SaúdeVida Natural

Quero Ser Zen! – 7 Passos para uma Vida mais Equilibrada

a

A palavra Zen tornou-se sinônimo de uma vida equilibrada, espiritualizada, leve e cheia de auto-realizações. E não é à toa, pois a origem da palavra vem de tradições muito antigas, do sânscrito dhyana, que significa um estado de extrema contemplação (ou estado meditativo).

Levar uma vida Zen em meio a tanta agitação (como vivemos hoje nas capitais) tem sido uma ótima opção para muitas pessoas, por se sentirem desequilibradas, agitadas e cada vez mais ansiosas. Mas será que é tão simples levar uma vida Zen? O que afinal é ser Zen?

No conceito Quero Evoluir e Pandora, ser Zen é levar uma vida equilibrada. De nada adianta querermos buscar apenas uma aparência mais serena, usar roupas mais leves e fazer práticas de exercícios Zen se não equilibrarmos todos os distúrbios que nossa vida pode ter, seja no âmbito pessoal, profissional, emocional ou espiritual.

Para ficar mais simples de entender e praticar, elegemos 7 passos que podem equilibrar sua vida e fazer com que realmente você seja uma pessoa mais Zen. Acompanhe e pratique!

01. Comece equilibrando o sono e a fome

Sim! São os fatores que mais podem ajudar para iniciar uma vida Zen. Se nos policiarmos para que nossa alimentação e nosso sono sejam mais equilibrados, eles podem ajudar a não termos nenhum tipo de distúrbio físico que nos cause nervosismo, ansiedade ou cansaço. Portanto, regulando nosso sono para dormirmos apenas o necessário (nem muito e nem pouco), todas as noites, e também colocarmos horários e limites para comer (não comer muitas besteiras e nem comer demais ou de menos), nossa vida já terá um ganho de qualidade imenso. Isso nos trará mais energia para lidar melhor com nossas atividades diárias e com certeza será uma ajuda para levarmos uma vida mais leve.

02. Modere seus prazeres

Temos a tendência de sempre curtir nossos prazeres ao extremo: quando vamos a uma festa, curtimos até o último instante e com todas as regalias que podemos; quando trabalhamos com algo que gostamos, trabalhamos por horas sem descanso. Moderar é sinônimo de disciplina, que inclusive é uma das bases do caminho da Yoga. Portanto, discipline-se para entender em que momento da sua vida você está exagerando nos prazeres, que também podem ser pequenos (com comidas ou bebidas, por exemplo) e mudá-los para fazer “apenas o suficiente”. Reflita também sobre aquilo que não está mais te trazendo prazer na vida, porque isso acontece, e troque a motivação para ter mais prazer nas coisas “chatas” ou “difíceis”. Isso te trará mais felicidade e estabilidade emocional.

03. Equilibre suas atividades

Atividades físicas ou atividades pessoais / profissionais também tem de ser equilibradas. Assim como pontuamos os “extremos” no passo anterior, nas atividades não somos diferentes: fazemos pouco quando podemos por preguiça e fazemos muito quando podemos para aproveitar o tempo. Fazer um roteiro de atividades e descansos é necessário, para que nem um e nem outro fique saturado e te sugue energias.

04. Melhore seu relacionamento interno e externo

Muitas pessoas também têm o costume de se autocriticar demais, se autocobrar demais ou apenas não ouvir o que sua intuição ou seus sentimentos estão querendo dizer, piorando cada vez mais seu relacionamento interno e só agindo em prol do externo. Pratique mais o autoperdão, a autoaceitação e a autogratidão. Agradecer, perdoar e aceitar nos livra de muitos sentimentos pesados e densos, que nos prendem a uma vida triste e rancorosa. Isso melhorará com certeza também os seus relacionamentos externos, pois ao se aceitar, os outros também passam a te aceitar. Experimente!

