Jardim do Mundo
menu
Jardim do Mundo
Horta OrgânicaPermaculturaSustentabilidade

Reconheça sintomas de carência nutricional em plantas

1

Cada planta exige uma quantidade especial de nutrientes. Se suas plantas apresentam sintomas agudos de que algo não vai bem, mais do que somente regar a planta, você pode identificar suas deficiências com a ajuda desse post. Reconhecendo qual é o problema exato, será mais fácil agir para garantir a saúde da sua horta.

Reconhecendo as deficiências 

Folhas afetadas dão pistas valiosas à primeira vista. Alguns nutrientes, tais como potássio ou magnésio, são muito móveis no interior da planta. Estes são transportados pelo floema para as partes mais jovens da planta, de modo que a falta pode ser observada, em particular, nas folhas mais velhas. Por outro lado, o fornecimento insuficiente de enxofre, manganês ou boro, são observado pela primeira vez em folhas mais jovens. Estes nutrientes permanecem praticamente imóveis na planta. As novas partes da planta são formadas sem eles, causando necrose ou clorose (falta de cor).

nutrientes

Nitrogênio (N): ele é responsável, principalmente, por ativar a fotossíntese e promover o crescimento das folhas. É o macronutriente em maior proporção em diversos adubos, como esterco, composto orgânico, bokashi, torta de nim e húmus de minhoca. De adubo para adubo a proporção é muito variável. O excesso deste na terra causa menor florescimento e frutificação, além de retardar o desenvolvimento das raízes e deixar a planta suscetível às pragas.

Fósforo (P): macronutriente importante para o processo de germinação e maturação de raízes, frutos e flores. Portanto, quando queremos que a planta frutifique ou floresça temos que dar mais atenção a ele. Um adubo que apresenta altas proporções de fósforo é a farinha de ossos, qual tem em torno de 28%. A deficiência deste nutriente no solo acarreta em uma planta com raízes pouco desenvolvidas, sem floração e frutificação.

Potássio (K): propicia que caules, folhas, flores e frutos fiquem mais firmes. Ele é mais importante ainda para as plantas bulbosas e tuberosas, como batata, cebola, alho, lírio, entre outras. A falta deste nutriente no solo acarreta em uma muda pouco desenvolvida. Ele está presente em diversos adubos, como no composto orgânico e nas cinzas de madeira.

Cálcio (Ca): oferece maior resistência à doenças, quais são dificilmente tratadas depois de desenvolvidas. Melhora o crescimento das raízes, propiciando o enraizamento mais profundo. Os solos brasileiros são tipicamente ácidos e ao incorporarmos cálcio minimizamos este problema. Por isto quando formos começar uma horta no chão é legal fazer uma calagem (correção do pH), incorporando cálcio. Podemos adicionar ao solo este nutriente através do calcário e gesso, porém uma forma muito legal e fácil é jogar ovos triturados no solo, assim como colocar as cascas durante o processo de compostagem.

Enxofre (S): este nutriente é naturalmente abundante em solos com grandes quantidades de matéria orgânica, como na conhecida serrapilheira das matas. Ele favorece a fotossíntese e a respiração. Melhora o odor e sabor de bulbos e raízes durante seu desenvolvimento, por isto quem escolher plantar alhos e cebolas deve se atentar a este nutriente.

Magnésio (Mg): muito importante para a formação da clorofila, além de promover a coloração e a formação de açúcares. A mistura sulfato de magnésio e calcário dolomítico dá origem ao magnésio.

Jardim do Mundo
escrito por:Jardim do Mundo
Normal ou não, um clichê da sociedade contemporânea ou um casal unido por amor, afinidades e desafinidades, que transforma arte e ciências em pequenos projetos domésticos. Criar um jardim onde antes não se imaginava poder, provar de inúmeras receitas que são também oportunidades, utilizar e reutilizar ao máximo, aprender e aplicar princípios que projetam um estilo de vida mais simples e otimista, acreditando que podemos fazer algo de bom ou de belo enquanto fazemos algo para nós e não apenas para nós.

Deixe uma resposta

Junte-se a nós! Receba inspirações para uma vida mais leve no seu email.

Siga-nos