ReflexõesVida Natural

Como se reconectar com a natureza através de uma trilha meditativa

g

Reconectar-se com o Mundo

O nosso país é abençoado no quesito natureza! Basta querer para se maravilhar com nossas belezas naturais. Para desfrutar ao máximo delas e de si, aproveite as dicas abaixo para se reconectar profundamente com a natureza através de uma(as) trilha meditativa

Somente o ato de ir na natureza já nos faz sentir melhor. Se ainda nos damos a intenção de nos conectarmos à ela de maneira forte, a experiência ganhará uma intensidade exponencial. E uma sensação incrível de sentir-se parte desta maravilha da vida!

[Se quiser saber seu grau de conexão com a natureza interior e exterior faça este teste]

Reconectando-se com a Própria Natureza

Esse tipo de caminhada meditativa também facilita a reconexão com a sua verdadeira natureza. Aquela que faz seus dias ficarem mais lindos, mágicos e com a sensação de estar vivendo de verdade. Clareia seus autênticos propósitos, te ajuda a tomar decisões mais alinhadas à sua essência e propicia uma percepção positiva da vida. 

E o melhor de tudo, além de ser um programa bem barato e de fazer bem ao corpo, é bem fácil!

Então vá fazer uma trilha no meio da natureza!

Faça o seguinte:

Instruções para uma reconexão com a natureza através de uma trilha meditativa

Nota: a trilha deve ter no mínimo 30 minutos. Leve relógio para marcar o tempo.

  1. Mentalize a sua Intenção

Na entrada da trilha, pare e coloque para si mesmo a intenção de se conectar forte com a natureza. Por-se uma intenção é um passo indispensável para que aquilo que desejamos se torne realidade.

  1. Peça Permissão e Proteção à Natureza 

Em sinal de respeito ao ambiente que será visitado, peça permissão para entrar, como se estivesse entrando na casa de um amigo querido. Peça também proteção, garantindo que não há intenções ruins.

  1. Foque nas Sensações Corpóreas (tato)

Nos primeiros 5 minutos de trilha, foque a sua atenção nas suas sensações corpóreas e táteis: respiro, pulsação, sensações nos músculos que estão sendo usados, temperatura, vento etc. Tudo aquilo que você consegue apreender com o seu corpo e com o sentido do tato. Afaste gentilmente os pensamentos que chegam, dizendo à eles que depois terá tempo para retomá-los.

  1. Foque no Sentido da Audição

Os 5 minutos seguintes, foque toda a sua atenção na audição: note tudo o que ouve, desde seus próprios sons, até os sons que vêm de fora. Se aparecerem pensamentos, volte a prestar atenção nos sons e deixe-os ir;

  1. Foque no Sentido do Olfato

Os próximos 5 minutos, dedique ao olfato: concentre-se nos cheiros que vão aparecendo. Pare para sentir o cheiro de uma flor, do musgo de uma árvore, de uma folha, ou qualquer coisa que te chame a atenção. Pode também abrir a imaginação para cheiros como o do sol, da brisa, do mar, etc.

  1. Foque no Sentido da Visão

Os próximos 5 minutos foque na visão. Este é o sentido mais usado normalmente, por isso o deixamos por último. Observe atentamente os detalhes das coisas, as nuances, os degradês, os diferentes tons de cor, diferentes folhas, árvores, animais, etc.

  1. Conecte-se profundamente, focando em todos os sentidos

Os últimos 5 minutos serão usados para juntar todos os sentidos que foram aguçados até agora. A atenção será voltada a todas as sensações que aparecem. Se deixe levar pelas sensações que a natureza te apresenta. Imagine-se totalmente imerso nela, fazendo parte dessa energia vital que criou ela e você. Sinta essa sintonia, essa troca de sensações, de energia, esse tempo de qualidade vivido juntos. Perceba que a natureza e você estão fortemente conectados, que vocês são um só.

E você, já fez trilha desse jeito?