05. Se expresse de maneira mais positiva

Geralmente, no dia a dia, a reclamação é algo comum. Adoramos reclamar de pequenos problemas, de acontecimentos que estão fora de nossas expectativas, ou ainda falar mal de alguma coisa ou de alguém. O que não percebemos é que essas atitudes mais afetam as nossas energias do que ajudam. Estamos sempre criando padrões negativos em nossa mente e em nossa vida, que não vão levar a nada. Portanto, se expressar de maneira mais positiva, adotar mais hábitos de elogios e mudar pontos de vista negativos para positivos ajudam bastante a levarmos uma vida mais Zen. Além de trazer mais felicidade, pode mudar o dia de outra pessoa a seu lado e deixá-lo mais positivo também.

06. Leia bons livros

Ler livros de conhecimentos gerais e espiritualidade ajudam bastante a expandirmos a nossa compreensão sobre a vida e saber lidar melhor com os problemas que temos. Opte por colocar o hábito da leitura em seu dia a dia e pratique aquilo que fizer sentido para você, do que você está lendo. Pequenas práticas diárias, de ensinamentos espirituais ou evolutivos, vão fazer com que mudemos aos poucos a nossa vida para o positivo e o Zen. Uma boa dica são os livros da Editora Omnisciência. Muitos deles são de ensinamentos profundos passados de maneira simples e cotidiana, principalmente quando se trata de tradições milenares, como o Hinduísmo ou o Taoismo.

07. Pratique meditação

A meditação é uma reconexão do ser. Um simples estado de clareza e melhor percepção das coisas ao seu redor. Praticar meditação não é algo complexo ou que requer um conhecimento profundo. Portanto, pode ser praticada por um período curto, todos os dias. Se você tem dúvidas de como fazer esse processo, o Quero Evoluir em parceria com a Pandora – Evolução Consciente, faz práticas semanais, gratuitas e em grupo, para iniciantes em meditação conhecerem a prática e se aprofundarem para realizar sozinhos.

Veja também nossa agenda com palestras de espiritualidade gratuitas (clique aqui).

Ser Zen é uma prática diária. É um estilo de vida. Portanto, experimente as práticas que fizerem sentido para você e adote essa postura de paz e harmonia em sua vida.

Boas práticas e boas descobertas _/\_

Print Friendly
Quero Evoluir
escrito por:Quero Evoluir
O projeto Quero Evoluir vem para dar informações, dicas e artigos sobre Evolução Consciente, para que todos tenham a oportunidade de acesso a conteúdos práticos e profundos que ajudam no desenvolvimento pessoal, profissional, emocional ou espiritual. Projetado por Pandora – Evolução Consciente.

2 Comentários

  • “Zen” é mais uma palavra que teve seu significado deturpado pelos ocidentais. Zen é uma ramificação do budismo, uma tradição filosófica com diversas práticas e ensinamentos, não podemos reduzi-la como sinônimo de “ter uma vida relax”, não existe isso de “ser zen” ou “levar uma vida zen” e, se existe, é bem mais complexo do que o que foi exposto aqui.

    • Oi Rodrigo! Gratidão pela sua percepção e comentário. Concordamos com seu ponto de vista, já que sim, Zen é uma tradição milenar praticada pelo budismo. Entretanto, para o senso comum atual, foi traduzido em um estilo de vida: algo que as pessoas buscam para serem mais pacíficas, equilibradas e felizes. Para que isso não fique superficial, como é muitas vezes mostrado na mídia, preferimos aprofundar um pouco mais esse novo conceito moderno, trazendo práticas e ideais do conceito original, só que muito mais simplificadas, para que possam ser aplicadas em uma vida cotidiana comum e causem pequenas mudanças. Pequenas sementes plantadas positivamente podem gerar alguns frutos, e é nisso que acreditamos: na mudança natural, feita aos poucos, de maneira simples e cotidiana. Assim como ensinava o Buda, a moralidade é o caminho mais simples e importante para a vida espiritual, e podemos fazê-la acontecer na prática com pequenas mudanças. Ficamos felizes em saber que cada vez mais existem pessoas como você, que sabem o real conceito da palavra e buscam isso em suas vidas. Gratidão mais uma vez e até a próxima _/\_

Deixe uma resposta

Junte-se a nós! Receba inspirações para uma vida mais leve no seu email.

Siga-nos

%d blogueiros gostam disto: