EntretenimentoSustentabilidadeViagem

A idéia indígena de trabalho reflete o principal valor nômade digital

a

Uma revolução de baixo

A internet está permitindo que as pessoas sejam elas mesmas e esbanjem autenticidade, e isso tem funcionado de forma grandiosa. Isso se liga diretamente à liberdade de trabalho. E vou mostrar neste post o que isso tem a ver com o resgate de uma ideia indígena.

Eu acredito que estamos nos encaminhando para uma revolução que está vindo de baixo. Ou seja, está vindo de pessoas simples como eu e como você. Essas pessoas estão ganhando cada vez mais visibilidade e influenciando outras pessoas a realizarem os mesmos feitos que elas. E o melhor de tudo, muitas delas estão sinceramente querendo o bem das outras pessoas e um mundo melhor!

Pessimistas de plantão

Para muitos pessimistas de plantão isso é uma ilusão, um otimismo sem fundamento. Isso porque os pessimistas de plantão acham que o mundo é manipulado pelos poderosos e malvados que só querem explorar os mais fracos e manter seu status de poder, enquanto a maioria sofre sem esperança.

Ok, concordo que não podemos negar que existem sim empresas e pessoas que estão mal intencionadas e que colocam o poder pessoal e o lucro em detrimento do bem para a humanidade. É claro que temos problemáticas seríssimas ligadas à uma insensibilidade humana e ambiental.

Brilho nos olhos: inspiração

Mas o que me faz brilhar os olhos e ver a esperança é o fenômeno dos nômades digitais. Eles estão fazendo um lindo trabalho nessa direção. Estão provando que é sim possível reverter esse quadro e valorizar pessoas com idéias mais humanas e conscientes no que diz respeito à Terra.

Me fascina por exemplo, ver um cara como o Jeff Walker (um dos maiores digital marketers do mundo) dizer que ele optou pelo trabalho online porque  ele queria ter mais tempo para curtir a natureza (neste vídeo). Ele antes de querer vender qualquer coisa, ele oferece um ótimo conteúdo que literalmente faz a diferença na vida das pessoas.

Também adoro ouvir os criadores do site Nômades Digitais falarem que a maior vantagem de ser um nômade digital é poder ter maior contato com a natureza.

A gente percebe que muitos nômades digitais estão compromissados com valores em relação ao trabalho que privilegiam o bem estar pessoal e contribuir com a melhoria do mundo, ao invés da insana busca por lucro e poder.

Autenticidade versus charlatanismo na internet

O maior ativo das pessoas que estão na internet fazendo acontecer são aqueles que respeitam sobretudo os valores humanos de cooperação, reciprocidade, camaradagem, bem comum.

A internet é um espaço livre, no qual as pessoas só vão atrás do que realmente as interessa. Quando encontram alguém que oferece conteúdo de valor e comprometimento com uma causa, eles apoiam com força.

Mesmo que existam charlatões, esses não sobrevivem por muito tempo, pois a “seleção natural” dos usuários que querem comprometimento e resultados, os fazem sair de cena. Os bem sucedidos são aqueles que realmente fazem a diferença.

Esses são nada mais, nada menos do que os nômades digitais!

Valor fundamental: a liberdade

O que os nômades digitais mais querem é a liberdade. É poder escolher com o que, com quem, quando e como trabalhar. Eles querem trabalhar com o que lhes dá prazer e satisfação em todos os sentidos. Eles querem manter o brilho nos olhos.

E estão demonstrando que é possível ser bem sucedido fazendo o que se gosta e ainda tendo tempo para família, diversão, esportes, espiritualidade, etc..

É possível enriquecer cooperando e não competindo com os outros. É possível ser um grande profissional com um estilo de vida sustentável que respeita os seres humanos e a natureza. É possível ganhar dinheiro fazendo o bem para os outros. É possível trabalhar sem parecer que está trabalhando, porque se vende aquilo que mais se ama fazer. E a lista poderia continuar muito mais.

Eles estão comprometidos com a idéia de se colocar à serviço do mundo.

