Jardim do Mundo
menu
Jardim do Mundo
Viagem

Para acampar: os oito picos de camping mais legais do Rio de Janeiro

acampar

Engana-se quem pensa que essa lista é sobre acampar na mundialmente famosa Cidade Maravilhosa, cartão-postal do Brasil.

Muita gente não conhece os tesouros escondidos para acampar no pequeno Estado do Rio de Janeiro. São parques e florestas, povoados e pequenas cidades entre 100km e pouco mais de 300km. Esses lugares reservam aos visitantes experiências únicas, seja no litoral, seja na serra. E para os amantes do camping, há sempre artesanato, rodas de violão, conversas e boas vibrações.

Vamos à lista (vide as dicas da galera nos comentários, abaixo da matéria 😉:

1. Praia do Sono

acampar

O sugestivo nome faz alusão a paz e tranquilidade. Cercada por montanhas de mata virgem, o sol demora a aparecer de manhã e se põe cedo à tarde, proporcionando muitas horas de sono. Porém, para chegar neste pequeno paraíso, é preciso certo esforço: uma trilha de cerca de uma hora de caminhada. A Praia do Sono é uma joia encravada na Mata Atlântica. Está dentro da Área de Proteção Ambiental do Cairuçú, cerca de 25km de Paraty. Rústica ao extremo, não há comércio nem estrutura turística regular.

Apenas moradores nativos, os caiçaras, que oferecem alimentação e seus quintais para armar a barraca. Não há só o mar para curtir. No meio da praia há uma trilha que leva a piscinas naturais de água doce formadas por um córrego, onde também há uma cachoeira. No canto da praia, uma trilha de dificuldade extrema leva a duas outras praias, Antigos e Antiguinhos. Essas sim, completamente selvagens.

2. Trindade

acampar

Localizada na mesma região da Praia do Sono, também na APA do Cairuçú, a vila de Trindade é a solução para as pessoas que necessitam de um mínimo de estrutura que uma pequena cidade oferece, como, por exemplo, quem acampa com crianças. Trindade é um distrito de Paraty, distante 30km do centro, com fácil acesso inclusive por transporte público.

Trindade, assim como diversas outros povoamentos de moradores nativos no sul do estado, já passou e ainda passa por inúmeras disputas. São conflitos contra grandes empresas por posses de terra e especulação imobiliária voltada para empreendimentos de luxo. Mas os moradores permanecem unidas em defesa da cultura caiçara e preservação da naturezaacampar

A vila oferece diversas opções de praias: Brava, do Meio, dos Ranchos, entre outras. A Piscina Natural do Cachadaço é ponto obrigatório de mergulho para iniciantes. Para quem gosta de cachoeiras, a oferta também é variada. E há ainda a famosa “pedra de engole”! Se trata de um “buraco” entre as pedras pelo qual passa o curso d’água, onde o aventureiro mergulha para emergir do outro lado.

3. Ilha Grande

acampar

Durante muitas décadas, este paraíso permaneceu intocado. Até que, nos anos 1990, após a desativação e implosão do famigerado Presídio da Ilha Grande, suas diversas trilhas e praias foram desbravadas. A porta de entrada da Ilha Grande é a Vila do Abraão. Aí está localizado o principal cais de atracação das Barcas que fazem a travessia a partir das cidades de Mangaratiba e Angra do Reis, além das diversas embarcações que servem ao turismo. É no Abrão que pode ser encontrada a maioria dos campings da ilha. Assim como serviços básicos de comércio e infraestrutura. Também é possível encontrar campings nas praias de Palmas, Parnaioca e Aventureiro. Uma informação importante: visando a preservação do meio ambiente, é proibido acampar fora dos campings devidamente legalizados.

Para quem tem disposição, o maior feito dos aventureiros de plantão é dar a volta na ilha por suas diversas trilhas. Essa atividade que não leva menos de uma semana de intensas caminhadas. Nesse caso, nas vilas menores e pequenos povoados, é possível acampar no quintal dos moradores.

