Sustentabilidade

Ecologia feminina

1

Menstruar é bonito, natural e pode também ser muito ecológico.

Enquanto nossos padrões de consumo estão esgotando cada vez mais os recursos naturais, poluindo o meio ambiente e afastando as pessoas de sua natureza, a necessidade de uma vida mais saudável e sustentável se faz presente, e é aqui que o coletor menstrual vem com tudo.

Fabricado em silicone medicinal flexível, se assemelha a um copinho. É reutilizável, lavável e dura  cerca de 10 anos se bem conservado. Fácil de ser colocado, é tão confortável que a mulher até esquece que o está usando. Sua higienização é feita de 8 a 12 horas. Basta retirá-lo, enxaguá-lo e coloca-lo novamente.

ecoabsorvente

Em contra ponto, estão os absorventes descartáveis, que são necessários serem comprados mensalmente, demoram até 500 anos para sofrerem o processo de decomposição, fora toda a matéria prima necessária para a sua fabricação e os componentes químicos utilizados, que muitas vezes são nocivos para a saúde da mulher. Sendo assim, o coletor menstrual aparece como um grande aliado para a mulher que deseja economizar, ser sustentável e também entrar mais em contato com  seus ciclos, pois o uso do copinho coloca a mulher em um contato mais profundo com seu corpo e seu sangue.

imagesOs coletores menstruais estão ficando cada vez mais fáceis de serem encontrados e hoje contamos com muitos fabricantes por todo o mundo. Alguns desses coletores possuem marcas de medição, o que ajuda a mulher a entender melhor sobre seu fluxo, permitindo relatar com precisão a sua perda de sangue menstrual para o ginecologista.

Entre os benefícios relatados pelas mulheres que fazem uso do coletor estão a regulação em seus ciclos menstruais, redução das dolorosas cólicas e diminuição do fluxo menstrual. O coletor também possibilita que a mulher se conecte com a Terra, pois o sangue menstrual é um poderoso fertilizante para as plantas. Com o coletor a mulher pode recolher seu sangue e então “devolve-lo” para a Terra. (O sangue para ser usado nas plantas deve ser diluído em água, usando a proporção de uma parte de sangue para nove de água.)

copinhos-tpm109

Para quem se interessou pelo assunto existem também os absorventes ecológicos ou ecoabsorventes. Coloridos e em algodão eles são os antigos “paninhos” que nossas avós usavam, mas que voltaram no  formato dos absorventes descartáveis. Para recolher o sangue desses absorventes basta deixá-los de molho em água por algum tempo, usar essa água para regar as plantas e depois lava-los com água e sabão de coco.

Para renovar a vida e trazer mais consciência precisamos nos abrir para novas possibilidades.

Print Friendly
Fabiola Peron
escrito por:Fabiola Peron
Cantora, tocadora de tambor de fogueiras xamanicas e cozinheira criativa de comidinhas vegetarianas. Brinca com aquarela e giz pastel. Coleciona livros infantis, dança para a lua, estuda os astros e os saberes femininos. Abraça as árvores, se enfeita com flores, entende dos remédios caseiros e ama viajar. É integrante da banda Victor e o Gramofone, companheira de jornada do músico Phill Prates e do cãopanheiro Chicó. Uma vida simples, sustentável e natural é a sua escolha!

1 Comentário

Deixe uma resposta

Junte-se a nós! Receba inspirações para uma vida mais leve no seu email.

Siga-nos

%d blogueiros gostam disto: