Sustentabilidade

Campanha Mares Limpos da ONU Meio Ambiente visa combater a poluição por plástico nos oceanos

1

 

Em 2015 os chefes de Estado e de Governo e altos representantes, reunidos na sede das Nações Unidas, decidiram sobre os novos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável globais. Foram definidos  17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável e 169 metas que visam até 2030 acabar com a pobreza e a fome em todos os lugares; combater as desigualdades dentro e entre os países; construir sociedades pacíficas, justas e inclusivas; proteger os direitos humanos e promover a igualdade de gênero e o empoderamento das mulheres e meninas; e assegurar a proteção duradoura do planeta e seus recursos naturais.

Entre os objetivos definidos, o objetivo número 14 visa conservar e usar sustentavelmente os oceanos, os mares e os recursos marinhos para o desenvolvimento sustentável. Com o intuito de envolver os governos, o público em geral, a sociedade civil e o setor privado nesse objetivo, a ONU Meio Ambiente lançou a campanha Mares Limpos (Clean Seas). O objetivo da campanha é nos próximos cinco anos abordar a causa raiz do problema do lixo marinho.

O termo “Lixo Marinho” é definido como qualquer tipo de resíduo sólido produzido pelo homem, gerado em terra ou no mar, que, intencionalmente ou não, tenha sido introduzido no ambiente marinho. Aproximadamente 80% do lixo marinho é originado em terra. Estima-se que cerca de 75% de todo o lixo marinho seja constituído por plásticos, sendo o restante composto por outros materiais como vidro, papel, metal, entre outros.

Todos os anos, pelo menos 8 milhões de toneladas de plástico acabam indo parar nos oceanos como resultado do nosso consumo. Os resíduos vêm de embalagens, sacolas, canudos, copos e outros produtos. Os plásticos no ambiente marinho são uma preocupação crescente, devido a sua persistência e efeitos nocivos, que incluem problemas físicos (ingestão ou emaranhamento), lixiviação de substâncias químicas e o potencial dos mesmos em transferir produtos químicos para a vida selvagem e seres humanos. Com isso, as espécies marinhas e os ecossistemas são gravemente afetados, as economias costeiras são prejudicadas e o impacto na saúde humana pode ser dramático.

O objetivo da campanha Mares Limpos é conscientizar os cidadãos para que eles possam se envolver e ativamente minimizar o problema em suas próprias vidas. A plataforma criada possui informações em português sobre o assunto, basta selecionar a língua PT no canto superior da página. Ela também encoraja as pessoas a tomarem uma atitude, participando de ações que estão sendo feitas ou criando a sua própria ação e cadastrando no site. É possível divulgar qualquer ação usando as hashtags #MaresLimpos #CleanSeas. Através da plataforma, a ONU Meio Ambiente, em colaboração com a Think Beyond Plastic™, também convida estudantes universitários de todo o mundo a enviar ideias para o primeiro Desafio de Inovação sobre Lixo Plástico Marinho. O Desafio, que é o primeiro do tipo a ser lançado, busca soluções que possam ajudar a resolver o problema do lixo marinho global e está organizado nas seguintes categorias: Design e Engenharia; Comunicação; Previsão e Recuperação e Economia.

O prazo final para submissão de ideias é 06 de outubro de 2017. Os vencedores serão convidados para o 6a. Conferência Internacional sobre Lixo Marinho em San Diego, Califórnia, Estados Unidos, entre 12 e 16 de Março de 2018.

A ONU Meio Ambiente acredita que através dessa campanha seja possível conectar indivíduos, grupos da sociedade civil, indústrias e governos e pretende assim transformar hábitos, práticas, normas e políticas ao redor do mundo para reduzir drasticamente o lixo no mar e os danos que ele causa.

A representante da ONU Meio Ambiente no Brasil, Denise Hamú disse:

“Dentro do Brasil, a gente tem muitos ‘Brasis’. A gente quer uma campanha nacional, mas que tenha ares locais, para que as pessoas se conectem (à iniciativa). Aí vem o outro público da campanha, que são os cidadãos”.

Com a campanha Mares Limpos, a ONU quer levar brasileiros a se questionarem como é possível reduzir a poluição a partir de ações individuais, comunitárias e também políticas.

Existem algumas maneiras de você ajudar a minimizar esse problema, como por exemplo:

  • evite o uso de plásticos descartáveis (copos, sacolas, canudos);
  • embale e descarte corretamente os seus resíduos para que eles não se dispersem no trajeto até o aterro sanitário ou local de reciclagem;
  • quando estiver na praia, participe de ações de limpeza ou faça você mesmo a limpeza próximo do local onde estiver;
  • não compre cosméticos, como cremes dentais branqueadores e esfoliantes, que possuam microesferas de plástico dentro (polyethylene principalmente).
Natalie Andreoli
escrito por:Natalie Andreoli
Sou paulistana e desde 2009 decidi me mudar para a ilha da Magia (Florianópolis, SC), pois sentia falta do contato com a natureza. Sou neta de italianos e aprendi desde pequena a gostar de mexer na terra e cuidar das plantas, quando ajudava meu pai com a hortinha dele. Sou bióloga MSc., educadora ambiental e aromaterapeuta. Adoro aprender e compartilhar assuntos que proporcionem uma vida em melhor harmonia consigo mesmo, com os outros seres e com o planeta.

Deixe uma resposta

Junte-se a nós! Receba inspirações para uma vida mais leve no seu email.

Siga-nos