normal), coloque-os em uma pilha.

Para todos os outros itens, classifique por qual estação você pretende usar o item. Não há dúvida de que você identificará alguns que não usa o ano todo e outros que usa em várias estações do ano. Por exemplo, você pode usar o mesmo suéter no outono e no inverno. Supondo que você tenha várias blusas, escolha a estação que corresponde mais e coloque-a nessa pilha.

Se você vive em um clima com oscilações climáticas ou estações similares (por exemplo, primavera e verão), é bom manter algumas “fora de estação”.

Depois de ter classificado seus itens, você terá uma noção do volume que armazenará em cada estação e poderá pesquisar opções. Como ponto de partida, considere a sua necessidade de compartimentos de armazenamento debaixo da cama, sacos de armazenamento de roupas penduradas, sacos de armazenamento a vácuo e caixas de armazenamento de armário empilháveis. Não se esqueça de escolher opções para armazenar sapatos, botas e bolsas e joias.

Fase 3: Rotação Sazonal

Quando for a hora de trocar as roupas do seu guarda-roupa para a próxima estação, siga uma lista de verificação simples para seus itens de saída, entrada e ausência da estação.

Itens a serem removidos da estação

Antes de colocar os itens no armazenamento, inspecione cada um deles e considere o seguinte:

  • Com que frequência você usou o item? Por quê?
  • Em uma escala de 1 a 10, classifique como o item é útil para guardar no seu guarda-roupa.
  • Em uma escala de 1 a 10, classifique o quanto você gosta de usar o item.
  • Como você se sente em usá-lo no próximo ano?
  • Ele se encaixa bem?
  • Em que condição está?

Use as respostas para determinar se a peça está pronta para armazenamento, precisa de atenção (limpeza, reparo, etc.), precisa ser substituída ou deve ser selecionada.

Itens sem estação

Ao realizar a inspeção dos itens que irão sair daquela seleção da estação, veja cada um do guarda-roupa que não tem estação definida do ano. Não se esqueça de joias, acessórios, sapatos, equipamentos de treino, pijamas e sapatos.

Itens a serem incluídos na estação

Ao descompactar os itens desta temporada, considere o seguinte:

  • O item está perfeitamente pronto para ser usado?
  • O item precisa de algo adicional para complementá-lo e torná-lo mais útil? Por exemplo, talvez você perceba que poderia usar um suéter leve para usar por cima de outra roupa.
  • Existem espaços no seu guarda-roupa para a próxima estação?
  • Há novos acessórios ou peças que você gostaria de procurar para incluir no seu guarda-roupa?

Siga essa dicas e tenha uma vida mais leve!

Natalie Andreoli
escrito por:Natalie Andreoli
Sou paulistana e desde 2009 decidi me mudar para a ilha da Magia (Florianópolis, SC), pois sentia falta do contato com a natureza. Sou neta de italianos e aprendi desde pequena a gostar de mexer na terra e cuidar das plantas, quando ajudava meu pai com a hortinha dele. Sou bióloga MSc., educadora ambiental e aromaterapeuta. Adoro aprender e compartilhar assuntos que proporcionem uma vida em melhor harmonia consigo mesmo, com os outros seres e com o planeta.

Deixe um comentário