Saber que algo é possível é extremamente motivante

E de uma visão mais ampla, podemos dizer que os nômades digitais prezam por uma causa maior: mostrar para o mundo que tudo isso é possível. Mostrar que isso é um modo de vida que valoriza o que cada um tem de melhor.

E nada melhor do que a prova viva de que uma coisa é possível para motivar outras pessoas a perseguirem o mesmo caminho, sem se deixar desanimar pelos obstáculos que encontrarão.

Por isso o trabalho de sites como o Jardim do Mundo é de vital importância para que essa revolução ganhe cada vez mais força.

E o mais louco é pensar que, para a maioria das pessoas, trabalhar com o que se gosta, com quem se gosta, como e quando se gosta, é uma doce ilusão. Como se isso não devesse ser a coisa mais normal do mundo!!!

Olha como conseguimos reverter as coisas: o trabalho, que é onde normalmente passamos a maior parte de nosso tempo, é na maioria das vezes, visto como uma obrigação, como um peso. Isso ainda hoje é a normalidade! Mas isso sim que parece ser o maior absurdo!!!

Concepção de trabalho indígena

Eu gosto de fazer uma analogia do fenômeno nômades digitais com a forma com a qual muitas tribos indígenas concebem o trabalho (ou pelo menos o concebiam antes do descobrimento).

Como conta o antropólogo Pierre Clastres em “A Sociedade Contra o Estado”, enquanto nas sociedades modernas o trabalho sempre foi considerado uma relação de comando-obediência, em muitas tribos indígenas essa concepção não existia.

Ou seja, para os índios era impensável alguém dizer o que o outro deveria fazer. Não havia a idéia de poder coercitivo. Por isso, quando os europeus chegaram no Brasil, essa foi uma das grandes razões do fracasso da tentativa de escravizar os índios. Eles preferiam a morte ao serem coagidos ao trabalho forçado.

Comprometidos em viver de verdade!

A correlação dos índios com os nômades digitais vem dessa subversão ao modelo de trabalho atual e à contínua busca pela liberdade. Quem realmente está comprometido com o valor da liberdade e da não-conformidade ao esquema vigente de trabalho, acaba realizando as coisas incríveis que temos testemunhado.

Eles querem viver de verdade!

A seguinte frase de Jared Diamond, um estudioso da cultura tribal da Nova Guiné, reflete o modo como as pessoas interessadas em viver de verdade se sentem, sejam elas indígenas ou nômades digitais:

“Estar na Nova Guiné é como ver o mundo em cores vibrantes, enquanto o resto do mundo é cinza” (Jared Diamond)

Nós também queremos ver o mundo em cores vibrantes!

Nomadismo e liberdade ao alcance de todos

O que os nômades digitais têm feito é exatamente incentivar a total liberdade para a criatividade empreenditorial de cada indivíduo. E com essa arma, eles estão criando uma nova revolução que está vindo de baixo: com a sua autenticidade, cada nômade digital mostra que é possível ter liberdade de tempo, dinheiro, local, modo de vestir, etc…

Ou seja, gota por gota já se formou uma poça… Já demonstram que isso é possível, e como! Isso encoraja outras pessoas a tomar a mesma direção, e a criar um verdadeiro oceano de liberdade.

A criatividade está mais em colocar o seu jeito pessoal de fazer algo que já é feito. Ou melhorar algo que já existe. Não é uma exclusividade para artistas ou gênios. É uma abertura mental que nos permite desabrochar a nossa inventividade! É ser capaz e ter a coragem de colocar a cara à tapa. De pôr na mesa a própria unicidade.

E você? O que acha dessa discussão?

Escreva suas idéias nos comentários! Adoro discutir com pessoas interessantes e interessadas nisso!

E se você acha que tá na hora de colocar em prática a sua autenticidade e alcançar maior liberdade na sua vida, deixo de presente um excelente exercício mental indicado para obter mais clareza e potencializar a criatividade.

É uma poderosa ferramenta para ganhar clareza de propósito, impulsionar a sua criatividade e se voltar para a vida que você deseja criar! Confira aqui.