4. Maromba

acampar

Subindo a serra, ainda ao sul do estado, a vila de Maromba compõe, com sua vila “irmã” Maringá, uma microrregião repleta de Mata Atlântica no Parque Nacional do Itatiaia. As duas vilas são cortadas pelo rio Maromba, que divide os estados do Rio de Janeiro e Minas Gerais e três cidades: Itatiaia e Resende pelo lado fluminense, e Bocaina de Minas, pelo mineiro. Enquanto Maringá possui uma infraestrutura turística mais sofisticada, com lojas, restaurantes e pousadas, Maromba é mais roots e é onde está localizada a maioria dos campings da região.

As cachoeiras são o principal atrativo de Maromba e a mais famosa delas, a do Escorrega, é obrigatória. À noite, na praça da vila, há bares, forró e reggae, artesanato e malucos de estrada para bater um papo.

5. Lumiar

acampar

Lumiar é um distrito da cidade de Nova Friburgo. É famosa por suas confecções de roupas íntimas, distante pouco mais de 150km do Rio. Ela tem um aspecto mais urbano, com comércio e serviços de cidade pequena, e pode ser considerada o centro de uma região que conta ainda com as vilas de São Pedro da Serra e Boa Esperança. O acesso é fácil por estrada pavimentada e transporte público. As principais atrações são as cachoeiras Indiana Jones e São José e os poços: Feio, Verde e Toca da Onça. Descendo pela estrada Serra-Mar, chega-se ao Encontro dos Rios, ponto de prática de rafting. À noite, os bares mais movimentados são os de São Pedro, 6km estrada acima.

Uma boa pedida para acampar é o camping do seu Artur. Ele é um morador local que abre as portas de seu quintal para os viajantes e está sempre disposto a um dedo de prosa. Trata-se também de uma figura singular, com extensa barba e cabelos brancos que não são cortados há muitos anos, e chegam quase a tocar o chão.

6. Sana

acampar

acampar

Diz a lenda que, lá pela década de 1970, quando os hippies descobriram o lugar, Raul Seixas se inspirou no nome Sana para batizar a sua “Sociedade Alternativa Nova Aeon (S.A.N.A.). Outra versão diz exatamente o contrário: que a vila foi batizada pelo próprio Raulzito, que teria criado a sociedade alternativa ali. O fato é que a ocupação da região remonta ao século XIX, quando foi colonizado por suíços, e o nome Sana é considerado uma corruptela de Sarine, nome do rio que corta a cidade de Fribourg, na Suíça.

O Sana é uma área de proteção ambiental e, por isso, há certas regras para visitar suas inúmeras cachoeiras e só é permitido acampar nos campings legalizados. Opções não faltam, tanto perto da praça principal quanto em ruas e estradas mais afastadas. Com a orientação de um guia, é possível visitar o pico Peito do Pombo, principal ponto turístico da região. A cultura do Sana também se destaca. Na praça, aos fins de semana, funciona uma feira de arte e artesanato com o melhor da produção local. E na área da música, vem de lá uma das bandas mais cultuadas no meio “roots”: Raiz do Sana.

[youtube http://www.youtube.com/watch?v=8bRzWbdExCc]

7. Aldeia Velha

acampar

acampar

Também conhecido como Quartéis, este pequeno povoado está localizado aos pés da Serra do Mar, é cercado por fazendas de gado e áreas de preservação ambiental da Mata Atlântica, sendo considerado o principal território de proteção dos ameaçados mico-leões-dourados. Possui infraestrutura bem rudimentar, com uma única rua com pequeno comércio. Mas justamente por essa rusticidade, a vila é procurada pelos amantes do camping. Pelas redondezas, é possível tomar banho de rio e, distante 4km do centro, fica a cachoeira das Andorinhas, bastante procurada para a prática de rapel e frequentada pelos corajosos que adoram pular das pedras em seu poço.

A mesma estrada que leva à cachoeira é muito procurada por praticantes de trekking (três horas de caminhada até o topo da serra), motocross e jipeiros. Subindo por ela, é possível chegar à Toca da Onça e ao Encontro dos Rios, na região de Lumiar. acampar

Todo ano, na Semana Santa, acontece o Aldeia Rock Festival, com muito rock clássico e novas bandas autorais.

8. Saquarema

acampar

acampar

acampar

De toda a nossa lista, Saquarema é de longe a maior e mais famosa cidade. Desbravada nos anos 1970, a cidade é mundialmente conhecida pela qualidade de suas ondas, tornando-a um paraíso para surfistas. Porém, apesar de ser uma cidade relativamente movimentada, ainda hoje não perdeu ares de cidade pequena, sendo frequentada por todas as tribos.

O pico do surfe é a praia de Itaúna, onde, de vez em quando, ocorrem competições de nível internacional. Mesmo nos dias de mar baixo, vale a pena ficar por ali até o sol se pôr. À noite a igreja da cidade, em cima de uma pedra à beira-mar, fica completamente iluminada, tornando-se um verdadeiro cartão-postal.

Um ilustre morador de Saquarema é o roqueiro Serguei, aquele mesmo que “pegou” a Janis Joplin, como ele gosta de anunciar, aludindo aos libertários anos 70. Estando na cidade, não deixe de visitá-lo e ouvir suas histórias.

E você, conhece algum desses lugares? Conte-nos sua experiência!

Caso você conheça ou seja um dos autores das fotos acima, por favor nos informe 🙂

Rodrigo Raro tem apoio da Ciclismo Urbano, uma loja especializada em acessórios de segurança, estilo e conforto para as pessoas que adotaram a bicicleta como estilo de vida. Clique aqui e conheça.

 

 

Raro
escrito por:Raro
Tem 34 anos, carioca do Cachambi, pai do pequeno Renzo e marido da Bu. Já brincou de ser e fazer muitas coisas, e aguarda novas experiências. Anda de bicicleta pelas ruas da Região Oceânica de Niterói. Sonha em viajar o mundo e mostrar ao filho que há coisas mais valiosas que “ser alguém na vida”.

69 Comentários

  • O litoral sul do Rio é demais. Ainda quero passar uns tempos por aquelas bandas.
    Fiquei quase um mês acampado em Trindade. Chorei no dia de vir embora. Lugar encantador (na baixa temporada). Conheci Ilha grande também. Outro lugar lindo. Essa proximidade do mar com a montanha é uma riqueza enorme.

    A história de vocês é inspiradora. Abraços.

  • Ótimas dicas! Já fui a Trindade, na Praia do meio, ranchos, cachadaço, Parati e a linda e envolvente Praia do Sono, que lugar incrível! E dei uma passadas nas praias Antigos e Antiguinhos… É tudo de bom! Recomendo.

    • Sou morador da região e o camping fica na beira da praia e muita gente mora em motor home estacionados lá apesar de ser na beira da praia e bom estar de carro por e meio longe ou usar o transporte público.

    • Existem dois camping na região e os 2 são do CCB um no meio da Barra e outra lá no pontal do recreio em frente a praia da Macumba!

  • Sana é sensacional.
    Fui no Carnaval (época considerada por muitos como ruim) para fugir do agito da metrópole e não me arrependi.
    Trilha inesquecível foi a do Peito do Pombo! Pouco mais de 05 horas de trilha (ida e volta) e pura superação física, mas a vista ao final é completamente paradisíaca!

  • Concordo com todas elas, faltou, na minha opinião:: Praia do Meio, Praia Funda, e Serra do Piloto em Mangaratiba. Para a Praia do sono tem também a opção de atravessar de barco, que dos próprios moradores caiçaras, colaborando também como forma de geração de renda aos moradores.

  • Graças a Deus já tive o prazer de conhecer quase todos, ainda falta ilha grande. São todos lugares incriveis, vale a pena conhecer todos. Vale a pena ressaltar que Na minha opnião para curtir um camping e cachieiras maravilhosas m, nao existe lugar nelhor que aldeia velha, camping do bambu, lugar incrivel, vale a pena!

  • Martim de Sá, Lugar + lindo do Mundo!!!
    Sono, Trindade, esses lugares são lindos, + já estão bem batidos!
    Lugares bem lindos em Paraty, bem afastados, Requer tempo..
    Martim de Sá, Pouso da Cajaíba, Praia Grande da Cajaíba, Ponta Negra(Fica 1:30 deps do Sono, bem lindo)..
    Vale apena conhecer todos esses.. melhor de todos Martim de Sá.

    • Parati mirim é lindo e pouco visitado tem camping com pouca estrutura bem simples de lá sai o passeio para o saco do Mamangua local onde tem a casa do filme Crepúsculo, e a trilha do morro do pão de açúcar.

