Jardim do Mundo
menu
Jardim do Mundo
SaúdeVida Natural

Aromaterapia e seu poder de mudar as emoções (parte II)

2

Como vimos aqui e aqui, a Aromaterapia pode atuar de diversas maneiras para te proporcionar bem-estar e equilíbrio físico e emocional. Os óleos essenciais têm um amplo espectro de atuação quando usados para fins psicoemocionais, sendo agrupados, para fins didáticos, em mental, emocional, estrutural, energético, catártico e bem-estar.

Os óleos essenciais considerados emocionais são aqueles que, como o próprio nome diz, interferem nas emoções da pessoa. Quem nunca passou por uma situação onde se sentiu triste? Ou com muito medo? Ou, ainda, com emoções tão intensas que sequer soube descrevê-las? Esse grupo de óleos essenciais vai agir no sentido de amenizar emoções que estejam prejudicando o seu bem-estar, dando-lhe acolhimento e tranquilidade para lidar com a raiz dessas emoções. Um ótimo exemplo de OE (óleo essencial) emocional é a bergamota (Citrus aurantium ssp bergamia), que proporciona alegria e confiança, facilitando no processo de lidar com frustrações.

O grupo de óleos estruturais agem no sentido de trazer centramento, base e lucidez àqueles que o utilizam. São ideais para pessoas muito aéreas, que atuam sempre no plano mental, mas com dificuldade em concretizar seus planos e colocar em prática ideias. Também atuam dando estabilidade em momentos de crises emocionais, situações desagradáveis (como perdas, finais de ciclos, mudanças). Dentre os OE estruturais, o vetiver (Vetiveria zizanioides) é um dos mais utilizados, apresentando como principal característica de atuação psicoemocional a habilidade de trazer o indivíduo para a realidade terrena, auxiliando na concretização de planos, dando clareza de pensamentos e objetivos, segurança e estrutura. É um OE que proporciona flexibilidade para se atingir objetivos.

Óleos essenciais energéticos são aqueles utilizados em caso de apatia, processos depressivos, desânimo e falta de interesse pela vida em geral. Eles proporcionam vitalidade e disposição, sempre com um ingrediente fundamental: a alegria. Dentre os óleos energéticos, o cravo (Syzygium aromaticum) atua em situações de melancolia profunda, resgatando o bom humor e a simpatia. É um excelente OE para quem dorme em excesso e ainda assim acorda cansado.

O grupo de óleos essenciais catárticos é o que exige maior cautela para ser usado com finalidade psicoemocional. Como o próprio nome diz, ele promove catarses de emoções e memórias profundamente enraizadas, podendo trazer ao consciente da pessoa situações dolorosas, traumas e crenças que necessitam ser ressignificados. Geralmente o uso desses óleos é feito com acompanhamento psicoterapêutico, para que se tenha ferramentas suficientes para lidar com os conteúdos acessados. A canela (Cinnamomum zeylanicum), segundo esta abordagem, é considerada um OE catártico, tendo como principal característica trabalhar a impulsividade e expressão da raiva contida. É um óleo que estimula ideias, traz movimento em situações estagnadas e trabalha a auto-rigidez.

Óleos essenciais de bem-estar são aqueles que proporcionam flexibilidade, desapego, leveza e tranquilidade. Funcionam como um bálsamo para enfrentar as dificuldades que surgem no caminho. Um exemplo de OE de bem-estar é o cardamomo (Elettaria cardamomum), que traz encantamento com a vida e prazer nas atividades do cotidiano. Em situações onde a atividade desempenhada torna-se penosa e cansativa, esse OE atua trazendo um novo olhar, com mais leveza e alegria.

A Aromaterapia está aí para te proporcionar o cuidado do corpo, mente e espírito de maneira natural. Desfrute!

Lembrando que o uso dos óleos essenciais requer muito cuidado. Alguns óleos essenciais são contraindicados para gestantes, crianças e pessoas com determinadas enfermidades. Para aproveitar com segurança todo o potencial dos óleos essenciais convém consultar um profissional especializado.

Referências:

Material didático preparado e fornecido por Andrea Darco, aromaterapeuta (2016).

Aromacologia, uma ciência de muitos cheiros – Sonia Corazza. São Paulo: Editora Senac São Paulo. 4ª edição, 2015.

Jho Hansen
escrito por:Jho Hansen
Uma consciência buscando o equilíbrio entre dois extremos: de um lado, bióloga e pesquisadora científica; do outro, uma curiosa das terapias bioenergéticas, alimentação consciente e ferramentas para expansão de consciência. Acredito que nossa realidade é resultado de tudo aquilo que colocamos para dentro, desde a comida que ingerimos até os pensamentos que alimentamos. Dedico minhas horas vagas ao estudo e prática de nutrição ayurvédica, reiki e outras terapias energéticas, numerologia e fitoterapia – e é com muito Amor que compartilho o que venho aprendendo de tudo isso!

Deixe uma resposta

Junte-se a nós! Receba inspirações para uma vida mais leve no seu email.

Siga-nos