ReflexõesVida Natural

7 motivos para morar em uma cidadezinha do interior

1

Começo avisando que não vivi até agora em uma grande metrópole, longe disso. Morei a maior parte da minha vida na área “urbana” de uma cidadezinha de quatro mil habitantes, São Pedro de Alcântara. Minha casa possui um terreno grande, que não chega a ser uma chácara, mas consigo fazer minha horta, tenho árvores frutíferas e um certo espaço. Só que por ser uma cidade tão pequena e perto de um lugar maior e lindo como Florianópolis, acabei sempre estudando, trabalhando e convivendo muito nessa outra cidade. Então não considero que São Pedro seja interior.

Eis que há cerca de um mês eu vim para Santa Rosa de Lima, uma cidade ainda menor que São Pedro e bem mais longe dos centros urbanos. Aqui é a Capital da Agroecologia e um município essencialmente rural em que a maior atividade é a agricultura familiar. Vim fazer meu estágio de fim da graduação, trabalhar com plantas, óleos essenciais e pessoas do campo.

2

Nesse pouco tempo que estou aqui percebi muitas mudanças em mim e na forma como enxergo as coisas, e gostaria de compartilhar essas mudanças:

1) Sem dinheiro 

Vim para fazer meu estágio (que é obrigatório e sem remuneração) e estou hospedada em uma pequena pousada de uma família de agricultores ligados ao órgão que me contratou. Eles viram que o meu trabalho vai beneficiar a toda a comunidade e também sabem que vida de estudante não é fácil, então resolveram me acolher pela quantia de R$10 por dia, com todas as refeições inclusas. E eles dizem que esse valor realmente cobre as minhas despesas diárias. Fora esse dinheiro, até agora não gastei com NADA mais. Nada. Até parei de carregar dinheiro comigo. Só vou usar novamente quando for embora, comprar geleias e bolachinhas artesanais pra levar pra galera. ^_^

Estudos comprovam: Cultivar uma horta traz benefícios à saúde!

2) Relógio biológico mais ajustado do que nunca

 Aqui até tem internet, mas não funciona no quarto em que estou hospedada. Então depois das 22h não tem lá muito o que fazer e acabo indo dormir bem cedo. Também porque a rotina do campo é bem cansativa, e essa hora a gente já tá se entregando pra cama. Outra questão é que não tem nada de luz na rua, dá pra deixar a cortina aberta de noite que fica escurão, e pelas 6h quando o dia nasce a gente já acorda. Assim fácil. Antes do despertador. Durmo mais, mais cedo, com um sono melhor, no silêncio e escuro totais (que é muito mais saudável) e acordo cedinho e disposta pro dia.

3

3) Unhas grandes

 Sou uma pessoa ansiosa por natureza. Qualquer coisa me faz começar a roer os cantinhos e é difícil ver unhas crescidas nas minhas mãos. Eis que apareceu um sinal de que estou ficando mais tranquila nessa estada aqui, não roí mais. Estou com unhas grandes. Cheias de terra embaixo, mas grandes.

4) Sem televisão

 Bom, antes morava ou com meus pais ou com amigos, e sempre tinha alguém que gostava de ver o jornal e a novela. E sem querer a gente acaba absorvendo aquelas coisas, que dificilmente são boas. Aqui, nada de TV. Não há TV na cozinha/sala da família que me acolhe, nem no meu quarto e nem no trabalho, e são basicamente esses os lugares por onde eu transito. Um mês sem nem ouvir a música do Jornal Nacional. Ô, bênção.

5) Entrando nas calças

 Aqui estou fazendo as refeições em horários definidos e comendo comida “de verdade” (praticamente tudo orgânico e feito no local, slow food total feito pela necessidade da família de tirar o sustento da própria terra). Mesmo comendo mais do que o habitual percebo que emagreci. Metabolismo melhorou graças a vários fatores (dormir melhor, me movimentar mais, comer direito, etc) e sem fazer força tô ficando mais fininha!

6) Ainda falando sobre calças

 Aqui ninguém liga se a gente repetiu a roupa ou se está todos os dias com o mesmo par de tênis. As roupas só são lavadas quando estão mesmo sujas, e o tempo que demoro pra me arrumar pra sair de manhã caiu pela metade.

Harmonize seu jardim com uma espiral de ervas

7) Prazeres da vida

 E mesmo trabalhando mais de 10 horas por dia pra dar conta dos prazos da universidade, estou muito contente com essa rotina. Consigo me dar ao luxo, por exemplo, de contemplar o pôr do sol quase todos os dias, da janela do meu quarto, que fica em um morro com vista pra serra onde o sol se esconde. No caminho que percorro há, pelo menos, umas cinco espécies de frutas, que colho direto do pé e vou comendo pela estrada. Acordar escutando passarinhos, dormir escutando grilos. Colher todos os dias a salada e os vegetais que serão servidos no almoço. Tomar leite fresco das cabras que vêm me ver na janela. Tomar chimarrão e conversar sobre as amenidades do dia.

4

Já passei da fase do deslumbramento, sei que a realidade da vida no campo nem sempre é essa maravilha que estou vivendo. Mas também sei que em todo lugar há problemas e parece-me que no campo a gente tem mais garra pra lidar com eles, mais coragem para empreender no dia a dia, tempo para olhar ao redor, calma pra ver o tempo passar.

Essa minha estada aqui em Santa Rosa não é definitiva, logo volto pra minha rotina habitual. Mas está claro pra mim o estilo de vida que me realiza. Meu destino é ser neo-rural!

5

Jardim do Mundo
escrito por:Jardim do Mundo

Normal ou não, um clichê da sociedade contemporânea ou um casal unido por amor, afinidades e desafinidades, que transforma arte e ciências em pequenos projetos domésticos. Criar um jardim onde antes não se imaginava poder, provar de inúmeras receitas que são também oportunidades, utilizar e reutilizar ao máximo, aprender e aplicar princípios que projetam um estilo de vida mais simples e otimista, acreditando que podemos fazer algo de bom ou de belo enquanto fazemos algo para nós e não apenas para nós.

4 Comentários

  • Concordo com tudo. Pratico algumas coisas, mesmo morando em São Paulo: não vejo TV há anos!!!! Não fico plugada em celular. Roupas são utilidade e não um fetiche. Repito sempre que quero e não penso se alguém não achar adequado. Ganho roupas de amigas que se desfazem de peças que enjoaram. Não compro quase nunca. Mas isso de estar numa pequena comunidade é um diferencial e tanto!

Deixe uma resposta

Junte-se a nós! Receba inspirações para uma vida mais leve no seu email.

Siga-nos