dandelion-wine

O tão humilde e estigmatizado dente-de-leão, apesar de ser considerado uma praga para algumas pessoas, é na verdade um poderoso remédio para diversas situações, e um super alimento, como pode ver aqui, útil em várias receitas, entre as quais se encontra um bom vinho, uma das bebidas mais apreciadas em nosso país.

Flores de dente-de-leão

Com as pétalas do dente-de-leão é possível fazer um delicioso xarope, que com seu sabor adocicado, pode substituir o açúcar no preparo de bolos, ou ser utilizado em crepes e torradas. Se você já comeu uma folha de dente de leão ou provou a seiva branca de seu caule você sabe quão amarga esta planta é. A flor também é amarga, mas isso confere uma agradável adstringência ao vinho. Está receita está presente no caderno de receitas de boa parte dos destiladores, e é uma bebida maravilhosa.

Aprenda a fazer champanhe de flores de sabugueiro

Embora as flores possam surgir em qualquer época do ano, 99% delas florescem durante o período mais vigoroso da primavera. Os dentes-de-leão compõem um complexo com mais de duzentas micro espécies, e por isso sua aparência é muito variável. Como toda flor comestível, o dente-de-leão deve ser colhido de preferência na parte da manhã, em dias ensolarados.

Ao cair da noite, suas pétalas se fecham, e esse processo ocorrerá assim que forem colhidos. Por isso, o vinho deverá ser produzido imediatamente após a colheita. Suas flores são fáceis de escolher, e a quantidade necessária pode ser colhida em apenas 20 minutos. Normalmente, apenas as pétalas são utilizadas, embora não haja nenhuma razão aparente para não usar a flor inteira, apenas seu sabor ficará um pouco mais picante.

Segure cada flor pelo caule e corte as pétalas com uma tesoura em um balde de fermentação limpo, sem se preocupar caso alguns pedaços verdes também caiam de vez em quando. A receita em si é muito simples, e com ela você terá um vinho forte, saboroso e levemente doce.

Vinho de dente-de-leão passo-a-passo

Vinho de Dente-de-leão

Ingredientes:

  • Pétalas de dente-de-leão suficientes para encher um balde ou recipiente grande
  • 4,5 litros de água
  • 1,5 kg de açúcar
  • Raspas da casca e suco de 4 limões
  • 500g de uvas brancas, picadas ou esmagadas, ou 200ml de de suco concentrado de uva branca
  • 1 sachê de levedura de vinho branco (veja aqui onde comprar)
  • Nutriente de levedura

Como fazer:

Ferva a água e despeje sobre as pétalas. Cubra e deixe por alguns dias, mexendo de vez em quando. Despeje tudo em uma panela grande e adicione as raspa de limão. Leve à ebulição, e em seguida, coloque o açúcar até dissolver. Continue a ferver por cinco minutos.

Retire o fogo e adicione o suco de limão e as uvas esmagadas, ou o suco concentrado de uvas. Limpe o balde de fermentação completamente usando uma pastilha de metabissulfito de potássio (você pode encontrar em lojas especializadas em insumos para vinhos), despeje a mistura e cubra até esfriar.

Adicione o fermento e o nutriente de levedura, e volte a cobrir. Deixe fermentar por três ou quatro dias, e em seguida, transfira para um galão, usando uma peneira esterilizada e um funil. Coloque um separador de bolhas, e deixe fermentar durante dois meses, despeje em um novo galão e deixe-o descansando, até clarear.

Aprenda também como fazer um delicioso macarrão de dente-de leão!

Campo de Dandelions
Jardim do Mundo
escrito por:Jardim do Mundo

Normal ou não, um clichê da sociedade contemporânea ou um casal unido por amor, afinidades e desafinidades, que transforma arte e ciências em pequenos projetos domésticos. Criar um jardim onde antes não se imaginava poder, provar de inúmeras receitas que são também oportunidades, utilizar e reutilizar ao máximo, aprender e aplicar princípios que projetam um estilo de vida mais simples e otimista, acreditando que podemos fazer algo de bom ou de belo enquanto fazemos algo para nós e não apenas para nós.

Deixe uma resposta

Junte-se a nós! Receba inspirações para uma vida mais leve no seu email.

Siga-nos