Construção NaturalSustentabilidade

Casas ecológicas construídas à mão

1

Viver em harmonia com a natureza é o sonho de muitas pessoas ao redor do mundo. Ouvir o cantar dos pássaros pela manhã, respirar ar fresco e observar as estrelas à noite é em uma rotina que muitos gostariam de adotar.

Para sermos coerentes com este projeto, as construções também devem ser ecológicas e amigáveis a essa paisagem que tanto nos atrai. É neste contexto que a nova edificação deste bairro se converte em uma boa notícia: Esta forma de construir é viável economicamente e igualmente resistente.

Qual é a chave para isso: o bambu.

O bambu é uma planta que se caracteriza por sua resistência, durabilidade e por ser um recurso renovável que, à diferença de outros, brota de maneira natural em quase qualquer solo e clima, sem necessitar de sementes para sua reprodução. Além do mais, ele tem a capacidade de absorver dióxido de carbono, absorver a umidade e tirar os odores do ambiente.

Aprenda a construir um hotel para insetos

Tendo em conta estas características, o estúdio colombiano Zuarq Arquitectos utilizou este material para construir um bairro  “Dinastia do Sol”, em Carmen de Apicla, a um pouco mais de 100 quilômetros de Bogotá.

“Buscamos um projeto de habitação que tivesse em conta princípios bioclimáticos e combiná-los com múltiplas atividades recreativas para afetar o mínimo possível o meio ambiente. Se aproveitaram os recursos da região e foram utilizadas tecnologias econômicas e resistentes”, explica a arquiteta Carolina Zulaga, responsável pelo projeto.

O complexo tem 96 lotes para habitações, dois lotes comerciais e uma zona comunal, com piscina em forma de cascata, salão de jogos e outras comodidades.

Que tal construir uma casa utilizando bambus?!

Para sua construção se teve em conta a orientação das fachadas das casas e as condições do sol e vento. Além do mais, se criaram grandes janelas, coberturas curvas e foram combinadas cores, formas e texturas. O restante foi utilizado para realizar detalhes decorativos, lâmpadas e outros acessórios.

Combinando ecologia, design e estética, este projeto demonstra que um material renovável pode adaptar-se perfeitamente a diversos projetos arquitetônicos. Além de seguir critérios mais amigáveis com o ambiente, este material traz um estilo rústico, fresco e integrado com a paisagem.

Trabalhamos com técnicas antigas mas conseguimos conceitos de projeto atuais”, indicam seus criadores, insistindo que tomar o exemplo das antigas técnicas não é um retrocesso, e sim a possibilidade de adotar ideias para cuidar do ambiente que temos, sem renunciar a seguir criando e desenvolvendo maneiras de viver em harmonia.

Traduzido e adaptado de La Bio Guia, e imagens de mesma fonte.

Carolina Dal Soglio
escrito por:Carolina Dal Soglio
Criada na Ilha de Santa Catarina, Carolina é arquiteta e urbanista. Desde pequena se interessa em preservar e estar em contato com a natureza. Para aliar seu amor por ecologia com a possibilidade de criar espaços mais sustentáveis, escolheu cursar arquitetura e encontrou no curso muito mais que esperava. Acredita que o arquiteto deve ser um facilitador no processo de concepção de um espaço, pensando de forma sistêmica e qualificando as relações das pessoas com o lugar. Co-criadora do grupo Adamá Biorquitetura, realiza trabalhos e pesquisa na área de arquitetura bioclimática e bioconstrução.

1 Comentário

Deixe uma resposta

Junte-se a nós! Receba inspirações para uma vida mais leve no seu email.

Siga-nos