Faça Você MesmoSustentabilidade

Alternativas para gerar menos lixo na hora de tomar um café

1

Você sabia que o café é a segunda bebida mais consumida no Brasil, perdendo apenas para a água? Esse foi o resultado de uma pesquisa realizada entre novembro de 2013 a outubro de 2014, patrocinada pela ABIC – Associação Brasileira da Indústria de Café , em parceria com o Consórcio Pesquisa Café, coordenada pela Embrapa Café. A ABIC estima que o consumo de café no Brasil em 2017 pode atingir em torno de 22 milhões de sacas de 60 kg. Pensando nesse enorme consumo e considerando que muitas vezes ele está associado ao uso de itens descartáveis, apresentamos algumas alternativas para gerar menos lixo na hora de tomar aquele cafezinho do dia a dia.

Café em casa – lixo zero

O consumo de café em casa é um dos lugares mais fáceis para reduzir a sua pegada global, pois é possível controlar os itens descartáveis utilizados, além de poder encaminhar os resíduos para compostagem, gerando, assim, lixo zero. A melhor alternativa é optar por uma cafeteira que não produza lixo.

Cafeteira italiana Moka (ou Bialetti)

Um exemplo é a cafeteira italiana Moka (ou Bialetti). Ela foi inventada em 1933 por Alfonso Bialetti e o nome foi dado em homenagem à cidade Moca no Iêmen, muito famosa pela qualidade de seu café. Esta cafeteira é feita de alumínio e seu formato mudou muito pouco ao longo dos anos. O vídeo abaixo mostra como fazer café nela:

[Sustentabilidade no dia adia: usando bucha vegetal para lavar louças]

Cafeteira francesa (French press)

Outro exemplo é a cafeteira francesa, também chamada de prensa francesa (French press). Essa cafeteira produz um café mais encorpado, pelo fato de não usar filtro de papel, mas sim uma tela fina de aço inox, que tem finalidade de separar o café moído da bebida final. Por isso, para essa cafeteira os grãos precisam ser mais grossos. O vídeo abaixo mostra seu funcionamento, que é mais lento e pode criar uma rotina mais desacelerada para suas manhãs.

Máquinas de café espresso com pó

Algumas máquinas de café expresso permitem usar o pó diretamente no cachimbo (peça usada para colocar pó). Dessa forma, é possível você utilizar a quantidade de pó de café que quiser, preparando uma bebida mais ou menos forte e usando a marca que preferir. O vídeo abaixo mostra um exemplo de máquina de café expresso que utiliza pó.

Se você já possui uma cafeteira que usa filtros descartáveis, você pode substituí-los por filtros reutilizáveis feitos por você e reduzir seus gastos. Esse post mostra um passo a passo de como fazer um filtro de café reutilizável.

Em todos os exemplos acima, depois de tomar o café, você pode esperar o pó esfriar, e separá-lo para a compostagem no seu minhocário. Ainda não tem um minhocário? O Jardim do Mundo já ensinou como fazer um: Saiba como construir um minhocário e fazer compostagem

Se você já possui uma cafeteira que utiliza cápsulas, existem algumas opções de modelos de cápsula de café reutilizável, mas que talvez não sejam tão fáceis de serem encontradas no Brasil. O vídeo abaixo mostra como funciona um desses modelos de cápsula reutilizável:

Além dessa opção de cápsulas reutilizáveis, para quem possui uma cafeteira que utiliza o sistema de cápsula, uma opção recém lançada pela marca brasileira, café Orfeu, é a cápsula biodegradável e compostável, que é compatível com as máquinas Nespresso®. Esta cápsula, quando destinada à compostagem, vai se degradar completamente e transformar-se em nutriente para a natureza. As cápsulas são feitas de um bioplástico de fontes renováveis e naturais. De acordo com a empresa, haverá biodegradação completa da cápsula em até 4 meses se destinada ao tratamento adequado de lixo orgânico.

Tomando seu café na rua

Um estudo feito no Reino Unido pela Science Alert, revelou que o número de copos descartáveis que foram jogados fora e que não foram reciclados foi de cerca de 2,5 bilhões por ano, ou seja, cerca de 5.000 copos descartados a cada minuto. Muitos consumidores assumem que os copinhos descartáveis de café podem ser reciclados, mas na verdade, não é tão simples assim. A maioria dos copos de café são revestidos com uma camada de polietileno (um tipo de plástico), que torna o copo impermeável, mas torna difícil a reciclagem dele, pois não pode ser facilmente separado. Existem poucas instalações de reciclagem que podem processar esse tipo de copo.

No caso dos copinhos de isopor, que é um tipo de plástico (o poliestireno), ele pode ser 100% reaproveitado, porém ainda não existem no Brasil muitos locais que façam essa reciclagem.

Então, pensando que o melhor resíduo é aquele que não é gerado, na hora de tomar um cafézinho na rua você pode pensar nas seguintes alternativas:

  • Solicitar ao atendente que coloque o seu café em uma xícara;
  • Solicitar uma colher para mexer o café ao invés de utilizar aqueles agitadores de plástico;
  • Levar a sua própria caneca na bolsa e solicitar que o café seja colocado nela. Alguns lugares ainda não estão preparados para essa opção, os atendentes podem te dizer que não é possível, mas com o tempo essa cultura pode ser mudada. Quanto mais pessoas solicitando, mais normal se torna esse hábito.
  • Se você toma café no trabalho ou quando você for à um evento, ou reunião, por exemplo, levar a sua própria caneca irá ajudar a produzir menos lixo.

Gostou das opções que listamos? Conhece alguma outra que não mencionamos? Se sim, compartilhe com a gente e ajude a tornar esse hábito de tomar café mais sustentável.

Natalie Andreoli
escrito por:Natalie Andreoli

Sou paulistana e desde 2009 decidi me mudar para a ilha da Magia (Florianópolis, SC), pois sentia falta do contato com a natureza. Sou neta de italianos e aprendi desde pequena a gostar de mexer na terra e cuidar das plantas, quando ajudava meu pai com a hortinha dele. Sou bióloga MSc., educadora ambiental e aromaterapeuta. Adoro aprender e compartilhar assuntos que proporcionem uma vida em melhor harmonia consigo mesmo, com os outros seres e com o planeta.

Deixe uma resposta

Junte-se a nós! Receba inspirações para uma vida mais leve no seu email.

Siga-nos