  • Simplesmente ameiiii esse blog!!! mas tem um lugar que sempre vou quando estou no Brasil, chama-se MASSAMBABA ou FIGUEIRA é um lugar lindo e especial pra mim, que sempre fui rata de praia….vale a pena conferir essa praia linda!!! beijos
    Danyelle Rocha – Toronto – Canada

  • Pow achei que faltou Barra de Guaratiba. la tem tres picos irado!! praia do meio, praia do perigoso e praia do inferno! lugares lindos e bem frequentado!

  • Alugo um imóvel em Saquarema. Vou praticamente todos os finais de semana. Desconheço camping em Saquarema atualmente. Existem hostels e pousadas com bons preços, mas campings não existem mais.
    Com relação a campings no Rio de Janeiro para curtir a natureza, na minha opinião, as melhores viagens a serem feitas são Praia do Aventureiro na Ilha Grande. Martim de Sá em Parati, e Aldeia velha em Silva Jardim.

  • Não sei se vou dar este palpite porque sou frequentador assíduo, mas senti falta do Perigoso em Barra de Guaratiba nessa lista. Abçs

  • Nossa! O camping do Seu Arthur! Conversar com ele é uma viagem deliciosa! Lumiar é encantador, amo essa cidade. E o Sana dispensa elogios, paraíso!

  • Vivi minhas aventuras de adolescente em três desses lugares. Pra Maromba, acampei quando ainda não havia camping, e fui de carona de estrada pra lá. Em Lumiar, dormi no coreto da praça (esse mesmo, da foto) na primeira noite, e também de carona em carroceria de caminhão. Em Saquarema, minha primeira viagem de aventura, dormi ao relento todas as três primeiras noites que passei lá. Me apaixonei tanto, que hoje mantenho um apartamento na primeira quadra da rua da Igreja, tendo as Praias da Vila, a Prainha, a Lagoa, a “mini-praia atrás da Igreja (um trechinho mínimo de areia muito fina e muito branca ao lado da piscina natural) e atravessando a Lagoa, Itaúna, a poucos passos. Pena que o mundo se tornou a loucura que é hoje, quando eu não confio a minha vida a um mero fecho-eclair de barraca. Estamos perdendo muito…

  • Que bacana esse post! Por incrível que pareça, o único lugar da lista que ainda não conheço é saquarema. Parabéns pela fidelidade nas informações. Tenho um grupo de viagens. Pode nos seguir pelo Facebook ou instagram Vida no Matto, @vidanomatto! Um abração

  • Eu ja fui no Sana e só tenho a dizer que é simplesmente maravilhoso aquele lugar *-* agr planejo conhecer a cachoeira do maromba e da vila velha .

  • Ilha Grande é um lugar mágico e coisas mágicas acontecem lá, eu conheci meu companhero de vida e de caminhadas fazendo artesanato naquelas praias. Muita luz nas suas caminhadas, abrazos desde Argentina!

  • Tive o privilégio de conhecer amaioria destes locais e tenho certeza que dev
    eriam ser visitados por muitos brasileiros que viajam ao exterior para admirar belezas locais, enquanto temos aqui uma infinita variedade de locais onde a maioria é de beleza natural e poucos se divulga. Este Site está de parabéns por esta maravilha de publicação.

    • Oi Lorrany
      Seguindo pela estrada Mury-Lumiar, fica cerca de 1km antes de chegar ao centro de Lumiar, ao lado do Poço Feio. Ele vende artesanato em couro, então, tem umas placas. De qualquer forma, é só perguntar, todos lá o conhecem. Boa viagem!

  • Sou carioca e vou a Maromba pelo menos uma vez por ano desde 1999. Um pedacinho do céu. Ás vezes acampamos e outras alugamos casinhas que alguns moradores disponibilizam, em Maromba mesmo ou em Maringá. Recomendo almoçar no Moisés (praça da Maromba, quase ao lado da igreja) e não dá pra ir embora sem conferir as cachoeiras Santa Clara e Escorrega. À ilha Grande só fui uma vez, fiquei numa pousadinha barata e bacana. Belo blog, vou conferir todas as postagens, abraço!

