Nosso DiárioViagem

Conheça a Meca Hippie (está mais próxima do que você imagina)

11.002

O Uruguai é um desses pequenos países que muitas vezes passam despercebidos, o país tem planícies, tem litoral, tem cidades coloniais e é, sem dúvida, muito mais que Punta del Este. Pequeno em território mas grande em atitudes, foi o primeiro país da América do Sul a descriminalizar o aborto (2012), primeiro no mundo a legalizar totalmente a maconha (2014) e um dos primeiros a aprovar o casamento entre homossexuais (2012).

Diante de um governo brasileiro que promete retrocessos sociais e perseguição aos opositores, surgiu entre nós  a brincadeira: “Vamos fugir para o Uruguai?”. Como toda brincadeira tem um fundo de verdade, no dia 10 de novembro de 2018 a vida nos trouxe para o litoral do país, mais precisamente em Valizas onde se encontra o verdadeiro espírito uruguaio – simples, campeiro e natural.

[Siga o Jardim do Mundo no Instagram e acompanhe nossas aventuras]

Casa Ibiporã

Há apenas 100 km da fronteira com Chuí no Brasil nos fixamos e trouxemos na bagagem a experiência de gerir um hostel em Florianópolis. Valizas está  definitivamente na rota turística do Uruguai, resolvemos, então seguir trabalhando com turismo de temporada para ter o restante do ano para viajar livres por aí. Nessas calmas terras uruguaias abrimos o Casa Ibiporã , que em Tupi Guarani significa: “Terra Bonita”, nosso cantinho para receber viajantes alternativos do mundo, assim como nós.

[Curta nossa página no facebook para mais dicas como essa]

Clique aqui para reservar

Casa Ibiporã

Veja nosotros curtindo esse paraíso do sossego. Na última foto nos surpreendemos com a Jout Jout que veio bater aqui no nossa pousadinha procurando acomodação mas infelizmente estávamos lotados. =/

Arroio de Valizas

Sobre Valizas

Existem lugares que parecem saídos de uma fábula. Valizas é um deles. Conhecida pela aura de misticismo e por ter um dos céus mais lindos e profundos do mundo, é um refúgio para boêmios, hippies, místicos e casais que criam seus filhos em meio à natureza, em contato direto com a terra e a água. Pessoas taxadas como malucas, alternativas ou estranhas, em verdade demonstram um grande e autêntico desapego material e das aparências.

[Leia mais: Uruguai,  país exemplo de simplicidade e vanguarda sustentável]

Ceramista – Valizas

Valizas têm um espírito, que a muito tempo já não vemos no Brasil, o de viver a vida devagar e sem stress. Para os uruguaios está tudo bem ser pequeno, não se envolver nos grandes disparates e absurdos deste mundo. Tudo bem. Deixem a gente aqui quietinhos, meio esquecidos mesmo. Não somos de arrumar encrenca. Gostamos da nossa calmaria e todos são bem vindos.

Quanto mais divagamos por aí, mais certos estamos de que o mundo é mais sobre pessoas do que sobre lugares. Como as pessoas apresentam sua cultura, o que comem, como vivem, que idioma falam, como se relacionam.

Caminhando pelas ruas de terra observamos a beleza quase que intocada, bruta e autêntica do pequeno povoado, o céu é definitivamente um espetáculo a parte, Valizas tem o céu mais magnífico que já encontramos  fora das auroras boreal e austral. Dá vontade de ficar horas contemplando a escuridão da noite, em que as estrelas podem ser vistas na sua melhor forma, é um momento puro, onde você fica paralisado pensando que nunca viu algo tão bonito quanto o que tem diante de si. Passear pelas dunas em noites de lua cheia também é inspirador, além de ser bastante seguro.

 

[Leia mais: As possibilidades sustentáveis no cultivo de cannabis ]

Céu e Noctilucas em Valizas por Fefo_Bouvier

Ainda sobre o abrigo da escuridão da noite, já havíamos ouvido falar nas noctilucas, organismos bioluminescentes, mas nunca tínhamos imaginado que o mar se iluminasse também na rebentação. Imaginem (porque neste caso é impossível mostrar imagens que o representem de forma fidedigna) um céu repleto de estrelas sobre um mar iluminado cada vez que uma onda rebenta. O fenomeno assemelha-se a luzes de led, vão aparecendo linhas de luz  na crista das ondas. É espetacular!

Por do Sol em Valizas

No entardecer  moradores e turistas se reúnem à luz do crepúsculo para assistir ao sempre belíssimo pôr-do-sol, tocar violão, tomar um mate, ver apresentações e músicos que chegam de toda parte do mundo, espetáculos circenses e para admirar o trabalho dos artesãos que se multiplicam pelas calçadas. Todos vivem relaxados, todos caminham sorridentes, a cena é romântica para os casais, inspiradora para os artistas de plantão e extremamente lúdica para as crianças.

Bosque de Ombúes

A noite e o entardecer são muito envolventes mas os dias não deixam a desejar, dá pra ir ver o sol nascer no mar, subir de barco até o  Bosque de Ombúes – uma floresta de árvores estranhas e fantasmagóricas, únicas nessa parte do continente, passear pelas dunas da costa, escalar as  montanhas de areia até chegar aos platôs rochosos no topo e a mais pedida de todas: a trilha que leva ao Parque Nacional de Cabo Polônio, uma caminhada de duas horas e meia.

[Leia mais: Cabo Polônio, um paraíso perdido]

Cabo Polônio

O que é Cabo Polonio?! Uma ilha? Um vilarejo? Um portal mágico? Difícil responder! É um local de natureza intocada com uma atmosfera tão autêntica quanto a de Valizas. Em Cabo Polonio não há energia elétrica, os estabelecimentos costumam usar geradores ou painéis de energia solar e eólica, o acesso é feito a partir de uma deliciosa trilha saindo da praia de Valizas ou pelos caminhões  4×4 no estilo safári que fazem o trecho a partir da entrada do parque.

Cabo Polônio

As cores que pintam Polônio são tão poéticas que até inspiram artistas, como o urguaio Jorge Drexler, que dedicou seu último trabalho à região, o CD “12 Segundos de Escuridão”. O artista chega a passar semanas no local para encontrar inspiração para as suas próximas composições.

Por isso, como dizem por ali: “es ahora si no demora”. “Traduzindo”: é hora de conhecer esse tesouro escondido tão perto e tão longe de terras brasileiras. 😀

A banda Vanguart gravou um video-clipe em Cabo Polônio.

 

Pra finalizar

Venha conhecer o Uruguaizinho e esse lugar especial que é a nossa nova morada! Não espere uma grande estrutura,  usufrua da natureza, do sorriso fácil de seus poucos habitantes  da calmaria que somente um local tão autêntico pode te proporcionar, deixe o celular de lado, assim como a preocupação com a aparência, a única coisa que importa aqui é a sua sintonia com a natureza e com você mesmo. Talvez o segredo seja o cheiro de flores queimando no ar, com certeza colabora para que tudo seja tão tranquilo e natural. Arriba, Uruguay!

Jardim do Mundo
escrito por:Jardim do Mundo
Normal ou não, um clichê da sociedade contemporânea ou um casal unido por amor, afinidades e desafinidades, que transforma arte e ciências em pequenos projetos domésticos. Criar um jardim onde antes não se imaginava poder, provar de inúmeras receitas que são também oportunidades, utilizar e reutilizar ao máximo, aprender e aplicar princípios que projetam um estilo de vida mais simples e otimista, acreditando que podemos fazer algo de bom ou de belo enquanto fazemos algo para nós e não apenas para nós.

1 Comentário

  • Hola Emi, Lara y Lola, me encanto la pagina de Uruguay, Valizas, El Cabo etc. Ya tienen un nuevo “fan”

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: