EntretenimentoFilmes e DocumentáriosReflexões

4 documentários na Netflix para refletir sobre a sua vida

documentários

Quantas vezes assistimos um filme baseado em fatos reais ou um documentário que nos faz refletir sobra a nossa própria vida, que nos faz pensar o que podemos fazer de diferente para ter uma vida com mais propósito, com mais significado, uma vida mais simples e mais feliz. Pensando nisso listamos quatro documentários disponíveis na Netflix que irão te fazer refletir sobre sua vida e quem sabe fazer mudanças reais.

1. Quanto tempo o tempo tem

Este documentário brasileiro, dirigido por Adriana L. Dutra, entrevista diversos especialistas que explicam o conceito de tempo nas diferentes civilizações, e também comentam porque alguns de nós nunca têm tempo suficiente. A queixa de falta de tempo no mundo contemporâneo é uma constante, não só entre adultos, mas também entre adolescentes. Isso porque, atualmente as pessoas se sentem sobrecarregadas em dar conta de fazer todas as atividades obrigatórias do seu dia e, além disso, gerenciar e-mails, atender os amigos e familiares em todos os meios de comunicação, estar ciente do que acontece no mundo…   

O documentário fez uma pesquisa sobre o assunto e apresentou uma abordagem filosófica, entrevistando grandes convidados como o sociólogo italiano Domenico de Masi, autor do livro “O ócio criativo”, a monja Coen Sensei, os filósofos franceses Thierry Paquot e André Comte-Sponville, o cineasta Arnaldo Jabor, entre outras personalidades. O documentário estimula uma reflexão sobre a vida que levamos, como e de que forma gastamos nosso tempo, pois muitas vezes não paramos para pensar sobre isso, já que somos engolidos pela rotina do dia a dia.

Acesse o trailer do documentário abaixo.

Leia mais: Tenha calma, respeite o seu tempo

2. Minimalismo: um documentário sobre as coisas importantes

O documentário intitulado “Minimalism: A Documentary About the Important Things”, é estrelado por Joshua Fields Millburn e Ryan Nicodemus, autores e fundadores do site The Minimalists que já ajudaram mais de 20 milhões de pessoas a viver de forma significativa com menos através do seu website, livros, podcasts e documentários. 

O documentário apresenta vários estilos de vida focados no minimalismo, um movimento que se contrapõe ao consumismo, abordando a questão: “Menos é mais?”, e entrevistando pessoas que acreditam que os bens materiais não trazem felicidade. Ele mostra como vivem pessoas comuns que escolheram ser minimalistas e afirma que é um estilo de vida que pode ser vivido por qualquer pessoa, não apenas pessoas solteiras e sem filhos. Com o objetivo de te mostrar a falta de sentido do materialismo, este documentário te convida a encontrar satisfação na simplicidade.

Acesse o trailer do documentário abaixo. Para ativar legendas em português clique no símbolo da engrenagem (configurações) no lado direito do vídeo, selecione legendas/CC, clique em traduzir automaticamente e escolha “Português”. 

Leia mais: 3 maneiras de começar a ser minimalista de dentro para fora. 

3. Happy

Este documentário foi idealizado e dirigido por Roko Belic. Sua ideia foi levar os espectadores em uma jornada que passou por diversas culturas, percorrendo desde os pântanos da Louisiana nos Estados Unidos até favelas de Calcutá na Índia, indo em busca do que realmente faz as pessoas felizes. Ele levou em conta a história de cada indivíduo, discutindo o grande número de coisas que você pode fazer regularmente para se tornar mais feliz.

O documentário também entrevistou estudiosos e pesquisadores perguntando a respeito das causas genuínas da felicidade. Um dos estudos mostrou que a escala de felicidade varia de pessoa para pessoa e 50% é proveniente de fatores genéticos, 10% de fatores circunstanciais, como a nossa renda, nosso status social, onde vivemos, nossa idade e os outros 40% estão relacionados às atividades intencionais, ou seja, ações do cotidiano que nós escolhemos fazer e que nos deixa mais feliz.

O documentário foi filmado em diversos países (Dinamarca, Naníbia, Escócia, China, Quênia, Japão, Butão, Índia, Estados Unidos) e também passou pelo Brasil, em Itacaré, na Bahia, em que foi entrevistado um surfista que compartilhou sua ideia do que traz felicidade. 

Acesse o trailer do documentário abaixo. Para ativar legendas em português clique no símbolo da engrenagem (configurações) no lado direito do vídeo, selecione legendas/CC, clique em traduzir automaticamente e escolha “Português”. 

Leia mais: A verdade sobre a felicidade: onde encontrá-la?

4. InnSaei

Neste documentário, renomados pensadores e espiritualistas discutem o conceito islandês de “Innsaei”, que permite que os humanos se conectem através da empatia e da intuição. A palavra “Innsaei” possui diversos significados, como “ver o interior”, “mar de dentro”, ” ver de dentro para fora”.  Ao discutir os múltiplos significados do conceito antigo, o documentário nos estimula a conhecer a nós mesmos bem o suficiente para sermos capazes de nos colocarmos no lugar do outro.

O documentário entrevista diversos especialistas que expressam o seu ponto de vista de como nos desconectamos da nossa intuição e o que fazer para se reconectar. Por exemplo, Marti Spiegelman, um especialista em neurociência e consciência indígena, acredita que não estamos usando toda a nossa capacidade como seres humano e isso tem trazido consequências devastadoras para o planeta. Malidoma Patrice Somé, um sábio africano, mostra como a intuição nos une e como perdemos nosso senso de propósito e pertencimento sem ela. Marina Abramovic, artista da Sérvia, mostra um um experimento que ela fez em um museu, em que ficava sentada, simplesmente olhando nos olhos das pessoas, sem dizer nada, mas este ato gerava conexão e instigava as pessoas a abraçarem o desconhecido. Um experimento semelhante também tem sido realizado anualmente no Brasil, chamado Entre Olhares.

O documentário também mostra uma escola britânica que ensina seus alunos a praticarem meditação através de um método chamado MindUp, que ensina a como lidar melhor com o mundo atual, resolvendo conflitos do dia a dia a partir da prática da atenção plena. Este documentário estimula a reflexão com relação ao modo como pensamos e sentimos o mundo hoje em dia, é recomendado para quem busca evolução e desenvolvimento pessoal.

Acesse o trailer do documentário abaixo. Para ativar legendas em português clique no símbolo da engrenagem (configurações) no lado direito do vídeo, selecione legendas/CC, clique em traduzir automaticamente e escolha “Português”. 

Leia mais: O poder da intuição – Por que você deve assistir esse documentário?

Quer compartilhar algum outro filme que queria ver na lista? Então coloque o título nos comentários.

Natalie Andreoli
escrito por:Natalie Andreoli
Sou paulistana e desde 2009 decidi me mudar para a ilha da Magia (Florianópolis, SC), pois sentia falta do contato com a natureza. Sou neta de italianos e aprendi desde pequena a gostar de mexer na terra e cuidar das plantas, quando ajudava meu pai com a hortinha dele. Sou bióloga MSc., educadora ambiental e aromaterapeuta. Adoro aprender e compartilhar assuntos que proporcionem uma vida em melhor harmonia consigo mesmo, com os outros seres e com o planeta.

Deixe uma resposta

Junte-se a nós! Receba inspirações para uma vida mais leve no seu email.