    • pode me tirar umas dúvidas? Tem local para deixar o carro ? paga? E tem água potável para beber ? local para acampar é pago ou pode acampar onde quiser tipo tipo selvagem ? Poxa se puder me esclarecer essas dúvidas pretendo ir com meu filho de 9 anos para acampar e se divertir ! Alguém sabe a localização desse local para por no GPS ?

  • Com certeza faltou muito lugar bacana .. mas como morador do Rio e tb morador da serra de Visc. de Maua posso garantir que Maromba ta no top 10 tanto pra camping quanto pra hoteis e pousadas … infelizmente 1 fds nao da pra conhecer bem a regiao .. vale programar um feriadão e visitar nossa terra mais gelada (nessa epoca é comum a temperatura ficar proxima a 0°) … e pra quem curte, na subida da serra tem a melhor rampa de voo livre do estado do Rio !!

  • Sana, Lumiar e Aldeia velha tem uma vibe muito parecida p quem curte estar em meio a cachoeiras e lugares Rústicos podendo entrar nessa lista também Cachoeiras de Macacu e são pedro da serra
    Ambos são maravilhosos com altas cachoeiras e trilhas, agora a Ilha grande é sensacional também pq vc acha praia e cachoeira em perfeita Harmonia e altas Trilhas bem legais também 😀 Vale muito a pena conhecer Parnaioca e Aventureiro lembrando que .. la é bem roots mesmo, não havendo mercados farmácias pousadas e nem energia o dia todo, só um período a noite .. ( p quem procura isso o melhor é ficar por Abraão mesmo ) !! 😀

  • Já tive a oportunidade de conhecer a Praia do Sono, dei um role maneiro por lá.. depois da Praia dos Antigos e Antiguinhos, ainda tem a Praia dos Galetos, que é um estuário MARAVILHOSO, e a Praia de Ponta Negra, que é um vilarejo similar ao da Praia do Sono, mas bem menor. A trilha ate lá é hardcore, mas o esforço foi totalmente compensado pela paisagem e pelo araticum que encontrei chegando lá
    Os outros locais já estão na minha lista!!

  • Em agosto vou voltar no Brasil. Ja visitei Ilha Grande. É um lugar lindo demais. Em agosto vou fazer um tour do trekking e acampar com crianças. Muito obrigada por estas boas dicas :)! Todos os fotos são maravilhosos. Mas onde está essa praia no primeiro foto (o imagem da capa)?

  • Nossa, que maravilha! Só lembranças lindas desses lugares…Meu primeiro namoradinho no Rio, iamos pra Maromba se jogar das cachoeiras,meu Natal em Aldeia Velha deitada no mato,vendo estrelas, apaixonada, no céu mais lindo que já vi ! Sana, acampando com meu primeiro marido,comendo peixe do Amazonas e dançando forró na pracinha á noite!Lumiar num puta frio,bebendo e jogando conversa fora com um casal de amigos e o noivo,depois de um pneu de carro furado; Ilha Grande com uma super amiga de Manaus encontrada no Rio depois de 17 anos sem se ver,Paraty num carnaval no primeiro casamento! Saquarema duas semanas hospedada na casa de Serguei ,depois de abandonar o namorado kkkkk muitoooo lokoooo ,Nosssa, muitas aventuras e emoções… Tempos maravilhosos com pessoas incríveis que tive o prazer de viver!Ahhhh sem esquecer Trindade, o paraíso onde moraria até hoje , solteira feliz ,com meus dois filhos rsssss Obrigada pelo post, me fez voltar no tempo e nunca esquecer que felicidade existe mesmo em vários tempos de alguma forma,a gente é que não pode esquecer…

  • Camping Mãe Dagua Praia do Sono.
    Camping com duchas quentes cozinha coletiva de frente para o mar. Watssap 024 998167786.

  • Olá Raro, parabéns pela bela matéria! Eu moro em Guaratiba (próximo à Campo Grande RJ) e gostaria me iniciar uma aventura de campig com minha família. Tenho 2 filhos pequenos, que local vc me indicaria para acampar e que as crianças pudessem curtir? Obrigado!

