AlimentacãoSaúde

10 melhores alimentos prebióticos para a saúde

Alimentar-se deve ser visto não apenas como forma de saciar a fome, mas como ato de repor os nutrientes do nosso corpo. Há alguns alimentos que são muito importantes para essa tarefa, enquanto que outros precisam ser evitados (como os que possuem gorduras ruins).

Os prebióticos são exemplos de alimentos que contribuem em muito para a saúde do nosso organismo. Aliás, procure não confundi-los com os probióticos que servem para equilibrar ou aumentar a flora intestinal.

Confira a seguir o que são e quem são os alimentos prebióticos.

O que são alimentos prebióticos?

Os alimentos prebióticos servem de alimento para a flora intestinal. Eles dispõem de certos carboidratos fibrosos e açúcares naturais que nutrem as bactérias do nosso intestino e as ajudam a crescer e desempenhar a sua função.

Dessa forma, nosso sistema imunológico é fortalecido, impedindo que doenças se manifestem. Além disso, eles ajudam a absorver alguns minerais, como o magnésio e o cálcio, e combatem a doença inflamatória intestinal.

A seguir, você encontra uma lista de alguns dos alimentos prebióticos que podemos inserir na nossa alimentação.

1. Alho

O alho é um alimento rico em inulina ─ um tipo de fibra que serve de alimento para as bactérias do intestino ─ e vitamina B6. Dessa forma, ele auxilia as baterias do intestino, o metabolismo e a saúde do sistema nervoso.

alho como alimento prebiótico

2. Cebola

A cebola é um tempero barato e muito utilizado no preparo de alimentos. Além da inulina, ela é rica em antioxidantes. Assim, ela é ótima para a flora intestinal e para combater o envelhecimento precoce das células.

3. Aspargo

O aspargo tem um sabor levemente doce e é composto por fibras, folato, proteína e vitaminas do complexo B. Além de tudo isso, ele é um diurético natural, combatendo o inchaço.

aspargos como alimentos prebióticos

4. Banana

A banana é uma fruta muito comum no Brasil e que quase todo mundo gosta. Ela acalma a membrana do intestino e contém inulina, que promove o crescimento da flora intestinal. Além disso, ela é rica em vitaminas do complexo B, potássio e até mesmo contém vitamina C.

Procure comer a banana bem madura, para facilitar a digestão. Quando a banana está um pouco verde ela contém muito amido, que dificulta a digestão. Então, escolha as bananas que estão com a casca bem amarela com algumas manchas escuras.

5. Repolho

O repolho é um prebiótico que pode ser consumido de diversas maneiras. Ele contém vitaminas do complexo B, vitamina C e minerais alcalinizantes.

6. Feijões

Os grãos de feijão contêm muitos oligossacarídeos ─ açúcares ─ que servem de alimento para a flora intestinal. Além disso, eles são uma boa fonte de potássio, proteína e fibras.

Para consumi-los é necessário deixá-lo de molho na água por 12 horas para depois cozinhar. Assim, ele solta o fitato, que é considerado um antinutriente, por diminuir a absorção de alguns minerais, como o cálcio, zinco e ferro.

feijões como alimentos prebióticos

7. Leguminosas

As leguminosas são importantes fontes de proteína, ferro e vitaminas do complexo B. Elas contêm a quantidade certa de fibras e açúcares para as bactérias do intestino. São exemplos de leguminosas: lentilha, grão-de-bico, ervilha, entre outras.

Porém, assim como o feijão, elas precisam ficar de molho por 12 horas para liberar o fitato presente nelas. Assim, elas conseguem auxiliar as boas bactérias e não impedem o intestino de absorver os minerais.

8. Alcachofra

A alcachofra contém inulina, o que a torna um importante prebiótico. Além disso, ela é muito saudável para o fígado. A alcachofra pode ser utilizada em diversas receitas e é um ótimo alimento para desintoxicação.

alcachofra como alimento prebiótico

9. Alho-poró

O alho-poró é um membro da família da cebola. Sendo assim, ele tem os mesmo benefícios da cebola, mas tem gosto mais suave e possui maior quantidade de clorofila (pigmentação verde). Ele pode ser consumido em sopas ou em salteado de legumes.

10. Maçã

A maçã é um alimento com muitos nutrientes ótimos para o organismo. Ela é rica em pectina, uma fibra natural que alimenta as boas bactérias do intestino. Além disso, ela é uma boa fonte de inulina e FOS natural ─ um açúcar que serve de alimento para a flora intestinal.

As maçãs também são ricas em oxidantes e proporcionam a sensação de saciedade e ajudam a evitar o colesterol alto.

A dica principal aqui é consumir uma boa variedade de alimentos em suas refeições. Quanto mais variar, mais nutrientes estará consumindo. Isso ajuda a repor todos eles no seu organismo.

Escolha os alimentos que funcionam melhor no seu organismo e sempre teste novas opções. Consumir alimentos prebióticos é tão bom quanto consumir os probióticos!

Charlene Peruchi
escrito por:Charlene Peruchi
Uma sonhadora, que acredita num mundo melhor e nos seres humanos vivendo em harmonia com a Natureza. Amante da fotografia, do artesanato e de músicas incomuns, diz que não viveria por muito tempo sem a arte na sua vida. Vegetariana por amor ao próximo e praticante de Yoga por amor a si. Em resumo, é um ser complexo que gosta da vida simples.

2 Comentários

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: