Horta OrgânicaPermaculturaSustentabilidade

Hortas urbanas e a transformação de Vancouver em uma cidade mais verde

Vancouver

A cidade de Vancouver, no Canadá, possui mais de 600 mil habitantes e há dez anos vem implementando políticas públicas para o desenvolvimento da agricultura urbana, que a está transformando em modelo de centro urbano sustentável. As estratégias alimentares adotadas pelo governo local fazem parte do projeto Greenest City 2020, que propõe uma completa transformação no modo de produção e consumo de alimentos na cidade até o fim da década.

As iniciativas envolvem ampliação na capacidade de produção do próprio alimento, criação de mercados locais que podem ser acessados rapidamente de bicicleta ou a pé, incentivos a programas e celebrações que envolvem a produção comunitária de alimentos. O resultado é uma cidade onde os jardins das casas são substituídos por hortas que fornecem um espaço de vivência entre a vizinhança, promovem o desenvolvimento do comércio e agricultura local, além de transformar o espaço de crescimento das crianças que desenvolvem uma relação de respeito e cuidado com a natureza, tornando-as cidadãos mais conscientes.

[Saiba também quais são os 5 hábitos que fazem de Berlin uma cidade mais sustentável] 

long-shot-from-east

A cidade possui mais de 40 hortas comunitárias desenvolvidas em terrenos públicos, e que são cultivadas pela população local. O modelo adotado por Vancouver parte da premissa de que se alimentar localmente, reduz a pegada ecológica, diminui os gastos com embalagens, além de promover uma maior satisfação para a saúde alimentar ao garantir acesso a hortaliças, legumes e frutas mais frescas, nutritivas e saborosas.

Green+space-Morning++section+4+tress+excellent
Horta Comunitária no bairro Kitsilano, Vancouver

 Vancouver tem experimentado um interessante modelo de interação entre o governo local e a população. A construção da cidade verde projetada para 2020 só está sendo atingida graças ao entendimento de trabalho em comunidade que a agricultura urbana exige. A população conta com programas de capacitação para expandir as práticas, como criação de abelhas no ambiente urbano de maneira segura, criação de galinhas no quintal das residências, armazenamento de água da chuva para utilizar nas hortas e uma série de instruções para que os espaços comunitários possam se desenvolver com harmonia. Atualmente a cidade tem se engajado na iniciativa de ampliar os espaços para a street food, ou foodtrucks que optam por uma gastronomia mais nutritiva, incrementando a diversidade gastronômica e cultural da cidade, além de incentivar o comércio orgânico local.

Abaixo o vídeo de apresentação da iniciativa na cidade de Vancouver.

Mateus Costa
escrito por:Mateus Costa
Sou um mineiro, com pai fluminense, que mora em São Paulo e que não pertence a lugar algum, ou a todos eles. Na busca de me definir, preferi ser do mundo, pois é dele que me vem toda a inspiração para viver. Nele encontrei a literatura, a arte, a filosofia e a ciência que me fizeram ultrapassar as limitações de espaço e tempo. Se me perguntam o que faço ou do que gosto, digo que sou um observador e que aprecio o silêncio que envolve toda a simplicidade do mundo. Recentemente me (re)apaixonei pela natureza, confesso que não consigo mais esquecê-la.

Deixe uma resposta

Junte-se a nós! Receba inspirações para uma vida mais leve no seu email.

Siga-nos