    • Oi Maurício. Aldeia Velha é o local mais perto do Rio a viagem é bem tranquila, sem montanhas e estradas muito ruins. Num fim de semana normal é pouco movimentado e mais confortável para crianças. O rio que corta a cidade é bem tranquilo. Elas vão se divertir. Tem também a cachoeira das Andorinhas e a RPPN Bom Retiro, vale a visita! Vai lá e depois conta pra gente.

  • Estive na Praia do sono em fevereiro de 2015, realmente é uma praia linda e tranquila. Fiquei encantada com o mar, que parece uma piscina salgada… água geladinha e calma! Uma vibe muito positiva, uma tranquilidade e serenidade sem igual! A trilha é maravilhosa…bem estruturada, limpa… uma mata linda e fresquinha! Super recomendo a Praia do sono para quem quer descansar, e estar perto da natureza.

  • Gostaria de saber se essa primeira foto é na praia do sono também ? Á foto que tem uma cabana verde claro , azul e amarela ao lado de uns troncos.

  • Bem, adoro o Rio, Tanto montanhas quanto praias, para todo canto que se olha, o RIO DE JANEIRO CONTINUA LINDO!!! Dos locais citados conheco a maioria e já tive a oportunidade de acampar por lá também. A lista dos desconhecidos é pequena, são Praia do Sono e Lumiar. Em apenas uma questão de tempo pra eu colocar os pés lá. A região da costa verde é belíssima, já acampei em Paraty e tive a oportunidade de conhecer TRINDADE. Já acampei na ILHA GRANDE, que por sinal AMO de PAIXÃO. Falta conhecer a praia do Aventureiro.Em MAROMBA e Visconde de Mauá, já rodei quase tudo.Belas cachus e trilhas. Quem tiver oportunidade conheca a Pedra Selada, na serra do M, que fica nesta mesma região. Já em SANA,nooooossaaaaaaaaaaaaa,clima muito legal. Não deu tempo de ir até o Peito do Pombo, fiquei só nas cachus e no bar do Jamaica curtindo um reggae de primeira!!
    Em ALDEIA VELHA, fiquei na RPPN Bom Retiro, muito legal, clima zen. A região é cheia de lindas cachus, em uma trilha só podemos conhecer 7, se não me engano. Em SAQUAREMA não acampei mas tive a oportunidade de conhecer suas belas praias.

  • Conheço Sana e foi o melhor lugar que já conheci. Pra quem gosta de calmaria e aquele clima rústico e zen, o Sana é uma excelente opção. Se eu pudesse, moraria lá!

  • Conheço,Saquarema,Sana,AldeiaVelha,Lumiar e São pedro da Serra,todas tem seus encantos cada uma delas com uma simplicidade única porém extremamente prazerosas!!

  • To começando agora nessa vibe de camping e minha primeira experiência foi em Araçatiba, Ilha Grande. Muito bom o lugar, lindo de tudo e da banho em Abraão que já perdeu seu encanto pela grande volume de pessoas. Fica a dica então pra Araçatiba, o melhor camping do local é o bem natural. Ahh.. Desse camping VC tem acesso fácil a no minimo 4 praias lindas sem andar muito… Vale a pena!!!

  • Já fui no Sana e Aldeia Velha. Ficam perto da minha cidade (Macaé). Os dois locais são maravilhosos. Indico irem, não irão se arrepender.

  • Sana é simplesmente incrível. Já peguei eclipse, noite de lua cheia, forró no camping da ilha…
    Apesar disso tudo, só acampei da última vez que fui, em dezembro de 2015, por causa dos meus dois pequenos que estavam loucos pra acampar. Depois de velho, fazemos por eles, filhos, o que não fizemos quando jovens.
    Mudou minha visão sobre Sana, que já era incrível. Aconselho a todos! Camping beira rio. Como o nome já diz, fica na
    Beira do rio, maravilhoso. Estrutura legal, com banheiro limpo, cozinha rústica com direito a fogão a lenha, mais dois fogões a gás e o dono é super gente fina, Osmar.

  • Saquarema achei decepcionante. Já tem um nível de poluição alto nas águas da lagoa e o mar aberto é meio violento. A cidade tem uma economia muito atrasada, não moraria lá mesmo…
    O resto da lista já conheço, muito boa, mas recomendo camping em Aventureiro também.

Deixe uma resposta

Junte-se a nós! Receba inspirações para uma vida mais leve no seu email.

Siga-nos