MaternidadeReflexõesSaúdeVida Natural

Efeitos na saúde das crianças por não brincarem na rua

crianças

Enquanto os presos dos presídios de segurança máxima nos EUA têm garantia de pelo menos duas horas de tempo ao ar livre por dia, metade das crianças em todo o mundo gastam menos de uma hora fora de casa.

Uma pesquisa com 12000 pais em 10 países descobriu que um terço das crianças (com idades entre 5 e 12 anos) gastam menos de 30 minutos diários fora de casa.

Prisioneiros em uma instalação de segurança máxima em Indiana chamavam o tempo ao ar livre de o “destaque” de seu dia. “Você pega todos os seus problemas e frustrações e simplesmente os deixa lá fora”, disse um prisioneiro. Outro disse que “mantém a mente em ordem”.

Quando perguntados sobre como se sentiriam com o tempo ao ar livre reduzido a uma hora por dia, os presos responderam que isso aumentaria a raiva e o ressentimento. Um detento disse que seria “tortura”. Um guarda prisional disse que seria “potencialmente desastroso”.

Os prisioneiros ficaram chocados ao saber que a maioria das crianças tem menos de uma hora de atividades ao ar livre por dia. Outro disse que se pudesse ter um desejo, seria levar o filho a um parque.

 

Leia mais: Porque nossas crianças precisam brincar na natureza

Outro estudo descobriu que uma em cada nove crianças “não colocou os pés em um parque, floresta, praia ou qualquer outro ambiente natural por pelo menos 12 meses”.

As crianças hoje gastam apenas metade do tempo que seus pais gastavam ao ar livre, estamos produzindo uma “geração insociável, inimaginável e inativa.” Apenas metade das crianças já construiu um castelo de areia na praia ou fez um piquenique no próprio quintal, e mais de um terço nunca brincou na lama. Além disso, cerca de metade das crianças optam pelo tempo sozinhas na frente da tela do que  brincar com outras crianças ao ar livre.

crianças

Além de “insociável, sem imaginação e inativa” – a falta de tempo ao ar livre de nossa cultura está produzindo crianças que estão física e mentalmente doentes:

“Nós somos fisicamente ativos quando passamos tempo ao ar livre, então temos menos probabilidade de nos tornar obesos. Quando a luz do sol atinge a nossa pele, formamos a vitamina D, que ajuda com uma série de problemas de saúde. Estudos científicos revisados por colegas mostraram que o tempo gasto fora reduz as taxas de doenças cardíacas, osteoporose, esclerose múltipla e algumas formas de câncer. Crianças com TDAH se concentram melhor quando não ficam tanto tempo dentro das suas casas. E a natureza traz um clima mais positivo, além de diminuir o estresse e a ansiedade ”.

 

Charlene Peruchi
escrito por:Charlene Peruchi
Uma sonhadora, que acredita num mundo melhor e nos seres humanos vivendo em harmonia com a Natureza. Amante da fotografia, do artesanato e de músicas incomuns, diz que não viveria por muito tempo sem a arte na sua vida. Vegetariana por amor ao próximo e praticante de Yoga por amor a si. Em resumo, é um ser complexo que gosta da vida simples.

Deixe uma resposta

Junte-se a nós! Receba inspirações para uma vida mais leve no seu email.