Jardim do Mundo
menu
Jardim do Mundo
Viagem

O verão ibérico é azul e branco

DSC_1877 copy

Sempre que pensamos na Europa, nos vem a mente aquela ideia de friozinho, com dias nublados e chuvosos; o lugar que você vai tirar do guarda-roupas aquele casaco mais quente jamais usado aqui nos trópicos. Mas saiba que se você é daqueles que mesmo estando no velho continente, não dispensa um belo dia de sol em praias paradisíacas, o sul da península ibérica é o lugar para você passar os dias. E em tempos de alta especulação financeira, viajar para Portugal e Espanha pode ser tão agradável quanto conveniente.

Durante o mochilão que realizei pela Europa nos últimos 3 meses, tive a oportunidade de explorar a bela costa sul da península ibérica, que é composta por praias que se estendem permeadas por falésias e pequenos vilarejos. Durante o verão, a região recebe uma grande quantidade de turistas de toda Europa, que buscam ali um alívio para o rigoroso inverno cinzento do norte do continente.DSC_1881 copy

Mas para além do movimento turístico rotineiro, o sul da península ibérica também se tornou um refúgio para europeus que buscam um estilo de vida mais tranquilo e natural. Explorando as inúmeras vilas e zonas rurais da região, não é difícil encontrar comunidades alternativas, fazendas orgânicas e pousadas ecológicas, nas quais se pode trabalhar em troca de alimentação e estadia. Uma combinação perfeita que te permite conhecer a cultura local e explorar algumas das praias mais bonitas do continente.

Em Portugal, na região de Algarve, você irá encontrar as mais belas paisagens costeiras da região. Descendo pela costa sudoeste, uma série de vilas de pescadores imersas em um belo parque florestal, oferecem muitas oportunidades de voluntariado em clubes de surf, hostels ou restaurantes.

A cidade de Sagres carrega uma atmosfera histórica e dramática; até as grandes navegações do século XV, o Cabo de São Vincente era considerado o limite do mundo, por ser o ponto conhecido mais distante à oeste. O local inspirou as mais diversas fabulações à cerca de monstros e criaturas marinhas do Atlântico, que faziam parte do imaginário da sociedade da época.

Seguindo pela costa, na direção leste, você irá se deparar com as cidades de Lagos, Portimão e Faro. Todas essas recebem a maior quantidade de turistas e durante a alta estação ficam bem cheias e festeiras, o que não significa que não se pode encontrar lugares tranquilos para passar o dia. No meu caso, passei uma semana colaborando em uma comunidade alternativa em Monchique (vilarejo à 25km da costa) o que me deu a oportunidade de conhecer pessoas de toda a Europa e explorar toda a região.

Cruzando a fronteira para a Espanha, as paisagens continuam belas, mas logo se percebe a mudança cultural. A região da Andalusia possui uma história marcada pela diversidade de povos que já dominaram a região. Isso se reflete tanto na arquitetura das cidades quanto no costume dos povos, criando uma mistura entre a cultura europeia e árabe. Cidades como Sevilha e Granada, são uma experiência única para se explorar as origens históricas da região, ambas consideradas Patrimônio Cultural da Humanidade.

DSC_1872 copy

Explorar a costa sul em direção ao estreito de Gibraltar é uma experiência cativante. A região abriga a cidade de Cádiz, considerada por muitos a mais antiga cidade europeia, remetendo aos Fenícios (1.100 a.C).

Em seguida, uma série de pequenas vilas denominadas pueblos blancos, formam aglomerados de casas, todas pintadas de branco. Por conta do intenso calor do verão, que pode chegar a impressionantes 45º, essa cor é usada para refletir os raios solares, mantendo a temperatura interior amena. A cidade de Conil de La Frontera, é rodeado de maravilhosas praias como Cala del Aceite, El Palmar e Los Caños de Meca, esta último foi cenário da Batalha de Trafalgar durante a campanha napoleônica. Mais a leste, a praia de Bolonia oferece um ambiente tranquilo onde se pode aproveitar um belo por do sol no topo de altíssimas dunas e ao lado de ruínas arqueológicas romanas.O vilarejo é bem tranquilo e escondido, longe dos fluxos turísticos.

Por fim a cidade de Tarifa é uma boa ideia para aqueles que querem conhecer um pouco do continente africano. Com uma viagem de barco que dura apenas 40 minutos você cruza o estreito de Gibraltar e aporta em Tanger, no Marrocos. Uma boa oportunidade para conhecer um pouco das riquezas da cultura árabe local.

Viajar pelo sul da península ibérica é uma boa opção para aproveitar um verão azul, branco e quente, cheio de cultura e praias do outro lado do Atlântico.

Mateus Costa
escrito por:Mateus Costa
Sou um mineiro, com pai fluminense, que mora em São Paulo e que não pertence a lugar algum, ou a todos eles. Na busca de me definir, preferi ser do mundo, pois é dele que me vem toda a inspiração para viver. Nele encontrei a literatura, a arte, a filosofia e a ciência que me fizeram ultrapassar as limitações de espaço e tempo. Se me perguntam o que faço ou do que gosto, digo que sou um observador e que aprecio o silêncio que envolve toda a simplicidade do mundo. Recentemente me (re)apaixonei pela natureza, confesso que não consigo mais esquecê-la.

Deixe uma resposta

Junte-se a nós! Receba inspirações para uma vida mais leve no seu email.

Siga-nos