Jardim do Mundo
menu
Jardim do Mundo
Entretenimento

12 fenômenos naturais espetacularmente belos

11

Quando se fala de fenômenos naturais, entramos em um terreno que fascina e desperta a imaginação do homem a já muitos milhares de anos. A partir deles podemos manifestar as mais diversas reações medo, angustia, alegria, satisfação, terror… Todas estas emoções podem vir a tona quando você escuta o estampido de um trovão ou descobre um arco-iris na paisagem já bela, ou a chuva tamborilando no telhado. E o que dizer de fenômenos naturais extremamente raros e por isso espectaculares por sua única beleza. Raramente vistos, o Jardim do Mundo traz uma lista com fotos dos eventos naturais mais incríveis da terra.

1. Estalactites de gelo

 Quando a superfície do mar congela, como em todos os polos norte e sul, força bolsões de água do mar especialmente frios e salgados a se reunir na parte debaixo do gelo. Esta mistura de solução salina é mais densa do que a água do mar abaixo dela, e como resultado tende a afundar-se lentamente. Porque está muito fria, a água mais fresca abaixo desses bolsões congela em torno deles enquanto eles caem, o que resulta em um pingente de gelo gigante debaixo da superfície. O nome técnico para esse fenômeno é estalactites de gelo.

 2. Relâmpago vulcânico

Plumas vulcânicas produzem imensas quantidades de carga elétrica e estática. Em casos raros, isso pode desencadear uma tempestade violenta.

3. Arco íris branco

11 Estes arcos íris se formam na névoa, em vez de chuva. A condensação reflete pouca luz, e, como resultado, o arco-íris é composto de cores muito fracas – como o branco – em vez das cores vibrantes de um arco-íris tradicional.

 4. Relâmpagos de Catatumbo

Na foz do rio Catatumbo, na Venezuela, uma massa única de nuvens de tempestade se forma, criando o espetáculo raro conhecido como Relâmpagos de Catatumbo. A tempestade ocorre até 160 noites por ano, 10 horas por dia e 280 vezes por hora.

 5. Bioluminescência

11bioluminescência é uma característica que certos organismos vivos possuem de produzir luz através de processos bioquímicos. Ocorre com maior frequência em invertebrados e vertebrados marinhos, tais como fungos, algas dentre outros microrganismos, assim como em outros invertebrados terrestres. É atribuído ao farmacologista francês Raphaël Dubois o crédito pelos primeiros trabalhos sobre a bioluminescência. Antes do desenvolvimento da lâmpada de segurança para uso em minas de carvão, peles de peixe seco foram usados ​​na Grã-Bretanha e na Europa como uma fonte fraca de luz.

 

6. Redemoinhos de fogo

 Os redemoinhos de fogo são turbilhões de fogo. Eles ocorrem quando as condições de calor e vento turbulento intensos combinam.

 7. Glória da manhã

 Glória da manhã são nuvens incrivelmente raras, tanto assim, que nós não sabemos o que lhes causa. Elas são mais comumente vistas na pequena cidade de Burketown, na Austrália.

 8. Nuvens lenticulares

Nuvens lenticulares são nuvens em forma de lente que se formam quando o ar úmido flui sobre uma montanha e se pilha em grandes camadas de nuvens. Devido à sua forma estranha, estas nuvens são muitas vezes confundidas com OVNIs.

9. Arco íris de fogo 

São formados pela luz que reflete a partir de cristais de gelo em nuvens altas. Os halos são tão grandes que muitas vezes aparecem em paralelo ao horizonte.

10. Parélio

É um fenômeno atmosférico que acontece quando os cristais de gelo brilhem quando o sol está em um determinado ângulo.

11. Donuts de neve

11Estas formas raras são desenvolvidas apenas em condições de temperatura perfeitas: quando uma massa de neve ou cai ou é soprada pelo vento. Se ela consegue se embolar com outra massa de neve, e a gravidade ou o vento estiver a seu favor, a nova bola de neve vai rolar e as duas massas tendem a entrar em colapso para criar uma forma de rosca, que pode acabar com até 66 centímetros.

 12. Nuvens asperatus

Nuvens asperatus só foram classificadas em 2009. Como resultado, sabemos pouco sobre elas além do fato de que são incríveis.

Jardim do Mundo
escrito por:Jardim do Mundo
Normal ou não, um clichê da sociedade contemporânea ou um casal unido por amor, afinidades e desafinidades, que transforma arte e ciências em pequenos projetos domésticos. Criar um jardim onde antes não se imaginava poder, provar de inúmeras receitas que são também oportunidades, utilizar e reutilizar ao máximo, aprender e aplicar princípios que projetam um estilo de vida mais simples e otimista, acreditando que podemos fazer algo de bom ou de belo enquanto fazemos algo para nós e não apenas para nós.

Deixe uma resposta

Junte-se a nós! Receba inspirações para uma vida mais leve no seu email.

Siga-nos