Valeu!

Isa.

Isa Gama
escrito por:Isa Gama
Após me Doutorar em Sociologia, conheci e me encantei pela Ecopsicologia. Fiz um Master em Ecopsicologia na Itália, tornando-me uma Ecotuner: uma nova e cativante profissão que reconecta os indivíduos com a natureza interior e exterior, conduzindo à Magia da vida! Acredito que os seres humanos têm o dever e o prazer de amar e proteger a Terra. Meu lema atual é: se o tempo vai passar de qualquer maneira, vou dedica-lo à realização dos meus sonhos!

14 Comentários

  • Nossa que delícia Isa , inspirador !!!!! fiquei feliz , muito grata!!!!! Tudo isso me interessa tantoooo ! Bjs querida !!!!

  • Gostei muito do texto, tanto do conteúdo como da forma que foi escrita, assim não cansa 😀 E gostei muito dessa relação que você fez com os valores dos indígenas, eu gosto dessa ideia de natureza + trabalho porque não tem como dar errado hahaha. Ainda mais se você faz um trabalho sustentável. Você curte a natureza, faz o trabalho relaxado e ainda fica com a consciência limpa por que está fazendo sua parte e talvez inspirando outros a fazerem as suas… Não consigo expressar meu amor por isso através das palavras. Ah, e ainda tem aquela parte onde não somos extremistas, não precisamos viver no caos da cidade trabalhando, nem na paz da roça relaxando. Dá pra ter os dois <3 Ai, só amor mesmo. Gratidão também (por essa matéria e esse site). Beijo

    • Oi Mariana! Ai que bom que você curtiu! Valeu! Esse site é mérito de Lara e Emi. Eles criaram um espaço bem legal e que ganhou força graças à muitas pessoas como você que compartilham essas idéias e prezam pela sustentabilidade! Sem dúvida a consciência e o amor, são elementos fundamentais para quem se dedica à trabalhos mais conectados com o que mundo tá precisando hoje: mais amor e consciência por si e pelo mundo. E a inspiração é o grande combustível que move as pessoas à trabalharem para esse ideal maior de auto-realização e ao mesmo tempo fazer algo de útil e em sintonia com a Terra!
      Um grande abraço e gratidão!
      Isa

  • Muito inspirador. É a minha imagem de trabalho ideal. Está se tornando cada vez mais difícil para mim o trabalho formal. Infelizmente ainda não consegui despertar a criatividade interior, mas estou tentando despertá -la

    • Olá Sandoval!
      Que legal que vc curtiu!!! O despertar vc já fez, pois vc nota que essa criatividade está em você! E ela é única e autêntica, pois só você é vc!!!
      Dê tempo ao tempo e vá explorando as suas habilidades, preferências, hobbies, de modo a ir desenvolvendo a sua criatividade de maneira prazeirosa.
      Isso não precisa ser uma obrigação, mas um comprometimento consigo mesmo de que você ESCOLHE você mesmo para oferecer ao mundo o que você tem de melhor. É isso que a vida vida quer de você (e nós também!).
      Bjo!
      Isa.

  • Engraçado quando como ficamos em alguma coisa, outras relacionadas aparecem como que por “mágica” no nosso caminho. Achei esse teu post por acaso, procurando sobre outra coisa. Vamos trocar mais idéias sobre esse assunto? 🙂

    • Olá Marcelo! Que legal vc ter encontrado meu post por acaso! É um tema que tenho muito interesse, pois relaciona a cultura tribal com a cultura moderna, as nossas sabedorias ancestrais e sábias com o que hoje temos de mais inovador na era digital. Claro que vou adorar poder conversar mais sobre isso, até pq vi que vc é da área de produtividade, e tem muitas coisas relacionadas à esse tema. E pq tb sei que não é tão trivial encontrar pessoas para falar desses assuntos.
      Me escreve quando quiser: isa_gama@hotmail.com.
      Abraços e até mais!
      Isa

Deixe uma resposta

Junte-se a nós! Receba inspirações para uma vida mais leve no seu email.

Siga-nos