Jardim do Mundo
menu
Jardim do Mundo
AlimentacãoSaúdeSustentabilidadeVida Natural

Veganismo ayurveda: uma alternativa possível (e fácil!)

a

Anos de propaganda da indústria na cabeça e muitos de nós estamos convencidos de que é necessário consumir alimentos de origem animal para se alimentar bem. No entanto, é mais do que possível – e um tanto quanto fácil! – ter uma alimentação vegana ultra saudável. Abaixo, você pode conferir dicas de como implementar a alimentação vegana – com bônus dicas sobre nutrição ayurveda.

Veganismo

É o movimento que defende o não uso de produtos de origem animal em nenhuma situação: alimentação, roupas, testes para indústria, etc. Vou me ater à alimentação aqui, na qual ele oferece inúmeras vantagens em saúde (o Dr Eric Slywitch, nutrólogo, – site, facebook– fala muito sobre o assunto, e elenca por exemplo a diminuição de infecções respiratórias e risco de enfarte), preservação do meio ambiente (para que um bife de 220g chegue ao seu prato, de acordo com a Segunda sem Carne, são emitidos 50kg de CO2 e gastos 792 litros e água) e respeito aos animais.

Alimentação Vegana

A nossa alimentação é composta basicamente por:
– carboidratos
– gorduras
– proteínas
– fibras
– vitaminas

Compõem o mundo vegano

– dos carboidratos: cereais (arroz, macarrão, tapioca, …) e raízes (batata, mandioca, inhame, …).
– das gorduras: óleos (azeite, coco, dendê, …)
– proteínas: leguminosas (feijão, ervilha, lentilha, grão de bico), cogumelos, castanhas (pará, caju, amêndoas, …) e sementes (principalmente a de abóbora)
– fibras: frutas e verduras
– vitaminas: principalmente frutas e legumes

Em um dia você pode comer

– café da manhã: um pão francês com pasta de amendoim, um cafézinho
– lanche da manhã: uma fruta e umas castanhas
– almoço: arroz, feijão, salada crua e vegetais cozidos
– lanche da tarde: frutas e sementes
– jantar: pão sírio, homus, babaganoush, tabule
que você terá ingerido (quase) tudo o que precisa.
A dosagem média de cada coisa, que deve se equilibrar ao longo do seu dia, é basicamente:

O que fica faltando na nutrição vegana?

A vitamina B12 é produzida basicamente só por bactérias que habitam animais. Desta forma, não é possível consumi-la através de uma alimentação vegana, e será necessário repô-la.
Choque de realidade: os animais da indústria da carne em geral tomam tantos antibióticos que é comum encontrar pessoas onívoras com deficiência de B12.
Choque de realidade 2: a suplementação de B12, às vezes, não é vegana, mas é possível (e não difícil) encontrar a vitamina sintética pela internet.
Boa notícia: além da suplementação em cápsulas, alguns produtos veganos  industrializados (leites vegetais, etc) contém suplementação de B12.

 5 aspectos da sabedoria indiana confirmados cientificamente

Dica de nutrição

Lembra que a mamãe falava para colocar 7 cores no prato? Ela estava certa. A vitamina presente em cada alimento está relacionada com sua cor. Então, para garantir sua saúde é importante colorir o prato.

Mas não vale comer a mesma coisa todo santo dia. Além de cansar, a sua alimentação vai se tornar escassa em algumas coisas. Por isso, é importante valorizar os produtos da estação. Se você não quiser pensar no assunto e puder, é só fazer sua feira em um local orgânico: assim, é praticamente garantido que os alimentos oferecidos são da estação e que você mudará o cardápio ao longo do ano.
Além de ingerir um pouquinho de tudo, é importante garantir que você consiga absorvê-los. Duas coisas simples de se fazer são:
– sempre tome vitamina C junto com sua fonte de ferro. Um prato de feijão ou verduras verde escuras, portanto, será lindamente acompanhado por um suco de limão ou laranja.
– sempre espere pelo menos meia hora depois das refeições mais ricas (em geral o almoço) para tomar seu cafézinho. Ele prejudica a absorção de nutrientes.

O que é a Ayurveda?

A medicina ayurveda é uma ciência milenar indiana.  A palavra Ayurveda é proveniente do sânscrito e possui duas partes: Veda que é traduzido como conhecimento, ciência ou sabedoria e Ayus que significa vida. Neste contexto Ayurveda é o conhecimento, a ciência ou sabedoria que propõe uma vida saudável em harmonia com as leis da natureza com o objetivo de alcançarmos a felicidade. Nesta filosofia indiana a saúde é um estado de completude.
O Ayurveda acredita que tudo no universo é composto pelos 5 Elementos ou Panchama-habhutas, inclusive nosso corpo físico, são eles: Espaço ou éter ( Akasha), Ar ( Vayu), Fogo ( Agni), Água ( Jala ou Ap) e Terra ( Prithvi). Estes 5 Elementos se expressam na nossa fisiologia através dos 3 Doshas ( humores): Espaço e Ar formam Vata, Fogo e Água geram Pitta e Água e Terra constroem Kapha. As qualidades dos 3 Doshas relacionam-se com as características destes Elementos. Vata ( Espaço e Ar) é seco, leve, sutil, móvel, claro e áspero, porém Pitta ( Fogo e Água) é quente, agudo, líquido, oleoso, azedo, picante e fluido, já Kapha ( Água e Terra) é pesado, lento, suave, claro, grosso, macio, oleoso, estável e viscoso.
Segundo o Susruta Samhita, a saúde é definida da seguinte forma: “Quando os Doshas (humores), Dhatus ( tecidos), Agni ( digestão e metabolismo) e a eliminação de Malas ( excreções) estão em sua função normal e isto está associado a clareza dos sentidos, mente e alma”. Nesta filosofia a pessoa pode não ter uma doença propriamente dita, mas também não estar saudável, pois a saúde depende de uma integração corpo-mente-espirito. “

Na alimentação

Além de todas as dicas acima, a ayurveda acrescenta mais algumas coisinhas. As três principais são:

– acompanhe suas refeições de alimentos digestivos. Chá de gengibre, por exemplo, é um ótimo aliado para todos os momentos. Colocar um pedaço de gengibre na sua garrafa d´água também resolve.
– nunca coma salgados juntos com doces. Se for comer sobremesa, espere meia hora. Essa dica também ajuda a não ser guloso e, em geral, a emagrecer.
– se alimente de acordo com o seu dosha.

Os Doshas

Já mencionados acima, os doshas são três arquétipos dentro dos quais todos nós nos encaixamos. Você pode descobrir o seu neste link. Eu sou Pitta Vata, por exemplo.
Uma das principais diferenças entre os doshas é a porcentagem de cada item de alimentação por dia.
Vata: preferir leguminosas pequenas como feijão azuki e lentilhas, evitar alimentos muito pesados e oleosos, comer digestivos picantes para aumentar o apetite (gengibre e chutneys).
Pitta: foco nos cereais integrais.
Kapha: foco nos cereais integrais e comer digestivos picantes para aumentar o apetite (gengibre e chutneys).

Atenção

Saúde é tudo. Informação deve ser de graça e promover o veganismo de maneira saudável é essencial. Aprender a nos alimentar bem e a adquirir vida de nossa comida é nos empoderar de nossa própria saúde. No entanto, é importante acompanhar os resultados de sua alimentação com um médico ou nutricionista.
Fonte: Ayurveda.org
Amanda Matta
escrito por:Amanda Matta

Filha de Ogum e Oxum, estudante de tudo que pode nos levar ao reenvolvimento: educação, política, meio ambiente, nutrição, cultura, espiritualidade. Paulistana de sangue mineiro e alma pernambucana, vive entre uma comunidade ribeirinha no Pará e uma tentativa de agrofloresta no interior de São Paulo.

Deixe uma resposta

Junte-se a nós! Receba inspirações para uma vida mais leve no seu email.

Siga-nos