Jardim do Mundo
menu
Jardim do Mundo
SustentabilidadeViagem

Venha conferir a rota de ecoturismo na zona sul de São Paulo

ecoturismo

Poucas pessoas sabem, mas São Paulo é uma cidade com um enorme território rural.

A cidade se estende pelas APAs (Áreas de Proteção Ambiental) Bororé-Colônia e Capivari-Monos, sendo esta última fronteiriça com o Parque Estadual da Serra do Mar. Ao longo destas regiões, há inúmeros rios, cachoeiras, pontos de cultura, sítios de agroecologia e centros ecumênicos. Passando do CEU Parelheiros, você já se sente entrando em um portal e saindo do que conhecemos por São Paulo.

Nos últimos anos, o potencial de ecoturismo da área vem sendo explorado e divulgado, e algumas preciosidades são listadas abaixo:

Casa Ecoativa

casa ecotiva

Centro eco-cultural na margem da represa Billings, grudada à balsa. Criada como ocupação de casas abandonadas pela prefeitura ainda no século passado, ela abriga coletivos de cultura e agroecologia da região e oferece um espaço de vivências para crianças e adultos.

Localizada no Grajaú.

Confira mais sobre a Casa Ecoativa clicando aqui.

[É possível viver fora da rede?]

Cooperapas

cooperapas

Cooperapas Agricultura Orgânica de Parelheiros, que mobiliza um enorme contingente de agricultores da região e trabalha com as PANCs: Plantas Alimentícias Não Convencionais. Seus produtos estão presentes nas feiras e mercados de orgânicos do centro, e agora parte de suas integrantes está organizando um serviço de buffet que trabalha também com sobras.

Confira mais sobre o Cooperapas clicando aqui.

Meninos da Billings

meninos da billings

Projeto que une Esporte, Cultura e Educação. O projeto Remada na Quebrada constrói barcos e balsas com materiais reutilizados e ensina as crianças da região a navegarem pela represa. Eles também realizam passeios com roteiro ecoturístico e histórico para visitantes.

Conheça mais sobre o projeto Meninos da Billing aqui.

[10 truques para manter a saúde das plantas enquanto você sai de férias]

Aldeias indígenas guarani mbya

Mapa de aldeia indígena

A partir de Parelheiros também começa uma grande área indígena guarani mbya, com diversas aldeias (o mapa representa apenas seus focos principais). Depois de séculos de invasões e tentativas de aculturação, os guaranis ainda vivem no seu modo tradicional e falam sua língua nativa.

Confira mais sobre a Aldeia Indígena aqui.

Conheça mais sobre o Polo de Ecoturismo da Cidade de São Paulo.

Amanda Matta
escrito por:Amanda Matta

Filha de Ogum e Oxum, estudante de tudo que pode nos levar ao reenvolvimento: educação, política, meio ambiente, nutrição, cultura, espiritualidade. Paulistana de sangue mineiro e alma pernambucana, vive entre uma comunidade ribeirinha no Pará e uma tentativa de agrofloresta no interior de São Paulo.

Deixe uma resposta

Junte-se a nós! Receba inspirações para uma vida mais leve no seu email.

Siga-nos