ReflexõesSaúdeVida Natural

7 terapias que auxiliam no tratamento da depressão

depressão

Como já foi abordado no texto 7 maneiras naturais de tratar a depressão e a ansiedade, o Brasil é um dos países com o maior número de pessoas diagnosticadas com depressão e ansiedade. Em 10 anos, de 2005 a 2015, o número de pessoas com depressão cresceu 18,4% e com ansiedade cresceu 14,9%.

Da perspectiva de uma pessoa que, por um lado, foi diagnosticada em 2017, mas já sente claros sinais da doença desde 2015, e, por outro, estuda sociologia, diversidade e Bem Viver, eu estimo que um dos fatores que levam à ascensão da doença é a desconexão com nós mesmos. A vida hoje exige de nós muita conectividade, mas nos afasta da verdadeira conexão com o que há de natural: nosso corpo, nosso alimento, nossa espiritualidade. Além disso, é praticamente impossível não se abalar com a enorme quantidade de informações e notícias ruins com a qual somos bombardeados todos os dias.

Dito isso, como diria Guimarães Rosa, o que a vida “quer da gente é coragem. O que Deus quer é ver a gente aprendendo a ser capaz de ficar alegre no meio da alegria, e ainda mais alegre no meio da tristeza!”. Compartilho abaixo algumas das terapias que conheci ao longo dos anos e que possibilitaram sair da crise.

1. Energética: Reiki

Reiki é um caminho de cura e autoconhecimento através do equilíbrio da energia dos chakras. Ele desperta em nós a Energia Universal, harmonizada com a nossa energia vital, gerando a Cura em todos os níveis: físico, emocional, mental e espiritual. Alivia dores físicas e emocionais, relaxa, diminui a ansiedade e a tensão, fortalece o sistema imunológico e fortalece a autoestima, o que nos deixa mais no controle da própria vida. Abre pontos de percepção sutil e fortalece a fé (espiritual mas não necessariamente religiosa).

Na prática, o reiki é um tratamento feito através da imposição das mãos (sem toque) nos principais chakras e centros de energia do corpo. Assim, eles são purificados, energizados e equilibrados, de maneira a nos causar inúmeros efeitos benéficos. Reequilibrando e reenergizando nosso corpo físico e energético, sentimentos um bem estar momentâneo (essencial para o processo de depressão) e abrimos portas para nos reconectar e encontrar.

reiki

Leia mais: Descubra como as seculares mandalas podem te ajudar na meditação e na conexão com a sua essência

2. Energética e psicológica: Barras de Acess

O que seu corpo pode ser que permitirá a você mudar tudo e qualquer coisa? Access é um conjunto de ferramentas e processos para facilitar a consciência e libertar dos vícios da polaridade/binariedade e do julgamento.

As barras são pontos em nossa cabeça que armazenam nossos pensamentos, ideias, crenças, considerações, emoções e atitudes. O tratamento consiste em “correr suas barras”, ou seja, resetar todas estas informações e libertar seu corpo para criar novas maneiras de sentir e ver a vida.

Além das barras, a Access oferece ferramentas verbais, mantras para serem ditos, repetidos e criados, que nos ajudam neste processo de resetar o que não mais nos serve e nos abrir para a reconexão.

3. Psicológica: Psicanálise

A psicanálise nos permite encontrar pensamentos e situações que nos geraram, no passado, e continuam a gerar, através da análise do inconsciente em ações, expressões e produções imaginárias (como sonhos). Conhecendo as mensagens de nosso inconsciente, podemos encontrar caminhos para o auto conhecimento e o equilíbrio.

Leia mais: Aromaterapia e seu poder de mudar as emoções

4. Física e energética: Meditação e Respiração

A depressão causa efeitos físicos em nosso corpo, desencadeando reações químicas negativas. O simples ato de respirar de maneira profunda e focada e de tentar meditar (sem a necessidade de se tornar um guru imediatamente) ajudam a cortar estas reações e sensações negativas.

Diariamente, várias vezes ao dia, você pode simplesmente respirar profundamente por 10 vezes, inspirando por 10 segundos e expirando também por 10, para colocar seu corpo em um estado de relaxamento e paz.

Para a meditação, acredito que a melhor dica é simplesmente estar ciente de que suas sensações, pensamentos, impressões, percepções, não são quem você é, apenas são algo que ocorre em você. Assim, o ato de meditar é tentar perceber em sua integralidade e equilíbrio, não se conectando com o que se passa.

meditação

5. Energética e psicológica: Thetahealing

Semelhante às terapias de Access, mas com um maior componente verbal, assemelhando-se na prática mais a uma sessão de psicoterapia, a Thetahealing também permite identificar e alterar crenças e padrões limitantes. Ela atua tanto na mudança do padrão energético, “resetando” o que nos impede de crescer, quanto no racional, através da reflexão e percepção de pensamentos e situações que nos bloquearam em algum momento e seguem bloqueando.

6. Química: Florais de Bach

Os florais são essências florais que agem na pessoa, tratando seus sentimentos e seu equilíbrio, e consequentemente a afastando de doenças como a depressão.

Florais de Bach

7. Emergencial e química: Remédios

Para quem está “no fundo do poço”, sem conseguir angariar forças ou razões para lutar pela vida, muitas vezes os tratamentos profundos, mas de médio e longo prazo, podem não bastar. Por isso, pode ser necessário o uso, prescrito e com acompanhamento médico, de remédios psiquiátricos.

Mas há uma analogia maravilhosa sobre a depressão: assim que o caranguejo fica grande demais para sua concha, ele sofre intensas dores para que seja forçado a dela sair, em busca de uma nova e maior. Se ele tomasse remédios para a dor, provavelmente restringiria seu crescimento e ficaria, medicalizado, em uma casa pequena demais, sem possibilidade de crescer.

A depressão é, em muitas visões, na verdade uma oportunidade de mudança que a vida lhe dá. É o momento de perceber quais casas estão muito pequenas e delas sair para sempre, no caminho do seu crescimento. E, medicalizados, podemos nos manter na pequenez.

O remédio é necessário quando já não temos forças para sair sozinhos da casca, mas só deve ser tomado por um breve período enquanto reaprendemos a ver o mundo. E é para esta (não tão) pequena revolução que as terapias acima colaboram.

O que há de comum entre estas terapias que auxiliam na depressão

Perceba que, com exceção dos remédios psiquiátricos, que ajudam a pessoa a sair de um momento de crise, todas as outras terapias atuam de alguma forma nas crenças e padrões que nos limitam. Ao longo da vida, ouvimos e desenvolvemos ideias que determinam como deveríamos ser, mas muitas vezes não nos encaixamos nestes padrões. Quando eles nos colocam em um lugar de estagnação, é como se ocorresse uma pequena morte de quem fomos: ou passamos a viver artificialmente (por exemplo, com o uso unicamente de remédios psiquiátricos ou outros), ou temos que aprender a sermos outros.

Amanda Matta
escrito por:Amanda Matta
Filha de Ogum e Oxum, estudante de tudo que pode nos levar ao reenvolvimento: educação, política, meio ambiente, nutrição, cultura, espiritualidade. Paulistana de sangue mineiro e alma pernambucana, vive entre uma comunidade ribeirinha no Pará e uma tentativa de agrofloresta no interior de São Paulo.

1 Comentário

Deixe uma resposta

Junte-se a nós! Receba inspirações para uma vida mais leve no seu email.