Horta OrgânicaPermacultura

Hugelkultur – cultivo de baixa irrigação e alta fertilização

Hugelkultur é uma antiga técnica de agricultura alemã usada, principalmente, em lugares onde o solo contém várias limitações. Em bom português, aquelas terras que não dão nada: solos compactados, áreas com má drenagem, umidade limitada.

A palavra em alemão significa: “Cultura de Colina”. A técnica é simples e de baixo ou nenhum custo, a proposta é cultivar alimentos saudáveis mesmo com a limitação de água. Na Hugelkultur, se retém muita água a partir do acúmulo de matéria orgânica.

A idéia é fazer um tipo de canteiro elevado, onde o centro é recheado de matéria orgânica e de restos de troncos para que haja uma retenção de água e proliferação de vida e assim uma adubação no solo a longo prazo.

 

As Vantagens do Hugelkultur

  • Funciona em todos os tipos de solo.
  • Cultivar um canteiro com quase nenhuma irrigação.
  • Expande a superfície cultivável em um mesmo metro quadrado já que é elevado
  • Pode começar como um pequeno canteiro e ir aumentando aos poucos.
  • Usam-se as madeiras podres, ramos, galhos e troncos que talvez não não seriam aproveitados .
  • O material soterrado sofre a ação dos micro-organismos, ocorrendo a decomposição tornando a terra rica e aproveitável para canteiros tradicionais quando for desmanchado o monte.

[Curta nossa página no facebook para mais dicas como essa]

Como Montar o Canteiro Hugelkultur

1. Estabelecido o local, cavar o solo aproximadamente 70 cm de profundidade para estabilizar a pilha. Sobre a terra desnuda são dispostos troncos e ramos, com formato de pirâmide, fazendo um monte.

2. Primeiro, coloque os restos de troncos maiores. Em seguida, uma camada de galhos e gravetos e depois folhas caídas. Evite o uso de cedros, nogueiras ou outras espécies de árvores consideradas alelopáticas (árvores que produzem substâncias químicas, os metabólitos secundários, que  influenciam para o bem ou para o mal o sistema biológico da vizinhança).

3. Regue abundantemente.

4. Preencha os espaços entre os troncos com estrume e material orgânico (serapilheira).

5. Cubra o monte com uma “cama” de serragem e palha.

6. Plante sementes na “cama” como em qualquer outra cama do jardim.

[ Siga o Jardim do Mundo no Instagram]

O Que Pode Ser Plantado no Canteiro Hugelkultur

Podemos cultivar hortaliças diversas, herbáceas perenes ou anuais ornamentais. Plante-as na forma de mudas em linhas desencontradas.

Cultivos interessantes para o hugelkultur são abóboras, pepinos, batata inglesa ou batata-doce. Elas formam densa massa vegetal, cobrindo o solo.

Ao redor das mudas implantadas é conveniente usar um mulching de folhas secas, oriundas da poda da grama ou recolhimento de folhas de árvores. Ajudará a manter o solo no local e a umidade.

[Leia mais: A importância da orientação solar na construção de casas e hortas]

Considerações Importantes

Quanto mais alto projetamos o hugelkultur, mais largo deverá ser para evitar desmoronamentos. A largura recomendada é a ideal, pois maior metragem poderá complicar na hora da colheita.

A “cama hugelkulter” funciona melhor se existir um tempo de “cura”, por isso é melhor preparar a cama vários meses antes da época de plantio.

O Canteiro Hugelkultur irá ajudar a reter a umidade no local, reconstruir a fertilidade do solo, melhorar a drenagem, além de usar resíduos lenhosos que não são adequados para outro uso.

[Leia mais: O que são plantas antagônicas e companheiras]

Vídeo pra visualizar o processo ( em inglês)

Imagens do Processo do Hugelkultur

Jardim do Mundo
escrito por:Jardim do Mundo
Normal ou não, um clichê da sociedade contemporânea ou um casal unido por amor, afinidades e desafinidades, que transforma arte e ciências em pequenos projetos domésticos. Criar um jardim onde antes não se imaginava poder, provar de inúmeras receitas que são também oportunidades, utilizar e reutilizar ao máximo, aprender e aplicar princípios que projetam um estilo de vida mais simples e otimista, acreditando que podemos fazer algo de bom ou de belo enquanto fazemos algo para nós e não apenas para nós.

2 Comentários

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: