ReflexõesSaúdeVida Natural

Dar as mãos reduz a dor física

dar as mãos

Você já reparou que em situações de medo, dor ou ansiedade nós instintivamente procuramos a mão de alguém para agarrar?

Segundo um estudo, dar as mãos para alguém que você ama, ou simplesmente gosta, altera o padrão de ondas cerebrais e pode funcionar como um analgésico natural.

Esse fenômeno é chamado de “sincronização interpessoal”, e engloba não só ondas cerebrais, mas batimentos cardíacos e o ritmo da respiração. É quando o organismo de uma pessoa começa a espelhar fisiologicamente as características de quem está por perto. Isto, no entanto, não é exatamente uma novidade no meio científico. Porém um novo estudo revelou que o toque pode reduzir a sensação de dor física.

Leia mais: Luz do Sol pode ajudar a tratar problemas do coração

Os pesquisadores do Instituto de Ciência Cognitiva da Universidade do Colorado em Boulder, investigaram o que acontece no cérebro quando damos a mão a alguém. E ao final do experimento, feito com casais, os cientistas analisaram os dados do eletroencefalograma e o primeiro fato que perceberam é que quanto mais próximo o casal estava, mais similar era o padrão de ondas cerebrais detectado pelo exame, especialmente quando havia dor envolvida.

Essa sincronia atingia o ápice quando o casal estava de mãos dadas. Cruzando o  exame de eletroencefalograma com a percepção de dor, os pesquisadores perceberam que quanto mais similares as ondas cerebrais, menor era a dor relatada pelos participantes.  Sendo os menores níveis de dor relatados pelos casais que estavam de mãos dadas.

dar as mãos

Leia mais: Receitas para falta de energia física e mental

O toque pele a pele entre seres humanos é um dos grandes gatilhos para a produção de oxitocina, o famoso “hormônio do amor”. Uma das características da oxitocina é reduzir sentimentos de ansiedade e dor, pois diminui os níveis de hormônios de estresse como o cortisol.

Um dos exemplos comprovados por este estudo é o momento do parto. A sincronização interpessoal funciona na redução da dor, quando a mulher está de mãos dadas com alguém que goste no momento de dar a luz. Por isso muitos médicos, parteiras e doulas já mencionaram que as mulheres que estão sem a companhia de alguém próximo sentiram mais dor e dificuldades na hora do parto.

Este e outros estudos a cerca da sincronização entre todos os seres, só confirmam aquilo que todos, consciente ou inconscientemente já sabemos: que o amor não é uma figura de linguagem e sim algo real e que liga-nos a todos.

Vivian Ribeiro
escrito por:Vivian Ribeiro
Graduada em Comunicação Social, Publicitária “aposentada”, gaúcha e mãe cidadã do mundo. Sem medo do novo e de ir atrás do que sinto e acredito, enfrento a realidade de que para toda a escolha abriremos mão de algo… Morei em Portugal por oito anos e estou há cinco anos no Oriente Médio, Qatar. Acredito no amor transversal a todos os seres como solução e ajuda para uma vida melhor. E que o objetivo de nossas vidas possa ser resumido a uma frase de Fernando Pessoa, que diz mais ou menos assim: “Somos todos anjos de uma só asa. E somente abraçados podemos voar".

Deixe uma resposta

Junte-se a nós! Receba inspirações para uma vida mais leve no seu email.