Me conta nos comentários abaixo, vou adorar saber!

Se você nunca provou isso, garanto que essa trilha será a mais intensa e extraordinária que você jamais fez!

A natureza ganhará intensidade e vivacidade. Tudo ficará mais vibrante. Ela te acolhe, fazendo você relembrar de fazer parte dela!

Ao se abrir para a natureza, ela também se abre para você, mostrando o que há de melhor. A intenção tem a grande força de criar um laço profundo e de qualidade com a nossa mãezona!

Então conecte-se e divirta-se!

Isa Gama,

fundadora do Desenvolvimento Natural

PS- PS – Se você quer entender melhor o quanto você está conectado com a natureza de dentro e de fora, faça agora o teste grátis (em poucos minutos): “Qual é o seu grau de conexão com a natureza interior e exterior?“!

Isa Gama
escrito por:Isa Gama
Após me Doutorar em Sociologia, conheci e me encantei pela Ecopsicologia. Fiz um Master em Ecopsicologia na Itália, tornando-me uma Ecotuner: uma nova e cativante profissão que reconecta os indivíduos com a natureza interior e exterior, conduzindo à Magia da vida! Acredito que os seres humanos têm o dever e o prazer de amar e proteger a Terra. Meu lema atual é: se o tempo vai passar de qualquer maneira, vou dedica-lo à realização dos meus sonhos!

4 Comentários

  • Este é o meu trabalho há 14 anos – levar pessoas para trilhas na natureza. Comecei com turistas no estilo normal de uma trilha – aventura, fauna, flora, história. Depois de uns notei que poderia trabalhar tb com pessoas locais – todos precisam do contato com a natureza. Hoje, além dos turistas, levo pessoas locais para curtir a natureza também. E, além disso, passeio a inserir a prática da meditação e do chikung como parte das nossas trilhas. Caminhar, na verdade, já é uma atividade meditativa. Ao menos, está é a melhor maneira de caminhar, de maneira meditativa. Mas também paramos em alguns lugares específicos, sentamos tranquilamente e confortavelmente, e meditamos. Uma experiência inesquecível.

    http://www.aventurazen.com.br/

    Atenciosamente,
    Augusto Nogueira
    condutor ambiental na Aventura Zen

    • Oi Augusto! Que lindo seu trabalho, dei uma olhada no site, achei demais mesmo!
      Com certeza o contato com a natureza e a própria caminhada facilitam entrar no estado meditativo. E ajudam a esvaziar a mente e somente ser.
      Parabéns pelo que você faz, mesmo as pessoas locais às vezes moram em lugares lindos, mas não entram em contato mais profundo com o local. Por isso esse tipo de trilha meditativa abre par uma vivência como vc mesmo disse, inesquecível!
      Valeu!
      Bjo
      Isa

  • Eu já fiz vários vezes atrilha meditativa e não perco a oportunidade sempre que tenho a chance de passear por um local de mata.
    Tudo o que escreveu é pertinente. Parabéns pelo artigo.

    Também já fiz o mesmo trabalho de despertar os sentidos dentro de uma sala de aula e nela estava incluso os próprios participantes. Tudo com respeito, amor impessoal e consciência.

    Há muitas formas de se preparar.

    • Oi Creide! Obrigada pelo seu comentário!

      Que legal saber que você sempre pratica trilha meditativa. Eu tb adoro escolher os lugares por onde passo, nem que isso tenha que aumentar o percurso, vou sempre em busca de lugares com mais verde.

      Despertar os sentidos é importante para ter uma vivência de maior qualidade! Quanto mais treinamos, mais estamos preparados para sentir com facilidade tudo à nossa volta, e apreciar as coisas com grande refinamento.
      Parabéns pelo seu trabalho em sala de aula! Fantástico!

      Um abraço e até mais!

      Isa.

Deixe uma resposta

Junte-se a nós! Receba inspirações para uma vida mais leve no seu email.

Siga-nos