EntretenimentoFilmes e Documentários

Conheça a agricultura que planta florestas (documentário)

3

A elaboração de um modelo de produção alternativo ao paradigma agroquímico e à agricultura tradicional vem progressivamente ganhando força na sociedade – a Agroecologia é precisamente a forma de agricultura que tenta harmonizar as atividades humanas com os processos naturais de vida, existentes em cada lugar que atuamos.

Dentro da Agroecologia, emerge Ernst Götsch, agricultor e pesquisador suíço, que desenvolveu os seus primeiros estudos sobre sistemas complexos de plantio na Suíça e na Alemanha, na década de 1970 e, que do sucesso dos seus experimentos e da percepção sobre a organicidade e cooperação entre as espécies dos cultivos, desenvolveu os princípios do pensamento da Sintropia. Esta forma de pensamento defende que a criação da vida passa pela progressão de processos interdependentes, de simples para complexos e vice-versa; tal como na vida humana, em que desenvolvemos de embriões para um complexo conjunto de tecidos diferenciados, passando por sucessivos processos de catabolismo para gerar a energia e as condições para o desenvolvimento, na natureza toda a evolução respeita essa procura de condições para atingir um balanço energético positivo, favorecendo sempre o aumento da vida. Götsch usa as podas como combustível das transformações (catabolismo), colocando o metabolismo do sistema a funcionar no máximo da eficiência, num aumento constante de recursos, água e solo. Vida gera vida!

O suíço radicado no sul da Bahia, também  nos mostra que agroflorestas são agroecossistemas semelhantes aos sistemas naturais. Observando esta premissa ecossistêmica recupera solos degradados, sem insumos de fora, ao contrário da “revolução verde” e do modelo insustentável do agronegócio latifundiário e da monocultura.

A agrofloresta evita ciclos anti-ecológicos com desarmonia inoportuna. O Planeta Terra é um biocondensador, pois capta 1% da energia solar e armazena hidrocarbono, portanto as queimadas são suicídio. A agrofloresta produz madeira, que não é plantada com esta finalidade exclusivamente, pois é um subproduto.

“Todo o problema começou quando começamos a querer dominar a natureza ao invés de cooperar com ela.”
“Cada espécie tem sua função, com seus mecanismos fisiológicos para cooperar, criar mais abundância, vida e complexidade ao seu redor. Nossa principal função biológica é de espalhar sementes.”
“O universo inteiro é um instrumento de criação de recursos e tem como lei para promover isso a cooperação e o amor incondicional” Ernst Gotsch

agrofloresta
Autor: Marcio Armando

O pequeno documentário abaixo fala sobre o seu maravilhoso trabalho na “Fazenda Olhos d’Água”- Brasil, como conseguiu transformar 1200 hectares de área desértica num oásis de vida e abundância de alimentos, num equilíbrio perfeito entre agricultura de larga escala e eco-sistema.

Life in Syntropy from Agenda Gotsch on Vimeo.

Neste outro belíssimo registro ,”Neste Chão Tudo Dá – semeando conhecimento e colhendo resultados” é um vídeo informal realizado durante uma viagem pela Bahia sobre o trabalho e o pensamento do agricultor e pesquisador Ernst Gotsch. Além disso, ainda conhecemos a vida de agricultores que conseguiram aumentar a qualidade de vida de suas famílias através da prática agroflorestal.


A mensagem subliminar é que para conseguirmos esta transformação de paradigmas é preciso que haja em nós mesmos uma mudança fundamental, uma mudança na nossa compreensão da vida.

Ilustração: Patricia Yamamoto

 

Ana Santos
escrito por:Ana Santos
Chamo-me Ana Santos, de Portugal. Adoro explorar a natureza em todas as suas formas, sentir a liberdade e o poder de viajar, fotografar, ter acesso à imensidão da arte (música, cinema, dança...) e da simplicidade da amizade. O que me move? a felicidade de poder viver e partilhar estilos de vida saudáveis e sustentáveis. Perguntam-me ainda hoje o que quero ser? e eu sempre digo: ser? nada; quero fazer!

8 Comentários

Deixe uma resposta

Junte-se a nós! Receba inspirações para uma vida mais leve no seu email.

Siga-nos