ReflexõesVida Natural

22 benefícios de se viver com menos

door-Tanja-Richter1280

Vivemos buscando a felicidade. Mas, nessa busca, tendemos a colocar os bens materiais e o luxo como o meio de se alcançar esse desejado sentimento. Esse caminho definitivamente não está correto. Mais dinheiro, depois de certo ponto, não necessariamente significa mais felicidade.

Você provavelmente conhece a expressão “menos é mais”. Contudo, nem todos atingem a plenitude com a mesma quantidade de “menos”. Devemos, portanto, explorar nosso próprio limite de desapego da vida material e supérflua.  Quando fizermos isso, começaremos a sentir alguns dos seguintes benefícios em nossas vidas:

1. Menos peso – as posses materiais precisam ser gerenciadas, afinal, coisas demais podem nos pesar.

2. Mais opções e liberdade – menos coisas para ter, fazer e administrar é sinônimo de menos desordem em nossas vidas, e nos permite ter mais liberdade para fazer escolhas que apoiem o nosso estilo de vida ideal.

3. Desejar menos ter “mais e mais” – saber quando o suficiente é suficiente, significa que paramos de andar em círculos e não chegar a lugar algum. Isso diminuirá o desejo de sempre ir em busca de mais e mais.

4. Mais contentamento com o que já temos – a sensação de nunca estar completo e satisfeito com o que se tem é muito ruim. Ela faz com que nunca alcancemos o que buscamos, afinal, levamos uma vida sem um propósito definido. Contentar com o que já temos e alcançamos, e entender que para ser feliz não é preciso mais que isso, faz-nos, aos poucos, sentirmos completos.

5. Menos arrependimento – o arrependimento é tóxico, e é um desperdício emocional. Viver com o tipo certo de menos em nossas vidas não permite que o arrependimento nasça e floresça em nossa mente.

6. Mais gratidão – há tantas coisas em nossas vidas pelas quais temos que ser gratos, e muitas vezes elas podem passar despercebidas. É essencial desenvolver o hábito da gratidão.

Meditação sem religião – qualidade de vida a disposição de todos os credos

7. Menos comparações – quando percebemos o que é suficiente para nós, preocupamos menos em fazer comparações. Não julgamos os outros por quererem mais, mas também ficamos felizes por vivermos apenas com o necessário.

8. Mais liberdade de seguir nosso próprio estilo de vida – ao aprendermos a viver com menos, somos livres para viver nosso próprio caminho, da maneira que melhor se encaixa com nosso jeito de ser, sem seguir os padrões ou copiar o estilo de vida dos outros.

9. Menos complexidade – a vida pode ficar complicada quando temos muitas coisas para resolver, questões para entender e problemas para resolver.

10. Mais simplicidade – como consequência do item 9, a vida torna-se mais simples quando temos menos coisas para lidar, menos comparações e motivos para nos afirmarmos para as outras pessoas.

11. Menos dívidas – quanto mais coisas perseguimos, maior é nossa chance de ficar endividados. Nos livrar de dívidas também nos oferece mais liberdade de escolha e oportunidades na vida.

12. Mais poupanças – gastar menos dinheiro em coisas que realmente não precisamos, pode significar mais economia para, no futuro, gastar em outras coisas que desejamos.

13. Menos estresse – manter-se sempre na rotina e encher nossas vidas com mais coisas, gera estresse, que pode passar despercebido, mas, a longo prazo, causar sérios danos à saúde.

14. Mais vida – buscar menos posses materiais, e ter menos compromissos em nosso dia a dia, significa ter mais tempo para gastarmos com outras coisas e pessoas que realmente importam.

15. Menos desordem – quando enchemos nossa mente de tarefas e preocupações, tendemos a ficar mais desorganizados e ansiosos por não conseguir focar na solução dos problemas.

Casal desiste da vida na cidade grande para viver de maneira mais autossuficiente no campo

16. Mais espaço – quando desocupamos espaço com o que não é importante, damos lugar a mais espaço físico, mas também mais espaço mental para respirar, refletir, focar e viver.

17. Menos posses físicas – os bens materiais que possuímos podem acabar nos possuindo se não tivermos cuidado. Seja seletivo sobre o que e quem você deixa em sua vida.

18. Mais experiências de vida e aventuras – o desapego das posses materiais, e das pessoas e valores que não acrescentam nada a nossa vida, nos deixa livres para ir em busca de mais aventuras e experiências de vida.

19. Menos ciúme – quanto menos nos compararmos aos outros e tentarmos manter o ciúmes apenas em um nível saudável, deixaremos de sentir aquele aperto no peito, que tanto atrapalha nossas vidas.

20. Mais felicidade – dimensionar menos e entender mais que precisamos apenas do suficiente em nossas vidas, traz mais felicidade. Quando estamos felizes, ficamos mais dispostos, nos relacionamos bem com as pessoas e nossos corações se enchem mais de vida.

21. Menos egoísmo – quanto menos inclinados estivermos a comparar o que não temos com o que as outras pessoas possuem, mais provável é que eliminemos o egoísmo de nossas vidas.

22. Mais partilha e retorno – saber ter menos significa abrir mais espaço para compartilhar e devolver o que recebemos para os outros de alguma forma. Isso pode incluir atos de bondade e generosidade.

Agora que temos motivos de sobra para abandonar uma vida superficial, cheia de coisas e pessoas, que tal colocar em prática essas pequenas atitudes, e começar a ver a diferença? É preciso sermos honestos sobre o que é realmente importante para nós. Precisamos refletir e repriorizar alguns aspectos da nossa vida. Para que tudo flua bem, é preciso um grande grau de esforço e AÇÃO. Vamos ser mais felizes?

Jardim do Mundo
escrito por:Jardim do Mundo
Normal ou não, um clichê da sociedade contemporânea ou um casal unido por amor, afinidades e desafinidades, que transforma arte e ciências em pequenos projetos domésticos. Criar um jardim onde antes não se imaginava poder, provar de inúmeras receitas que são também oportunidades, utilizar e reutilizar ao máximo, aprender e aplicar princípios que projetam um estilo de vida mais simples e otimista, acreditando que podemos fazer algo de bom ou de belo enquanto fazemos algo para nós e não apenas para nós.

1 Comentário

Deixe uma resposta

Junte-se a nós! Receba inspirações para uma vida mais leve no seu email.

Siga-nos