Nosso DiárioSustentabilidade

Consumo Consciente e Moda Sustentável

1

Aquela ideia que moda ética ou sustentável é sinónimo de básico, sem estilo ou sem graça nenhuma está absolutamente ultrapassada. Hoje em dia já é possível – e necessário – consumir de forma consciente!

Poucos sabem, mas a moda é a segunda indústria no mundo que mais polui, estando atrás apenas da indústria do petróleo. Cada uma das etapas da produção de uma peça é altamente agressiva para o meio ambiente e os recursos naturais. Como se não fosse suficiente, com o consumo cada vez mais exagerado (especialmente com o advento do fast fashion), a roupa tornou-se hoje um bem supérfluo facilmente descartável, virando rapidamente lixo – com alto grau de poluição. Em poucas palavras, é fácil perceber como esta indústria precisa ser repensada de forma séria e cabe a nós, consumidores, agirmos de forma mais responsável através de um consumo consciente.

Muitos fatores são considerados para categorizar uma empresa como “eco” ou responsável. E muitas agem de forma variada mas com o mesmo fim. Desde focar num design atemporal e produzir localmente em menor escala, usar artesãos de cooperativas, utilizar material orgânico ou controlar o consumo dos recursos naturais. O importante é levar em consideração todo o ciclo de vida de uma peça com o fim de diminuir ao máximo o seu impacto sócio-ambiental.

Uma coisa é certa: a tendência do mercado é valorizar marcas menores, mais locais, com a capacidade de produzir de forma menos agressiva. Claro que ainda levará tempo para que elas consigam ganhar mais espaço e competir com as gigantes. Mas o caminho vem sendo traçado!

Infelizmente muito do que é divulgado nem sempre é, na prática, feito de forma rigorosa. Por isso, é bom tentar perceber melhor o que realmente cada uma destas marcas realmente faz. Os dados devem ser divulgados em relatórios com indicadores que mostram e provam o que elas alegam fazer. Estes relatórios devem estar online para o acesso livre dos consumidores.

Com tudo isto em mente – e com muita vontade de colaborar com o nosso planeta, sociedade e futuro, encontrei duas marcas incríveis com um trabalho  sério neste sentido. Vale a pena conhecer cada uma (e começar a procurar outras) para abrir o leque de opções que nos levem cada vez mais para este ideal do consumo consciente. Mas sempre com muito estilo, claro…

Calças Thai

1

13882553_1051804864895536_5042747647411952306_n

A “Calcas Thai” construiu uma empresa consciente, desde o processo de produção até a definição do preço final. Trabalham com artesãos e costureiras independentes promovendo práticas de comércio justo e sustentabilidade

Através da leveza e das cores, as calças representam muito mais do que uma peça nova no seu guarda-roupa, trazem um novo conceito de estilo de vida, possibilitando todo o movimento que os nossos dias exigem, construindo uma jornada leve e responsável e trazendo um novo olhar à indústria da moda.

Nós experimentamos e aprovamos, além da surpresa de receber um pacote que veio diretamente da Tailândia, nos surpreendemos com a beleza das calças e a perfeição da costura.

Siga o Calças Thai no Facebook, no Instagram e entre no Site para escolher a calça que mais combina com você.

Abaixo o vídeo mostra o carinho na preparação das Calças Thai.

Da próxima vez que for às compras, lembre-se das dicas abaixo e pense em todas as questões sociais, ecológicas e econômicas na hora de adquirir uma peça. Afinal, chique é ser consciente!

1

– Não compre por impulso. Preste mais atenção na qualidade e na durabilidade das roupas antes de levá-las para casa.

– Invista em peças atemporais e que possam compor diversos looks diferentes. Estude seu guarda-roupa para saber o que pode render combinações e para não correr o risco de comprar o que não vai usar. Além disso, arrumando o armário conseguimos descobrir coisas bacanas que nem lembrávamos que existiam e também saber exatamente aquilo que está faltando.

– Não se desfaça das peças à toa. Através da customização, o que você não usa mais pode se transformar em uma peça personalizada, atualizada e cheia de estilo.

– Doe aquilo que você realmente não quer. Ou então crie um grupo de venda ou troca com as amigas. Garimpar em brechós ou bazares pode render peças incríveis e com preços mais em conta. E você ainda contribuiu para a reciclagem das roupas!

– Encontre seu estilo e analise o que realmente lhe cai bem. O autoconhecimento torna as compras muito mais fáceis, pois você já sabe o que favorece seu visual.

– Conheça melhor as marcas que consome. Procure saber como, por quem e onde as peças são confeccionadas e se a empresa utiliza meios ou matérias-primas sustentáveis.

– E, finalmente, antes de tudo, pare e pense: eu realmente preciso disso? Compre apenas o essencial. Seu bolso e o planeta agradecem!

Jardim do Mundo
escrito por:Jardim do Mundo

Normal ou não, um clichê da sociedade contemporânea ou um casal unido por amor, afinidades e desafinidades, que transforma arte e ciências em pequenos projetos domésticos. Criar um jardim onde antes não se imaginava poder, provar de inúmeras receitas que são também oportunidades, utilizar e reutilizar ao máximo, aprender e aplicar princípios que projetam um estilo de vida mais simples e otimista, acreditando que podemos fazer algo de bom ou de belo enquanto fazemos algo para nós e não apenas para nós.

Deixe uma resposta

Junte-se a nós! Receba inspirações para uma vida mais leve no seu email.

Siga-nos